Banco de dados de questões do vestibular Ufsc
questões de vestibulares
|

 

Questões Ufsc

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufsc-2003
tópico:
Eletricidade

sub-grupo:

pergunta:Para que os alunos observassem a conservação da corrente elétrica em um circuito elementar, o professor solicitou aos seus alunos que montassem o circuito abaixo (Fig. 1), onde L, L‚, Lƒ e L„ são lâmpadas incandescentes comuns de lanterna - todas iguais -, e P e P‚ são pilhas de 1,5 V. Ao fechar o circuito (Fig. 2), os alunos observaram que somente as lâmpadas L e L„ brilhavam acesas e que as lâmpadas L‚ e Lƒ não emitiam luz.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

(01) As lâmpadas L‚ e Lƒ estão submetidas a uma diferença de potencial menor do que as lâmpadas L e L„.
(02) A corrente elétrica que passa através da lâmpada L‚ tem a mesma intensidade da corrente que passa através da lâmpada Lƒ.
(04) As lâmpadas L‚ e Lƒ não emitem luz porque estão submetidas a uma diferença de potencial maior do que as lâmpadas L e L„.
(08) A única causa possível para as lâmpadas L‚ e Lƒ não emitirem luz é porque seus filamentos estão queimados, interrompendo a passagem da corrente elétrica.
(16) As lâmpadas L‚ e Lƒ não emitem luz porque a corrente elétrica não passa por elas.
(32) Uma causa possível para as lâmpadas L‚ e Lƒ não apresentarem brilho é porque as correntes elétricas que passam por elas não têm intensidade suficiente para aquecer seus filamentos a ponto de emitirem luz.
(64) A intensidade da corrente elétrica que passa através das lâmpadas L e L„ é igual ao dobro da intensidade da corrente elétrica que passa através das lâmpadas L‚ e Lƒ.

Soma ( )


resposta:
01 + 02 + 32 + 64 = 99

origem:Ufsc-2003
tópico:
Eletricidade

sub-grupo:

pergunta:As figuras a seguir mostram dois circuitos elétricos simples contendo uma associação mista (Figura 1) e uma associação em série (Figura 2) de pilhas iguais, ligadas a um mesmo resistor R. Em ambos os circuitos, A e V representam, respectivamente, um amperímetro e um voltímetro ideais. Todas as pilhas apresentam
força eletromotriz ” = 1,5 V e resistência interna igual a 1,0 ² cada uma.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

(01) As duas associações apresentam a mesma força eletromotriz equivalente, igual a 4,5 V.
(02) A resistência interna equivalente é maior na associação de pilhas mostrada no circuito representado na Figura 2.
(04) A leitura dos voltímetros apresenta o mesmo valor nos dois circuitos elétricos.
(08) A leitura do voltímetro do circuito representado na Figura 1 indica um valor maior do que a leitura do voltímetro do circuito representado na Figura 2.
(16) A leitura do amperímetro no circuito representado na Figura 1 apresenta um valor maior do que a leitura do amperímetro no circuito representado na Figura 2.
(32) A dissipação da potência elétrica por efeito Joule é menor na associação de pilhas da Figura 1.
(64) A leitura dos amperímetros apresenta um mesmo valor nos dois circuitos elétricos.

Soma ( )


resposta:
01 + 02 + 08 + 16 + 32 = 59

origem:Ufsc-2003
tópico:
Magnetismo

sub-grupo:

pergunta:Duas espiras, uma retangular e outra circular, são colocadas próximas a um fio retilíneo percorrido por uma corrente constante I, como se mostra na figura abaixo. As espiras são submetidas às forças ù e ù‚ de maneira a se deslocarem com uma mesma velocidade , constante, que as afasta do fio. A área da espira retangular é o dobro da área da espira circular.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

(01) Como a corrente no fio permanece constante, não ocorre variação do fluxo magnético através das espiras e, portanto, nenhuma corrente é induzida nas mesmas.
(02) Como o fluxo magnético varia através da área das espiras, uma corrente induzida se estabelece em ambas as espiras.
(04) O sentido da corrente induzida na espira circular é horário e na espira retangular é \ anti-horário.
(08) Quanto maior a velocidade com que as espiras se afastam do fio, maiores são as correntes induzidas nas espiras.
(16) Parte do trabalho realizado pelas forças ù e ù‚ é transformado em calor por efeito Joule nas espiras.
(32) As espiras têm áreas diferentes, porém têm a mesma velocidade; assim, o valor da corrente induzida é o mesmo nas duas espiras e, como ambas se afastam do fio, o sentido das correntes induzidas é o mesmo, ou seja, tem sentido horário.
(64) Como a área da espira retangular é o dobro da área da espira circular, a corrente induzida na espira retangular é maior do que a corrente induzida na espira circular.

Soma ( )


resposta:
02 + 04 + 08 + 16 + 64 = 94

origem:Ufsc-2004
tópico:
Mecanica

sub-grupo:Movimento Uniforme

pergunta:Dois trens partem, em horários diferentes, de duas cidades situadas nas extremidades de uma ferrovia, deslocando-se em sentidos contrários. O trem Azul parte da cidade A com destino à cidade B, e o trem Prata da cidade B com destino à cidade A. O gráfico representa as posições dos dois trens em função do horário, tendo como origem a cidade A (d = 0).

imagem não disponivel


Considerando a situação descrita e as informa-ções do gráfico, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

(01) O tempo de percurso do trem Prata é de 18 horas.
(02) Os dois trens gastam o mesmo tempo no percurso: 12 horas.
(04) A velocidade média dos trens é de 60 km/h.
(08) O trem Azul partiu às 4 horas da cidade A.
(16) A distância entre as duas cidades é de 720 km.
(32) Os dois trens se encontram às 11 horas.


resposta:
02+04+08+16+32=62

origem:Ufsc-2004
tópico:
Mecanica

sub-grupo:Gravitação

pergunta:Um satélite artificial, de massa m, descreve uma órbita circular de raio R em torno da Terra, com velocidade orbital « de valor constante, conforme representado esquematicamente na figura. (Desprezam-se interações da Terra e do satélite com outros corpos.)

imagem não disponivel


Considerando a Terra como referencial na situação descrita, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

(01) O satélite sofre a ação da força gravitacional exercida pela Terra, de módulo igual a Fg = G Mm/R², onde G é a constante de gravitação universal e M é a massa da Terra.
(02) Para um observador na Terra, o satélite não possui aceleração.
(04) A força centrípeta sobre o satélite é igual à força gravitacional que a Terra exerce sobre ele.
(08) A força exercida pelo satélite sobre a Terra tem intensidade menor do que aquela que a Terra exerce sobre o satélite; tanto assim que é o satélite que orbita em torno da Terra e não o contrário.
(16) A aceleração resultante sobre o satélite independe da sua massa e é igual a G M/R², onde G é a constante de gravitação universal e M é a massa da Terra.
(32) A aceleração resultante sobre o satélite tem a mesma direção e sentido da força gravitacional que atua sobre ele.


resposta:
01+04+16+32=53

origem:Ufsc-2004
tópico:
Fisica

sub-grupo:

pergunta:Dois astronautas, A e B, encontram-se livres na parte externa de uma estação espacial, sendo desprezíveis as forças de atração gravitacional sobre eles. Os astronautas com seus trajes espaciais têm massas m = 100 kg e m = 90 kg, além de um tanque de oxigênio transportado pelo astronauta A, de massa 10 kg. Ambos estão em repouso em relação à estação espacial, quando o astronauta A lança o tanque de oxigênio para o astronauta B com uma velocidade de 5,0 m/s. O tanque choca-se com o astronauta B que o agarra, mantendo-o junto a si, enquanto se afasta.

imagem não disponivel


Considerando como referencial a estação espacial, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

(01) Considerando que a resultante das forças externas é nula, podemos afirmar que a quantidade de movimento total do sistema constituído pelos dois astronautas e o tanque se conserva.
(02) Como é válida a terceira lei de Newton, o astronauta A, imediatamente após lançar o tanque para o astronauta B, afasta-se com velocidade igual a 5,0 m/s.
(04) Antes de o tanque ter sido lançado, a quantidade de movimento total do sistema constituído pelos dois astronautas e o tanque era nula.
(08) Após o tanque ter sido lançado, a quantidade de movimento do sistema constituído pelos dois astronautas e o tanque permanece nula.
(16) Imediatamente após agarrar o tanque, o astronauta B passa a deslocar-se com velocidade de módulo igual a 0,5 m/s.


resposta:
01+04+08+16=29

origem:Ufsc-2004
tópico:
Mecanica

sub-grupo:Arquimedes

pergunta:A figura representa um navio flutuando em equilíbrio, submetido à ação apenas do seu próprio peso e do empuxo exercido pela água.

imagem não disponivel


Considerando a situação descrita, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

(01) Mesmo sendo construído com chapas de aço, a densidade média do navio é menor do que a densidade da água.
(02) O empuxo exercido sobre o navio é igual ao seu peso.
(04) Um volume de água igual ao volume submerso do navio tem o mesmo peso do navio.
(08) O empuxo exercido sobre o navio é maior do que o seu peso. Caso contrário, um pequeno acréscimo de carga provocaria o seu afundamento.
(16) Se um dano no navio permitir que água penetre no seu interior, enchendo-o, ele afundará totalmente, porque, cheio de água, sua densidade média será maior do que a densidade da água.
(32) Sendo o empuxo exercido sobre o navio igual ao seu peso, a densidade média do navio é igual à densidade da água.


resposta:
01+02+04+16=23

origem:Ufsc-2004
tópico:
Fisica

sub-grupo:

pergunta:No século XIX, o jovem engenheiro francês Nicolas L. Sadi Carnot publicou um pequeno livro - Reflexões sobre a potência motriz do fogo e sobre os meios adequados de desenvolvê-la - no qual descrevia e analisava uma máquina ideal e imaginária, que realizaria uma transformação cíclica hoje conhecida como "ciclo de Carnot" e de fundamental importância para a Termodinâmica.

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) a respeito do ciclo de Carnot:

(01) Por ser ideal e imaginária, a máquina proposta por Carnot contraria a segunda lei da Termodinâmica.
(02) Nenhuma máquina térmica que opere entre duas determinadas fontes, às temperaturas T e T‚, pode ter maior rendimento do que uma máquina de Carnot operando entre essas mesmas fontes.
(04) Uma máquina térmica, operando segundo o ciclo de Carnot entre uma fonte quente e uma fonte fria, apresenta um rendimento igual a 100%, isto é, todo o calor a ela fornecido é transformado em trabalho.
(08) O rendimento da máquina de Carnot depende apenas das temperaturas da fonte quente e da fonte fria.
(16) O ciclo de Carnot consiste em duas transformações adiabáticas, alternadas com duas transformações isotérmicas.



resposta:
02+08+16=26

origem:Ufsc-2004
tópico:
Optica

sub-grupo:Refração

pergunta:A figura a seguir mostra um lápis de comprimento AB, parcialmente imerso na água e sendo observado por um estudante.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

(01) O estudante vê o lápis "quebrado" na interface ar-água, porque o índice de refração da água é maior do que o do ar.
(02) O feixe luminoso proveniente do ponto B, ao passar da água para o ar se afasta da normal, sofrendo desvio.
(04) O estudante vê o lápis "quebrado" na interface ar-água, sendo o fenômeno explicado pelas leis da reflexão.
(08) O observador vê o lápis "quebrado" na interface ar-água porque a luz sofre dispersão ao passar do ar para a água.
(16) O ponto B , visto pelo observador, é uma imagem virtual.


resposta:
01+02+16=19

origem:Ufsc-2004
tópico:
Ondulatoria

sub-grupo:Interferência

pergunta:A figura representa dois pulsos de onda, inicialmente separados por 6,0 cm, propagando-se em um meio com velocidades iguais a 2,0 cm/s, em sentidos opostos.

imagem não disponivel


Considerando a situação descrita, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

(01) Inicialmente as amplitudes dos pulsos são idênticas e iguais a 2,0 cm.
(02) Decorridos 8,0 segundos, os pulsos continuarão com a mesma velocidade e forma de onda, independentemente um do outro.
(04) Decorridos 2,0 segundos, haverá sobreposição dos pulsos e a amplitude será nula nesse instante.
(08) Decorridos 2,0 segundos, haverá sobreposição dos pulsos e a amplitude será máxima nesse instante e igual a 2,0 cm.
(16) Quando os pulsos se encontrarem, haverá interferência de um sobre o outro e não mais haverá propagação dos mesmos.


resposta:
01+02+04=07

origem:Ufsc-2004
tópico:
Eletricidade

sub-grupo:

pergunta:O circuito elétrico representado na figura possui cinco resistores: R = 4², R‚ = 2², Rƒ = 4², R„ = 4² e R… = 4² e duas fontes de tensão:
V1 = 15V e V2 = 10V. Uma chave (ch) está inicialmente na posição N, com o circuito aberto.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

(01) Com a chave ch posicionada em B, a potência elétrica dissipada no resistor R„ é igual a 400W.
(02) Quando a chave ch for movida da posição N para a posição A, circulará pelo circuito uma corrente elétrica igual a 5,0 A.
(04) Quando a chave ch for movida da posição N para a posição B, circulará pelo circuito uma corrente elétrica igual a 5,0 A.
(08) O circuito elétrico, estando a chave ch posicionada em A, possui resistência equivalente igual a 3,0 ².
(16) A diferença de potencial no resistor R„ é igual à diferença de potencial no resistor R… não importando a posição da chave ch no circuito, porque eles estão associados em paralelo.


resposta:
02+04+08+16=30

origem:Ufsc-2004
tópico:
Magnetismo

sub-grupo:

pergunta:A figura representa um espectrômetro de massa, dispositivo usado para a determinação da massa de íons. Na fonte F, são produzidos íons, praticamente em repouso. Os íons são acelerados por uma diferença de potencial V, adquirindo uma velocidade « sendo lançados em uma região onde existe um campo magnético uniforme B. Cada íon descreve uma trajetória semicircular, atingindo uma chapa fotográfica em um ponto que fica registrado, podendo ser determinado o raio R da trajetória.

imagem não disponivel


Considerando a situação descrita, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

(01) A carga dos íons, cujas trajetórias são representadas na figura, é positiva.
(02) A energia cinética EÝ que o íon adquire, ao ser acelerado pela diferença de potencial elétrico V, é igual ao trabalho realizado sobre ele e pode ser expressa por EÝ = qV, onde q é a carga do íon.
(04) A carga dos íons, cujas trajetórias são representadas na figura, tanto pode ser positiva como negativa.
(08) O raio da trajetória depende da massa do íon, e é exatamente por isso que é possível distinguir íons de mesma carga elétrica e massas diferentes.
(16) Mesmo que o íon não apresente carga elétrica, sofrerá a ação do campo magnético que atuará com uma força de direção perpendicular à sua velocidade «.


resposta:
01+02+08=11