Banco de dados de questões do vestibular Ufsc-2000 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|

 

Questões Ufsc-2000

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufsc
tópico:
Mecanica

sub-grupo:Arquimedes

pergunta:Leia com atenção o texto a seguir.

Chamados popularmente de "zeppelins", em homenagem ao famoso inventor e aeronauta alemão Conde Ferdinand von Zeppelin, os dirigíveis de estrutura rígida constituíram-se no principal meio de transporte aéreo das primeiras décadas do século XX. O maior e mais famoso deles foi o "Hindenburg LZ 129", dirigível cuja a estrutura tinha 245 metros de comprimento e 41,2 metros de diâmetro na parte mais larga. Alcança a velocidade de 135km/h e sua massa total - incluindo o combustível e quatro motores de 1100HP de potência cada um - era de 214 toneladas. Transportava 45 tripulantes e 50 passageiros, estes últimos alojados em camarotes com água corrente e energia elétrica.

O" Hindenburg" ascendia e mantinha-se no ar graças aos 17 balões menores instalados no seu bojo, isto é, dentro da estrutura, que continham um volume total de 20.000m³ de gás Hidrogênio e deslocavam igual volume do ar ›(hidrogênio)=0,09kg/m³ e ›(ar)=1,30kg/m³.

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. Deixando escapar parte do gás contido nos balões, era possível reduzir o empuxo e, assim, o dirigível poderia descer.
02. O Princípio de Arquimedes somente é válido para corpos mergulhados em líquidos e não serve para explicar por que um balão sobe.
04. O empuxo que qualquer corpo recebe do ar é causado pela variação da pressão atmosférica com a altitude.
08. É possível calcular o empuxo que o dirigível recebia do ar, pois é igual ao peso do volume de gás Hidrogênio contido no seu interior.
16. Se considerarmos a massa específica do ar igual a 1,30kg/m³, o empuxo que o dirigível recebia do ar era igual a 2,60×10¦N.
32. A força ascensional do dirigível dependia única e exclusivamente dos seus motores.
64. Era graças à grande potência dos seus motores que o dirigível "Hindenburg" mantinha-se no ar.



resposta:
01 + 04 + 16 = 21

origem:Ufsc
tópico:
Mecanica

sub-grupo:

pergunta:Um ratinho afasta-se de sua toca em busca de alimento, percorrendo um trajetória retilínea. No instante t=11s, um gato pula sobre o caminho do ratinho e ambos disparam a correr: o ratinho retornando sobre a mesma trajetória em busca da segurança da toca e o gato atrás do ratinho. O gráfico da figura representa as posições do ratinho e do gato, em função do tempo, considerando que no instante t=0, o ratinho partiu da posição d=0, isto é, da sua toca.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) sobre o movimento do ratinho e do gato:

01. O ratinho chega 1,0 segundo antes do gato que, portanto, não consegue alcançá-lo
02. O ratinho deslocou-se com velocidade constante entre os instantes t=5,0s e t=7,0s.
04. O movimento do ratinho foi sempre retilíneo e uniforme, tanto na ida como na volta.
08. O gato encontrava-se a 5,0 metros do ratinho quando começou a persegui-lo.
16. O ratinho parou duas vezes no seu trajeto de ida e de volta até a toca.
32. O gato percorre um distância maior que a do ratinho, em menor tempo, por isso alcança-o antes que ele possa chegar à toca.


resposta:
01 + 08 + 16 = 25

origem:Ufsc
tópico:
Mecanica

sub-grupo:Vetorial

pergunta:Descendo um rio em sua canoa, sem remar, dois pescadores levam 300 segundos para atingir o seu ponto de pesca, na mesma margem do rio e em trajetória retilínea. Partindo da mesma posição e remando, sendo a velocidade da canoa, em relação ao rio, igual a 2,0m/s, eles atingem o seu ponto de pesca em 100 segundos. Após a pescaria, remando contra a correnteza do rio, eles gastam 600 segundos para retornar ao ponto de partida.

imagem não disponivel


Considerando que a velocidade da correnteza (CR) é constante, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. Quando os pescadores remaram rio acima, a velocidade da canoa, em relação à margem, foi igual a 4,00m/s.
02. Não é possível calcular a velocidade com que os pescadores retornaram ao ponto de partida, porque a velocidade da correnteza não é conhecida.
04. Quando os pescadores remaram rio acima, a velocidade da canoa, em relação ao rio, foi de 1,50m/s.
08. A velocidade da correnteza do rio é 1,00m/s.
16. Como a velocidade da canoa foi de 2,0m/s, quando os pescadores remaram rio abaixo, então, a distância do ponto de partida ao ponto de pesca é 200m.
32. Não é possível determinar a distância do ponto de partida até ao ponto de pesca.
64. O ponto de pesca fica a 300 metros de ponto de partida.


resposta:
04 + 08 + 64 = 76

origem:Ufsc
tópico:
Mecanica

sub-grupo:

pergunta:Um pára-quedista abandona o avião e inicia sua queda, em pleno ar, no instante t=0. Cai livremente - submetido somente à força de resistência do ar e à força de peso - até o instante t‚, quando abre o pára-quedas. O gráfico a seguir representa a velocidade vertical do pára-quedista em função do tempo.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S)

01. A aceleração do pára-quedista tem valor constante, desde o instante em que abandona o avião (t=0) até o instante em que o pára-quedas abre(t=t‚).
02. Entre os instantes t e t‚, a força de resistência tem valor igual ao da força peso.
04. Durante toda a queda, a aceleração do pára-quedista é constante e igual à aceleração da gravidade.
08. Desde o instante em que o pára-quedista abandona o avião (t=0) até o instante t, a força de resistência do ar aumenta, desde zero até um valor igual ao da força peso.
16. Entre os instantes t‚ e tƒ, a força de resistência do ar sobre o pára-quedista e seu pára-quedas é maior do que a força peso do conjunto, e a força resultante tem sentido contrário ao do movimento do pára-quedista.
32. Em nenhum instante, a força de resistência do ar apresentou maior intensidade do que a da força peso do pára-quedista.
64. Ao atingir o solo, a energia cinética do pára-quedista é igual à energia potencial gravitacional ao abandonar o avião, porque a energia mecânica se conserva.


resposta:
02 + 08 + 16 = 26

origem:Ufsc
tópico:
Mecanica

sub-grupo:

pergunta:Um avião descreve uma curva em trajetória circular com velocidade escalar constante, num plano horizontal, conforme está representado na figura, onde F é a força de sustentação, perpendicular às asas; P é a força peso; ‘ é o ângulo de inclinação das asas em relação ao plano horizontal; R é o raio de trajetória. São conhecidos os valores: ‘=45°; R=1000 metros; massa do avião=10000kg.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). Considerando, para efeito de cálculos, apenas as forças indicadas na figura.

01. Se o avião realiza movimento circular uniforme, a resultante das forças que atuam sobre ele é nula.
02. Se o avião descreve uma trajetória curvilínea, a resultante das forças externas que atuam sobre ele é, necessariamente, diferente de zero.
04. A força centrípeta é, em cada ponto da trajetória, a resultante das forças externas que atuam no avião, na direção do raio da trajetória.
08. A força centrípeta sobre o avião tem intensidade igual a 100000N.
16. A velocidade do avião tem valor igual a 360km/h.
32. A força resultante que atua sobre o avião não depende do ângulo de inclinação das asas em relação ao plano horizontal.


resposta:
02 + 04 + 08 + 16 = 30

origem:Ufsc
tópico:
Fisica

sub-grupo:

pergunta:As esferas A e B da figura têm a mesma massa e estão presas a fios inextensíveis, de massas desprezíveis e de mesmo comprimento, sendo L a distância do ponto de suspensão até o centro de massa das esferas e igual a 0,80m. Inicialmente, as esferas encontram-se em repouso e mantidas nas posições indicadas.

imagem não disponivel


Soltando-se a esfera A, ela desce, indo colidir, de forma perfeitamente elástica, com a esfera B. Desprezam-se os efeitos da resistência do ar.

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S)

01. Considerando o sistema constituído pelas esferas A e B, em se tratando de um choque perfeitamente elástico, podemos afirmar que há conservação da quantidade de movimento total e da energia cinética total do sistema.
02. Não é possível calcular o valor da velocidade da esfera A, no instante em que se colidiu com a esfera B, porque não houve conservação da energia mecânica durante seu movimento de descida e também porque não conhecemos a sua massa.
04. A velocidade da esfera A, no ponto mais baixo da trajetória, imediatamente antes colidir com a esfera B, é 4,0m/s.
08. Durante o movimento de descida da esfera A, sua energia mecânica permanece constante e é possível afirmar que sua velocidade no ponto mais baixo da trajetória, imediatamente antes de colidir com a esfera B, é de 3,0m/s.
16. Imediatamente após a colisão, a esfera B se afasta da esfera A com velocidade igual a 4,0m/s.
32. Após a colisão, a esfera A permanece em repouso.
64. Após a colisão, a esfera A volta com velocidade de 4,0m/s, invertendo o sentido do seu movimento inicial.


resposta:
01 + 04 + 16 + 32 = 53

origem:Ufsc
tópico:
Fisica

sub-grupo:

pergunta:Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S)

01. A água é usada para refrigerar os motores de automóveis, porque o seu calor específico é maior do que o das outras substâncias.
02. A transpiração é um mecanismo de controle de temperatura, pois a evaporação do suor consome energia do corpo humano.
04. Devido às proximidade de grandes massas de água, em Florianópolis, as variações de temperatura entre o dia e a noite são pequenas ou bem menores do que em um deserto.
08. Em um deserto a temperatura é muito elevada durante o dia e sofre grande redução durante a noite, porque a areia tem um calor específico muito elevado.
16. Quando um certa massa de água é aquecida de zero grau a 4 graus Celsius, o seu volume aumenta e a sua densidade diminui.
32. Em um mesmo local, a água numa panela ferve a uma temperatura maior, se ela estiver destampada.



resposta:
01 + 02 + 04 = 07

origem:Ufsc
tópico:
Optica

sub-grupo:Lentes

pergunta:Considere um espelho esférico côncavo com um objeto à sua frente, situado a uma distância do foco igual a duas vezes a distância focal, conforme está representado na figura a seguir.

imagem não disponivel


Em relação à imagem fornecida pelo espelho, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. Como não foi fornecida a distância focal, não podemos afirmar nada sobre a posição da imagem.
02. A distância da imagem ao foco é igual à metade da distância focal.
04. A imagem é real, invertida e seu tamanho é igual à metade do tamanho do objeto.
08. A distância da imagem ao foco é igual à distância focal e a imagem é real e invertida.
16. A distância da imagem ao espelho é igual a duas vezes a distância focal.
32. A imagem é real, direita e seu tamanho é igual a um terço do tamanho do objeto.
64. A distância da imagem ao espelho é igual a uma vez e meia a distância focal.


resposta:
02 + 04 + 64 = 70

origem:Ufsc
tópico:
Eletricidade

sub-grupo:

pergunta:No circuito a seguir representado, temos duas baterias de forças eletromotrizes ”=9,0V e ”‚=3,0V, cujas resistências internas valem r=r‚=1,0². São conhecidos, também, os valores das resistências R=R‚=4,0² e Rƒ=2,0². V, V‚ e Vƒ são voltímetros e A é um amperímetro, todos iguais:

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. A bateria ” está funcionando como um gerador de força eletromotriz e a bateria ”‚ como um receptor, ou gerador de força contraeletromotriz.
02. A leitura no amperímetro é igual a 1,0A.
04. A leitura no voltímetro V‚ é igual a 2,0 V.
08. A leitura no voltímetro V é igual a 8,0 V.
16. A leitura no voltímetro Vƒ é igual a 4,0V.
32. Em 1,0h, a bateria de força eletromotriz ”‚ consome 4,0Wh de energia.
64. A potência dissipada por efeito Joule, no gerador, é igual 1,5W.


resposta:
01 + 02 + 08 + 32 = 43

origem:Ufsc
tópico:
Magnetismo

sub-grupo:

pergunta:Uma espira retangular de fio condutor é posta a oscilar, no ar, atravessando em seu movimento um campo magnético uniforme, perpendicular ao seu plano de oscilação, conforme está representado na figura a seguir. Ao oscilar, a espira não sofre rotação (o plano da espira é sempre perpendicular ao campo magnético) e atravessa a região do campo magnético nos dois sentidos do seu movimento.

imagem não disponivel


Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. Como a espira recebe energia do campo magnético, ela levará mais tempo para atingir o repouso do que se oscilasse na ausência dos ímãs.
02. O campo magnético não influencia o movimento da espira.
04. As correntes induzidas que aparecem na espira têm sempre o mesmo sentido.
08. A espira levará menos tempo para atingir o repouso, pois será freada pelo campo magnético.
16. O sentido da corrente induzida enquanto a espira está entrando na região do campo magnético, é oposto ao sentido da corrente induzida enquanto a espira está saindo da região do campo magnético.
32. Os valores das correntes induzidas não se alteram se substituímos a espira retangular por uma espira circular, cujo raio seja a metade do lado maior da espira retangular.
64. Parte da energia mecânica será convertida em calor por efeito Joule.


resposta:
08 + 16 + 64 = 88

origem:Ufsc
tópico:
Fisica

sub-grupo:

pergunta:Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. A Teoria da Relatividade não limita a velocidade que uma partícula pode adquirir.
02. A Mecânica Clássica não impõe limitação para o valor da velocidade que uma partícula pode adquirir pois, enquanto atuar uma força sobre ela, haverá uma aceleração e sua velocidade poderá crescer indefinidamente.
04. A Teoria da Relatividade afirma que a velocidade da luz não depende do sistema de referência.
08. Tanto a Mecânica Clássica como a Teoria da Relatividade asseguram que a massa de uma partícula não varia com a velocidade.
16. Pela Teoria da Relatividade podemos afirmar que a luz se propaga no vácuo com velocidade constante c=300.000km/s, independentemente da velocidade da fonte luminosa ou da velocidade do observador; então é possível concluir que a luz se propaga em todos os meios com velocidade constante e igual a c.
32. A Teoria da Relatividade permite concluir que quanto maior for a velocidade de uma partícula, mais fácil será aumentá-la, ou seja, quanto maior for a velocidade, menor será a força necessária para produzir uma mesma aceleração.



resposta:
02 + 04 = 06