Banco de dados de questões do vestibular uel
questões de vestibulares
|
 

Questões uel

REF. Pergunta/Resposta
origem:Uel-2003
tópico:
Economia-Brasil

sub-grupo:Agropecuária

pergunta:Segundo o IBGE (Censos Agropecuários), entre 1985 e 1995/96, a concentração fundiária aumentou no país. Nesse período, os estabelecimentos com mais de 1.000 hectares aumentaram sua participação de 43,9% para 45,1% na área total do país, enquanto que os estabelecimentos com menos de 100 hectares tiveram diminuída sua participação de 21,1% para 19,9%. Em números exatos, desapareceram nada menos que 903.360 estabelecimentos com menos de 100 hectares. Nessa mesma década, segundo o DATALUTA (2000), foram distribuídos 154.915 lotes de terra através da Política de Reforma Agrária.

Com base nos dados e nos conhecimentos sobre a questão fundiária brasileira, é correto afirmar:
a) A diferença entre o número de lotes criados e de estabelecimentos agropecuários extintos no período evidencia a inconsistência das políticas públicas voltadas à desconcentração da propriedade fundiária.
b) A perda de área total verificada nos grandes estabelecimentos revela a sujeição desse patrimônio fundiário ao processo de remembramento da propriedade familiar camponesa.
c) A variação no número de pequenos estabelecimentos no período explica-se pela venda dos lotes realizada pela maior parte dos trabalhadores rurais após terem sido assentados.
d) A extinção do conjunto dos pequenos estabelecimentos rurais em benefício dos empresários de terras explica-se pela ausência de uma política federal de reforma agrária no período.
e) A eliminação do déficit fundiário no país explica-se pela vinculação da política de assentamentos aos programas voltados para a proteção estratégica da produção nacional de alimentos e ao atendimento das necessidades dos pequenos produtores.



resposta:
[A]

origem:Uel-2003
tópico:
Geografia-Humana

sub-grupo:Populações

pergunta:O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) é elaborado considerando-se dados sobre a longevidade, PIB (Produto Interno Bruto) per capita, grau de escolaridade e poder de compra de uma população. Varia de 0 a 1, sendo que os valores mais próximos a 1 indicam melhores condições de vida.
Sobre o assunto, considere as afirmativas.

I. Trata-se de um índice que oculta a qualidade de vida de uma população por relacionar fenômenos independentes.
II. Trata-se de um índice que explicita as desigualdades sociais em diferentes escalas, pois combina indicadores de desenvolvimento social.
III. Trata-se de um índice que oculta a existência de políticas públicas voltadas à melhoria da saúde, distribuição de renda e nível de escolaridade.
IV. Trata-se de um índice que oculta diferenças interpessoais, pois resulta de cálculos obtidos a partir de médias.

Assinale a alternativa correta:
a) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.
b) Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.
c) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.
d) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
e) Apenas as afirmativas II e IV estão corretas.



resposta:
[E]

origem:Uel-2003
tópico:
Geografia-Humana

sub-grupo:População Brasileira

pergunta:Examine a charge.
(imagem abaixo)

A charge indica que:
a) A existência de flagelados provoca o separatismo regional brasileiro.
b) No Brasil, a pobreza restringe-se geograficamente às áreas de invasão pelos flagelados da seca.
c) A convivência entre pobres e ricos numa mesma região ou cidade é inviável.
d) Existem pobres e ricos nas diferentes regiões e cidades brasileiras.
e) A pobreza nas cidades nordestinas é um fenômeno sazonal.


resposta:
[D]

origem:Uel-2005
tópico:
Economia-Brasil

sub-grupo:Política Econômico

pergunta:Leia os textos a seguir:

Texto I:
"No ano passado, durante as andanças, a garotada recolheu panfletos de propaganda de prédios de apartamentos à venda [...]. Eles constataram que, nas plantas ali desenhadas, os pontos de referência, como parques e estações de metrôs, estavam muito mais próximos da região dos edifícios do que o mostrado no guia. As construtoras aproximam tudo para tentar vender o apartamento mais fácil , conta a aluna [...]".
(SOARES, Carla. Sua turma sabe qual a função da escala? "Escola", São Paulo, n. 177, p. 43, nov. 2004.)

Texto II:
"Muitos pensam que os mapas representam a realidade geográfica. Não representam não, mas parece. Eu mesmo, até ir lá um dia, acreditava que a Argentina era um país cor de laranja."
(FERNANDES, Millôr apud RUA, João e outros. Para ensinar geografia. Rio de Janeiro: Access, 1993. p. 11.)

Com base nos textos e nos conhecimentos sobre cartografia, analise as afirmativas a seguir.

I. O Texto I e o Texto II indicam que, em geral, as pessoas fazem uma associação direta entre o real e o representado no mapa, raciocínio que conduz a inúmeros enganos no entendimento dos fenômenos geográficos.
II. O Texto I apresenta uma prática comum de empresas, cujas transações econômicas dependem do fator localização, pois elas tendem a manipular deliberadamente as escalas de mapas ou plantas a fim de induzir o cliente à compra do objeto de negociação.
III. O Texto II indica que o mapa é um instrumento desnecessário ao entendimento do espaço geográfico, por fazer as pessoas construírem uma falsa idéia sobre os lugares, eliminada quando do contato direto entre o sujeito e os territórios.
IV. O Texto I remete à idéia de que a confecção de mapas supõe a intencionalidade de quem o produz. O Texto II indica a descoberta da diferença entre o real e sua representação, quando do contato com o lugar representado.

Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) I, III e IV.



resposta:
[D]

origem:Uel-2005
tópico:
Geografia-Humana

sub-grupo:Urbanização Brasileira

pergunta:Nas últimas décadas, particularmente nas áreas urbanas brasileiras, o número de acidentes associados a deslizamentos de encostas, também chamados de escorregamentos, tem aumentado. Com base nos conhecimentos sobre urbanização, relevo terrestre e ações antrópicas, é correto afirmar:
a) A desestabilização de encostas em pequenas cidades, inseridas em regiões cuja economia é baseada em atividades agropecuárias, é provocada pelas chuvas ácidas.
b) A impermeabilização do solo, provocada pelo processo de urbanização, combate a instabilidade de encostas com acentuada declividade em aglomerados urbanos.
c) Deslizamentos de encostas na zona urbana têm como causa a contaminação dos solos por chorume, devendo ser descartada a relação entre deslizamentos e a morfologia do terreno.
d) A probabilidade da ocorrência de deslizamentos em áreas urbanas está relacionada com o tipo e a densidade de ocupação da área e sua declividade.
e) A eliminação do problema dos escorregamentos em áreas urbanas requer a retirada de toda população que habita as encostas, proibindo-se sua ocupação.



resposta:
[D]

origem:Uel-2005
tópico:
Economia-Brasil

sub-grupo:Política Econômico

pergunta:No período de 13 a 18 de junho de 2004, aconteceu em São Paulo a 11 Reunião da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD). Nessa conferência, o Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, afirmou que "[...] a nova rodada de negociações multilaterais [...] entre países em desenvolvimento é muito promissora [...]. Pode ser um movimento decisivo no desenvolvimento do que o presidente Lula chamou de uma nova geografia do comércio mundial." (MARULL, Yana. Países em desenvolvimento lançam rodada comercial paralela à OMC. Disponível em: Acesso em: 03 ago. 2004.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre comércio internacional, é correto afirmar que a expressão "nova geografia do comércio mundial" remete à idéia de:
a) Ampliar as relações comerciais entre os países em desenvolvimento, reduzindo as barreiras tarifárias e não-tarifárias, estimulando e reforçando o comércio entre eles e, conseqüentemente, as relações entre os países do Hemisfério Sul.
b) Ampliar as negociações junto à Organização Mundial do Comércio (OMC), buscando centralizar as trocas comerciais no interior de cada continente, a exemplo da proposta da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA).
c) Redirecionar os fluxos do comércio internacional, de modo a eliminar as exportações e importações nacionais, e centralizar as trocas entre mercados comuns formados por países pobres.
d) Promover, nos países em desenvolvimento, um amplo programa de subsídios agrícolas destinados aos setores exportadores a fim de estabelecer condições de igualdade na concorrência comercial com as nações ricas.
e) Ampliar as relações comerciais internas em direção aos atuais blocos regionais periféricos, visando ao afastamento do comércio com os países desenvolvidos.



resposta:
[A]

origem:Uel-2005
tópico:
Territorio-Brasileiro

sub-grupo:Clima Brasil

pergunta:Ainda hoje no Brasil, vastas extensões territoriais sofrem processos intensos de exploração, evoluindo para um quadro típico de degradação ambiental generalizada. O domínio do semi-árido se configura como um ambiente de fragilidades e está submetido, desde longa data, a uma exploração indiscriminada, por isso é considerado uma zona de alto risco ambiental.
Com base no texto e nos conhecimentos sobre a degradação ambiental nos domínios morfoclimáticos brasileiros, assinale a alternativa que indica corretamente o risco ambiental predominante no semi-árido:
a) Intensificação do processo de desertificação.
b) Alastramento das queimadas no período de preparo do terreno para a agricultura.
c) Substituição de espécies nativas por outras mais resistentes, em função de reflorestamentos.
d) Exploração ilegal de madeira de lei para exportação.
e) Poluição do leito de seus rios temporários por mercúrio.



resposta:
[A]

origem:Uel-2005
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:

pergunta:Analise a figura a seguir.
(imagem abaixo)

Com base na imagem e nos conhecimentos sobre os problemas decorrentes da urbanização e das desigualdades sociais, é correto afirmar:
a) A imagem indica que, no século XX, a proliferação de moradores de rua resulta das políticas do Estado do bem estar social que barateou e disseminou o consumo de bebidas alcoólicas anteriormente restrito às elites européias.
b) A imagem apresenta um problema social, o dos sem-teto, comum às paisagens da maior parte dos países do planeta, remetendo às desigualdades econômicas geradas pelas sociedades capitalistas ao longo do século XX.
c) A imagem indica que a criminalização da venda de bebidas alcoólicas deve ocupar o centro do debate quando do estabelecimento de políticas e ações públicas, voltadas a uma eficaz eliminação do problema dos sem-teto nas grandes cidades.
d) O fenômeno dos sem-teto está territorialmente circunscrito aos países de língua anglo-saxã, aspecto este evidenciado pela imagem, que denuncia o fundamento cultural do problema, a ser eliminado por meio de processos de aculturação.
e) A imagem mostra que, nos países de primeiro mundo, o problema dos sem-teto decorre da expulsão domiciliar que causa o consumo exacerbado de bebidas alcoólicas, levando seus usuários à marginalidade.


resposta:
[B]

origem:Uel-2005
tópico:
Questoes-ambientais-geral

sub-grupo:Biodiversidade

pergunta:Nos últimos anos, casos de poluição do solo em zonas urbanas e rurais têm sido cada vez mais freqüentes e, geralmente, estão associados à intensificação do uso da terra, descargas acidentais ou voluntárias de poluentes, deposição de resíduos tóxicos, lixões a céu aberto, entre outros. Sobre a poluição do solo, é correto afirmar:
a) Em países desenvolvidos do Hemisfério Norte, a contaminação química dos solos é eliminada pela precipitação abundante de neve que os recobre e os protege.
b) A poluição causada pela deposição de lixo no solo circunscreve-se à sua quantidade, isso porque lixo orgânico ou lixo inorgânico, em igual volume, causam idêntico impacto ambiental.
c) Os resíduos sólidos provenientes de aglomerados urbanos e de atividades industriais e agrícolas têm uma participação mínima na poluição do solo.
d) Por ser o solo um elemento que se caracteriza pela impermeabilidade, sua poluição restringe-se às áreas de depósito de detritos, portanto suas adjacências estão livres de contaminação.
e) O controle da poluição do solo requer medidas de curto, médio e longo prazo como, por exemplo, a remoção da fonte poluidora, o isolamento da área afetada e a educação ambiental.



resposta:
[E]

origem:Uel-2005
tópico:
Geografia-Humana

sub-grupo:Urbanização Brasileira

pergunta:Com base na letra da canção de Chico Science e nos conhecimentos sobre a urbanização brasileira, é correto afirmar:
a) Ao apresentar a cidade da forma como o faz, a canção remete ao processo de produção industrial, considerando suas dinâmicas específicas e os sujeitos sociais envolvidos.
b) A letra da canção exalta o modo de vida urbano, pois está fundada na idéia de que, em grandes cidades, a distribuição de renda é mais eqüitativa, se comparada aos núcleos urbanos menores.
c) Ao mapear o cotidiano das metrópoles, a letra denuncia as contradições entre as classes sociais que estão materializadas nesse cotidiano.
d) A canção afirma que, por ser o centro das ambições, todos os moradores da cidade possuem as mesmas chances de ascensão social, fato esse expresso em seu arranjo espacial.
e) A letra da canção identifica características específicas de pequenas cidades, exemplificada nas atividades comerciais e nos meios de transporte descritos.



resposta:
[C]

origem:Uel-2005
tópico:
Geografia-Humana

sub-grupo:População Brasileira

pergunta:A canção faz referência à presença de camelôs na cidade. A presença desses trabalhadores e a necessidade de revitalização dos centros de grandes cidades, isto é, a reforma e a readequação das estruturas e normas de uso das áreas centrais, visando reconquistar o interesse de investidores e do público em geral, são assuntos interrelacionados e muito discutidos. Com base na canção e nos conhecimentos sobre as áreas centrais de grandes cidades, é correto afirmar que o comércio praticado por camelôs é uma atividade:
a) Que contribui para o aumento do desemprego, sendo responsável pela diminuição do crescimento econômico, principalmente nas grandes cidades.
b) Decorrente do incremento de postos de trabalho no mercado formal e do aumento da produção de bens de consumo não-duráveis, o que demanda uma estrutura de comercialização popular.
c) Que tem atraído um grande contingente de pessoas, por ser, no atual cenário econômico, a forma de ocupação em que a precarização do trabalho ocorre em menor grau.
d) Cuja territorialidade se viu transformada com a chegada dos imigrantes estrangeiros ao Brasil, quando, de atividade ligada ao rural, passa a ser realizada predominantemente nas cidades.
e) Cujos trabalhadores têm a territorialidade de sua atividade negada ou marginalizada nos projetos de revitalização urbana, pois sua expulsão tem sido prática recorrente.



resposta:
[E]

origem:Uel-2005
tópico:
Economia-Mundial

sub-grupo:

pergunta:"Dezenas de autoridades políticas e empresariais participaram ontem da inauguração da empresa farmacêutica alemã Hexal, em Cambé (13 quilômetros a oeste de Londrina), que inicia as atividades com previsão de crescimento no faturamento em torno de 30% para o ano que vem. [...] A empresa recebeu investimentos em infra-estrutura do município e isenção do IPTU por 10 anos. Dentro do Programa Bom Emprego, o governo financiou capital de giro de R$ 180 milhões. Segundo Requião, a Hexal tem carência de quatro anos para pagamento, mais quatro anos para efetivá-lo, com recolhimento mês a mês."
(BRANDÃO, Vera. Empresa instalada na Região Metropolitana de Londrina e inaugurada ontem faturou 1,6 bilhão no ano passado. "Folha de Londrina", Londrina, 16 set. 2004. Economia, p. 4.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre industrialização, é correto afirmar:
a) O processo descrito no texto caracteriza-se como sendo o de reestruturação industrial, o qual tem ocorrido mundialmente e influído nas estratégias de escolha locacional, que passaram a privilegiar fatores como: o acesso ao meio técnico-científico-informacional, a disponibilidade de mão-de-obra barata e, sobretudo, os incentivos públicos.
b) A situação abordada pelo texto é lugar comum no desenvolvimento das pequenas cidades localizadas no interior da região Centro Sul do país, isso porque há muito tempo elas têm recebido grandes investimentos de capitais transnacionais e assumido papel de liderança nacional, no ramo da indústria farmacêutica.
c) O texto apresenta a atual tendência das indústrias de instalarem unidades de produção em áreas com facilidade para obtenção de matéria-prima, fato determinante para a decisão da Hexal, pois a região possui grandes reservas florestais, de onde se extraem os princípios ativos utilizados na fabricação dos remédios por ela produzidos.
d) Verifica-se, no texto, o registro das novas estratégias do governo federal para implementar a desconcentração das atividades industriais, a fim de garantir a diminuição das disparidades regionais, fato que traz avanços no alcance territorial da política de desenvolvimento econômico, aliado à justiça social.
e) As ações descritas remetem a uma prática comum das indústrias do ramo farmacêutico, que é a instalação de estruturas industriais em áreas que demandam grandes investimentos e mão-de-obra altamente especializada.



resposta:
[A]