Questões de História da Arte - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|

 

Questões História da Arte

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Ufv-2004
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:A imagem a seguir reproduz uma obra do artista plástico brasileiro Cândido Portinari (1903-1962). Ela revela a influência que o artista recebeu de um importante movimento estético do século XX.

Assinale a alternativa que indica o nome desse movimento e uma característica comum às obras de alguns de seus representantes.
a) O Futurismo, exaltando a modernidade e o futuro.
b) O Surrealismo, denunciando violências contra a humanidade.
c) O Neoclassicismo, valorizando elementos da arte grega e romana.
d) O Impressionismo, registrando os fenômenos luminosos.
e) O Romantismo, imprimindo dinamismo às figuras.


resposta:[B]

vestibular Fuvest-2005
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:

Sobre este quadro, "A Negra", pintado por Tarsila do Amaral em 1923, é possível afirmar que
a) se constituiu numa manifestação isolada, não podendo ser associada a outras mudanças da cultura brasileira do período.
b) representou a subordinação, sem criatividade, dos padrões da pintura brasileira às imposições das correntes internacionais.
c) estava relacionado a uma visão mais ampla de nacionalização das formas de expressão cultural, inclusive da pintura.
d) foi vaiado, na sua primeira exposição, porque a artista pintou uma mulher negra nua, em desacordo com os padrões morais da época.
e) demonstrou o isolamento do Brasil em relação à produção artística da América Latina, que não passara por inovações.


resposta:[C]

vestibular Ufpe-2005
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:O Romantismo, como movimento cultural do século XIX, merece destaque pelas críticas que já fazia à forte presença do racionalismo na sociedade ocidental da época e pela sua ampla e rica produção intelectual e artística. Sobre o Romantismo, podemos afirmar que foi um movimento:
a) de nostalgia cultural, que buscou a recuperação das regras do Classicismo, as quais dominavam a arte conservadora do século XVIII.
b) de grande diversidade cultural, com obras de artistas e pensadores, como Schiller, Chopin, Byron e Goethe, importantes filósofos, compositores e escritores.
c) que, no século XIX, esteve na base das grandes revoluções que combatiam o capitalismo; foi amplamente renovador, no contexto mundial, pelas suas utopias exclusivamente socialistas.
d) restrito à pintura e à música, sem expressões de destaque na poesia e na literatura em prosa, pois as via com perspectivas bastante acadêmicas.
e) de convergência das forças conservadoras da época, com valor histórico secundário; foi um movimento bastante mistificado pelos políticos alheios às mudanças.


resposta:[B]

vestibular Ufu-2005
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:Interprete o trecho do "Manifesto Antropofágico", de Oswald de Andrade. "(...) Só a antropofagia nos une. Socialmente. Economicamente. Filosoficamente. (...) Já tínhamos o comunismo. Já tínhamos a língua surrealista. A idade de ouro. Catiti Catiti Imara Notiá Notiá Imara Ipejú. Antes dos portugueses descobrirem o Brasil, o Brasil tinha descoberto a felicidade. A alegria é a prova dos nove. No matriarcado de Pindorama. Oswald de Andrade Em Piratininga Ano 374 da deglutição do Bispo Sardinha." Revista de "Antropofagia", São Paulo, n.1, ano 1, maio de 1928. O Manifesto, escrito por um dos participantes da Semana de Arte Moderna de 1922, elabora algumas imagens sobre o passado do Brasil. Sobre este manifesto, os modernistas e o contexto histórico da década de 1920, podemos afirmar que I - o Manifesto traz a marca da conciliação entre as raças negra, branca e índia, celebrada anualmente no carnaval, consolidando a imagem de descobrimento do Brasil como obra do acaso. Este manifesto mostrou a proximidade dos modernistas com os escritores românticos, numa tendência de volta ao passado e de valorização da cultura lusitana. II - o movimento modernista sofreu influências do futurismo, expressionismo e surrealismo. Este recolheu inspiração num período marcado por grande agitação política e cultural e pela crescente urbanização do país, ressaltando nossas raízes históricas de uma forma crítica. III - a metáfora da antropofagia reforça o principal elemento da cultura modernista - o nacionalismo - em detrimento do princípio da luta de classes. Apesar disso, o período foi marcado por embates entre o anarquismo, defensor de eleições livres, e o comunismo, defensor da luta direta contra os patrões. IV - o ímpeto inicial que unia os modernistas era a renovação, a mudança, e o rompimento com as regras acadêmicas, porém alguns seguiam caminhos politicamente conservadores, como Cassiano Ricardo e Plínio Salgado, ligados ao verde-amarelismo e defensores do nacionalismo "tupi".
a) I e III são corretas.
b) I e II são corretas.
c) III e IV são corretas.
d) II e IV são corretas.



resposta:[D]

vestibular Ufv-2005
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:Observe a figura a seguir:

A Leiteira (c.1658-1660), de Johannes Veermer, é uma das obras-primas da pintura holandesa do século XVII, que gradativamente define um estilo próprio, representando com austero realismo cenas familiares, paisagens urbanas, situações da vida cotidiana e retratos de pessoas comuns. A vida urbana e comercial é o cenário dessa nova forma de representação do mundo, que caracteriza a cristalização de uma cultura burguesa. Das características a seguir, assinale aquela que NÃO se aplica à cultura burguesa urbana da era moderna.
a) A estética barroca, caracterizada por uma representação do mundo saturada de excessos e movimento.
b) A atribuição de valor moral ao trabalho honesto e disciplinado, com raízes na religião reformada.
c) O profundo desprezo pelas classes populares, consideradas como dissolutas e avessas ao trabalho.
d) A vida doméstica centrada na definição de uma esfera privada restrita à família nuclear.
e) A aversão ao complexo jogo de etiqueta e honra da sociedade de corte e dos aristocratas em geral.


resposta:[A]

vestibular Fuvest-2006
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:

Olhando para esta tela do pintor brasileiro, Candido Portinari, "Família de Retirantes", de 1944, pode-se estabelecer relações com
a) as idéias integralistas dos nacionalistas.
b) a doutrina social da hierarquia da Igreja católica.
c) a propaganda oficial da política de Vargas.
d) a desesperança típica do pós-guerra.
e) a postura de engajamento e crítica social.


resposta:[E]

vestibular Ufrrj-2006
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:Leia com atenção o poema a seguir e as afirmativas sobre o movimento modernista realizadas logo em seguida: Quero beber! Cantar asneiras No esto brutal das bebedeiras Que tudo emborca e faz em caco... Evoé Baco! Lá se me parte a alma levada No torvelim da mascarada, A gargalhar em doudo assomo Evoé e Momo! (BANDEIRA, Manuel. Bacanal. In: "Antologia Poética". Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001) I - Em 1922, ano do centenário da independência do Brasil, um grupo de letrados, a maioria bem-nascida, organizou em São Paulo exposições e apresentações artísticas com o objetivo de chocar o público. Essa manifestação ficou conhecida como "semana de arte moderna". II - A antropofagia tornou-se teoria entre os modernistas, expressando a tentativa do grupo de combinar as particularidades nacionais e as tendências artísticas mundiais, a herança cultural e os impulsos de modernização. "Comer o invasor" - esse era seu lema. III- O comportamento rebelde dos modernistas e o conteúdo inovador de sua arte, ruidosamente vaiada no Teatro Municipal de São Paulo, os transformou em vítimas do forte sistema repressor do governo, tendo seus integrantes sofrido todos os tipos de perseguição. IV- Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Anita Malfatti, José Lins do Rego e Lasar Segall estão entre os nomes mais expressivos do movimento modernista. V- Os modernistas empenhavam-se na busca de novas linguagens para expressar o elemento nacional, valorizando o folclore, as questões sociais e desprezando as rígidas métricas dos versos acadêmicos e as padronizações da língua portuguesa. Estão corretas as afirmativas
a) I, III e IV;
b) II, III, V;
c) I, II, III;
d) I, II, V;
e) I, IV, V.



resposta:[D]

vestibular Ufpe-2006
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:O movimento tropicalista lançou novas idéias culturais no Brasil, influindo na transformação de concepções estéticas que predominavam naquele período. Pode-se destacar como Tropicalismo: ( ) as obras musicais de Chico Buarque, que seguiam a tradição da bossa nova dos anos de 1950. ( ) os filmes de Nelson Pereira dos Santos, com análises bastante renovadoras da sociedade brasileira. ( ) as composições de Caetano Veloso, com experiências musicais renovadoras. ( ) a participação de Roberto Carlos, que empolgou a juventude da época com suas músicas. ( ) os arranjos do maestro Júlio Medaglia, os quais quebraram a tradição musical existente.



resposta:F - F - V - F - V

vestibular Ufpe-2006
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:O desenvolvimento do capitalismo atingiu um momento de grande mudança na produção de mercadorias durante o século XX. Houve descobertas científicas importantes que modificaram comportamentos e hábitos de vida. Ao mesmo tempo, transformações ocorridas na indústria cultural: ( ) influenciaram a arte, que sofreu alterações nas suas concepções estéticas, as quais foram importantes para a venda de seus produtos no mercado internacional. ( ) não influenciaram a venda de produtos de artes considerados regionais, que continuaram a ser consumidos apenas localmente. ( ) tiveram repercussão nas cidades mais desenvolvidas da Europa Ocidental, deixando o mercado da arte sul-americana totalmente marginalizado. ( ) agilizaram as trocas comerciais no mundo da arte, trazendo novidades para a produção dos artistas contemporâneos. ( ) foram insignificantes para o mercado internacional, ficando restritas ao mercado de venda de quadros dos pintores modernistas.



resposta:V - F - F - V - F

vestibular Ufu-2006
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:O trecho a seguir, escrito pelo dinamarquês Peter Lund em meados do século XIX, refere-se às impressões desse paleontólogo sobre sua primeira visita à gruta de Maquiné, em Lagoa Santa-MG. Meus companheiros permaneceram durante muito tempo mudos à entrada deste templo; depois, involuntariamente, se ajoelharam e, persignando-se, exclamaram diversas vezes: "Milagre! Deus é grande!" Foi-me impossível dissuadi-los da idéia de que este templo deveria servir de morada a Nosso Senhor. Quanto a mim, confesso que nunca meus olhos viram nada de mais belo e magnífico nos domínios da natureza e da arte. LUND, Peter. "Memórias sobre a paleontologia brasileira". APUD: MARCHESOTTI, Ana Paula. O homem das cavernas. In: "Nossa História", ano 2, n. 22. Rio de Janeiro: Vera Cruz, agosto de 2005, p. 32. Com base no trecho acima e no panorama científico e cultural do século XIX, podemos afirmar que: I - Lund não parece acreditar que a gruta de Maquiné seja obra de Deus. A maneira como o autor utiliza o vocabulário religioso é um artifício retórico e irônico para intensificar o efeito de seu entusiasmo diante da descoberta. II - segundo Lund, a gruta de Maquiné era tão bonita que só poderia existir como obra da criação divina, filiando-se, portanto, às correntes criacionistas da História Natural, cujos maiores representantes eram Lamarck, Buffon e Lineu. III - a visão de Lund sobre a gruta é representativa de uma concepção científica racionalista e laica. Para ele, a beleza da gruta está posta nas suas formas geológicas, incomparáveis com qualquer obra de arquitetura ou outros acidentes naturais. IV - ao chegar em frente à gruta, Lund forçou seus companheiros a se ajoelharem e a rezarem em agradecimento a Deus por terem encontrado o que procuravam, já que as expedições científicas no interior do Brasil eram muito arriscadas e cheias de perigos. Assinale a alternativa que apresenta somente afirmações corretas.
a) I e III
b) I e II
c) II e IV
d) III e IV



resposta:[A]

vestibular Ufu-2006
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:No final do século XVIII e durante o século XIX, a cultura européia sofreu importantes transformações, sobretudo no campo da pintura e da literatura. A respeito deste contexto, podemos afirmar que I - o Romantismo, marcado pela emoção, pelo sentimento e pela individualidade, criticava as regras acadêmicas e propunha a liberdade de expressão e a espontaneidade, nele se destacando o poeta inglês Lord Byron e o romancista e poeta francês Victor Hugo. II - o Realismo pretendia realizar uma volta ao classissismo e ao barroco, retratando a imponência das fábricas, a riqueza das cidades e o progresso da civilização, por meio do avanço tecnológico, nele se destacando os pintores Pablo Picasso e Eugene Delacroix. III - os seguidores do Impressionismo defendiam uma reprodução da realidade conforme as impressões recolhidas pelos sentidos, enfatizando o uso da luz e das cores, nele se destacando os pintores Monet e Renoir. IV- o Naturalismo, cujos maiores representantes foram Charles Dickens e Dostoievski, promovia a identidade nacional e a valorização da cultura burguesa, em contraposição ao multiculturalismo pregado pelos realistas. Assinale a alternativa correta.
a) Apenas I e III são corretas.
b) Apenas I e IV são corretas.
c) Apenas III e IV são corretas.
d) Apenas II e III são corretas.



resposta:[A]

vestibular Ufg-2007
tópico:História da Arte

sub-grupo:
pergunta:Compare as duas imagens.

Um elemento de distinção entre elas, responsável pelo surgimento de uma arte tipicamente renascentista, expressa-se por meio da
a) introdução da perspectiva ou do efeito de profundidade na composição da pintura.
b) produção da pintura considerando a figuração bidimensional.
c) elaboração de imagens anti-realistas, com apelo ao sagrado.
d) atribuição de destaque às figuras sagradas, conforme a hierarquia religiosa.
e) composição da pintura com base na representação de figuras sem volume.


resposta:[A]