Questões de História do Brasil - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|

 

Questões História do Brasil

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Ufc-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:
pergunta:Acerca das pretensões iniciais da exploração e conquista do Brasil, assinale a alternativa correta.
a) Interesses antropológicos levaram os portugueses a fazer contato com outros povos, entre eles os índios do Brasil.
b) O rei dom Manuel tinha-se proposto chegar às Índias navegando para o ocidente, antecipando-se, assim, a Cristovão Colombo.
c) O interesse científico de descobrir e classificar novas espécies motivou cientistas portugueses para lançarem-se à aventura marítima.
d) Os conquistadores estavam interessados em encontrar terras férteis para desenvolver a cultura do trigo e, assim, dar solução às crises agrícolas que sofriam em Portugal.
e) Os portugueses estavam interessados nas riquezas que as novas terras descobertas podiam conter, além de garantir a segurança da rota para as Indias.



resposta:[E]

vestibular Ufc-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Era Vargas
pergunta:Os versos apresentados a seguir, escritos por Cassiano Ricardo durante os anos 1930, são exemplo de uma mudança do olhar da sociedade e dos artistas sobre o campo, o trabalho e o trabalhador. "Se Cristo regressar, ó lavrador, não é preciso que lhe mostres/ como eu, as feridas do corpo e do pensamento./ Nem as condecorações faiscantes que os outros ostentam no peito./ Mostra-lhe a mão calejada." Fragmento da poesia O Lavrador, Apud. LINHARES, Maria Yedda & SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. A terra Prometida: uma história da questão agrária no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Campus, p. 120 Considerando os versos acima e os seus conhecimentos, analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa correta. I. Os artistas da década de 1930 deixaram de ver o campo como o lugar do atraso e do embrutecimento físico e mental. II. As obras de arte do período 1920-1940 denunciavam as deformidades acarretadas por anos de má alimentação e exploração. III. Durante o Estado Novo, há uma valorização do trabalho, do trabalhador e do caráter mestiço do homem brasileiro, e a arte no período expressa essa tendência.
a) Apenas a afirmação I é correta.
b) Apenas a afirmação II é correta.
c) Apenas a afirmação III é correta.
d) Apenas as afirmações I e II são corretas.
e) Apenas as afirmações I e III são corretas.



resposta:[E]

vestibular Ufc-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Nos primórdios do sistema colonial, as concessões de terras efetuadas pela Metrópole Portuguesa visaram tanto a ocupação e o povoamento como a organização da produção do açúcar, com fins comerciais. Assinale a alternativa correta sobre as medidas que a Coroa Portuguesa adotou para atingir esses objetivos.
a) Dividiu o território em capitanias hereditárias, cedidas aos donatários que, por sua vez, distribuíram as terras em sesmarias a homens de posses que as demandaram.
b) Vendeu as terras brasileiras a senhores de engenho já experientes que garantiriam uma produção crescente de açúcar.
c) Dividiu o território em Governações Vitalícias, cujos governadores distribuíram a terra entre os colonos portugueses.
d) Armou fortemente os colonos para que pudessem defender o território e regulamentou um uso equânime e igualitário da terra entre colonos e índios aliados.
e) Distribuiu a terra do litoral entre os mais valentes conquistadores e criou engenhos centrais que garantissem a moenda das safras de açúcar durante o ano inteiro.



resposta:[A]

vestibular Ufc-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado
pergunta:A grande seca de 1876-1879 teve uma magnitude planetária. Foi a primeira de três crises de subsistência que atingiram o mundo na segunda metade do século XIX. No Nordeste brasileiro ocorreu, entre 1877 e 1879, um período de seca, sobre o qual pode-se afirmar corretamente que:
a) despertou, na classe dominante, solidariedade nunca antes vista, pois compartilhou alimentos e habitação com os flagelados.
b) o período foi caracterizado pela concessão de empréstimos para fins sociais, vindos sobretudo da Europa, e isso minimizou o sofrimento da população nordestina atingida pela seca.
c) colocou entre as prioridades do governo a realização das obras públicas necessárias a solucionar o problemas das secas futuras.
d) os efeitos agravaram-se pela demora e insuficiência dos socorros ministrados pelo Estado, que instaurou os chamados socorros indiretos, isto é, que os flagelados deviam trabalhar para receber os socorros.
e) as condições sanitárias foram garantidas pela vacinação contra a varíola, o que evitou a disseminação desta doença.



resposta:[D]

vestibular Ufc-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Repúlblica Oligárquica
pergunta:Sobre a Sedição de Juazeiro, é correto afirmar que:
a) o conflito pôs em confronto, de um lado, os grupos conservadores urbanos, liderados pela Igreja Católica, e os proletários de Fortaleza e, de outro, os camponeses e produtores rurais, ligados ao setor de exportação.
b) foi a reação contra uma intervenção militar que visava transformar o Ceará num pólo de produção cerealífera, mediante a expansão dos polígonos irrigados.
c) originou-se no confronto dos interesses, vinculados à indústria de exportação, com os interesses dos produtores de bens duráveis, vinculados à expansão do mercado interno.
d) era liderada pelo alto clero da Igreja Católica que, da cidade de Juazeiro, tentava depor o Padre Cícero, que tinha criado uma cisão no catolicismo.
e) opôs a classe média e os comerciantes, apoiados por fazendeiros contrários a Accioly, aos interesses agrários tradicionais, apoiados por Padre Cícero.



resposta:[E]

vestibular Ufc-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Revolução de 64 - Ditadura Militar
pergunta:O golpe militar em 1964 foi acompanhado por alterações na organização política do Brasil, como a cassação de direitos políticos, o fechamento de partidos e a censura. A partir de 1969, iniciou-se um período conhecido como "milagre" econômico brasileiro, em que predominaram os investimentos em bens de consumo duráveis, a exportação de manufaturados e a abertura do mercado ao capital estrangeiro. Foi também característica deste modelo econômico:
a) a criação da Companhia Siderúrgica Nacional.
b) o investimento de capitais nas pequenas indústrias.
c) a redução dos salários dos trabalhadores menos qualificados.
d) a extinção do Sistema Financeiro da Habitação.
e) a criação da SUDENE.



resposta:[C]

vestibular Ufc-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Repúlblica da Espada
pergunta:A proclamação da República no Brasil está longe de ser considerada um momento de transformação revolucionária, embora ela tenha trazido algumas mudanças significativas. Uma característica inovadora dos primeiros anos da nova forma de governo foi:
a) a valorização de um novo produto de exportação.
b) a adoção do sistema parlamentarista.
c) a política de investimentos nas sociedades anônimas.
d) a popularidade do novo regime.
e) o direito de toda a população ao voto.



resposta:[C]

vestibular Unicamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Repúlblica Oligárquica
pergunta:Sobre a reforma urbana do Rio de Janeiro, ocorrida entre fins do século XIX e início do XX, o literato Lima Barreto comentou: "De uma hora para outra, a antiga cidade desapareceu e outra surgiu como se fosse obtida por uma mutação de teatro. Havia mesmo na coisa muito de cenografia." (Lima Barreto, Os Bruzundangas, em Obras de Lima Barreto. São Paulo: Brasiliense, 1956, p. 106).
a) Cite uma atividade política e uma econômica que sustentaram a importância da cidade do Rio de Janeiro nesse período.
b) Identifique duas mudanças urbanas realizadas pelo prefeito Pereira Passos na reforma mencionada.
c) Explique a razão pela qual o ideário burguês, cosmopolita e republicano, tinha necessidade de condenar o passado colonial do Rio de Janeiro.



resposta:

vestibular Unicamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:No século XVII, o Rio de Janeiro era um dos principais pólos econômicos do Império Ultramarino Português. Na segunda metade do século, a região era grande produtora e exportadora de açúcar e consumidora de escravos, sendo que seus comerciantes atuavam intensamente no tráfico negreiro com a África e no acesso à prata das zonas espanholas na América, através do rio da Prata. A despeito de tudo, seus moradores viviam oprimidos com as pesadas taxações que eram obrigados a pagar para a manutenção das tropas de defesa. (Adaptado de Luciano Raposo de Almeida Figueiredo, O Império em apuros: notas para o estudo das alterações ultramarinas e das práticas políticas no Império Colonial Português. Séculos XVII e XVIII, em Júnia Ferreira Furtado (org.), Diálogos Oceânicos. Minas Gerais e as novas abordagens para uma história do Império Ultramarino Português. Belo Horizonte/São Paulo: UFMG/ Humanitas, 2001, p. 207).
a) Identifique os principais pólos que demarcam a extensão territorial do Império Ultramarino Português no século XVII.
b) Quais atividades desenvolvidas na América Portuguesa sustentaram sua importância econômica durante o século XVII?
c) Explique de que maneira o fisco era um problema na América Portuguesa.



resposta:

vestibular Unicamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Crise do Sistema Colonial
pergunta:A respeito da Independência na Bahia, o historiador João José Reis afirmou o seguinte: Os escravos não testemunharam passivamente a Independência. Muitos chegaram a acreditar, às vezes de maneira organizada, que lhes cabia um melhor papel no palco político. Os sinais desse projeto dos negros são claros. Em abril de 1823, dona Maria Bárbara Garcez Pinto informava seu marido em Portugal, em uma pitoresca linguagem: "A crioulada fez requerimentos para serem livres". Em outras palavras, os escravos negros nascidos no Brasil (crioulos) ousavam pedir, organizadamente, a liberdade! (Adaptado de O Jogo Duro do Dois de Julho: o "Partido Negro" na Independência da Bahia, em João José Reis e Eduardo Silva, Negociação e Conflito. A resistência negra no Brasil escravista. São Paulo: Cia das Letras, 1988, p. 92).
a) A partir do texto, como se pode questionar o estereótipo do "escravo ignorante"?
b) Identifique dois motivos pelos quais a atuação dos escravos despertava temor entre os senhores.
c) De que maneira esse enunciado problematiza a versão tradicional da Independência do Brasil?



resposta:a) A elite não admitia a idéia de que os negros pudessem ser livres e iguais. Portanto, a consideração de que as reivindicações dos negros eram sem cabimento.
b) Porque com a liberdade dos negros, estes iriam conquistar condições de igualdade de direitos.
c) Porque a versão tradicional da Independência do Brasil não considera os negros no progresso e o texto demonstra o contrário.

vestibular Unicamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Repúlblica Oligárquica
pergunta:Na repressão à greve de 1917, em São Paulo, o Comitê de Defesa dos Direitos do Homem do Rio de Janeiro denunciou: Todos os componentes do Comitê de Defesa Proletária e os membros mais ativos dos sindicatos, das ligas, dos centros e dos periódicos libertários foram agarrados e encarcerados. As oficinas em que se fazia o semanário A Plebe foram invadidas, tendo sido o seu diretor preso. Para muitos presos, foi preparada a expulsão do território nacional. (Adaptado de Paulo Sérgio Pinheiro & Michael Hall, A classe operária no Brasil, 1889-1930. Documentos. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1981, vol. II, p. 265-266).
a) Qual foi a importância da greve de 1917 em São Paulo?
b) A partir do texto, identifique as formas de repressão adotadas pelo governo de São Paulo contra a greve de 1917.
c) Qual o papel da imprensa operária nas primeiras décadas do século XX no Brasil?



resposta:

vestibular Unesp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:
pergunta:Observe a figura e leia o texto.

(Reprodução da tela Primeira Missa no Brasil. Vítor Meireles, 1861.) Chantada a Cruz, com as Armas e a divisa de Vossa Alteza, que primeiramente lhe pregaram, armaram altar ao pé dela. Ali disse missa o padre Frei Henrique (...). Ali estiveram conosco (...) cinqüenta ou sessenta deles, assentados todos de joelhos, assim como nós. (...) [Na terra], até agora, não pudemos saber que haja ouro, nem prata, nem coisa alguma de metal (...) Porém, o melhor fruto que dela se pode tirar me parece que será salvar esta gente. E esta deve ser a principal semente que Vossa Alteza em ela deve lançar. (Pero Vaz de Caminha. Carta do Achamento do Brasil, 10.05.1500.) A respeito da tela e do texto, é correto afirmar que
a) demonstram a submissão da monarquia portuguesa à contra-reforma católica.
b) expressam o encantamento dos europeus com a exuberância natural da terra.
c) atestam, como documentos históricos, o caráter conflituoso dos primeiros contatos entre brancos e índios.
d) representam o índio sem idealização, reservando-lhe lugar de destaque no quadro, o que era pouco comum.
e) apresentam uma leitura do passado na qual os portugueses figuram como portadores da civilização.


resposta:[E]