Questões de História do Brasil - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|

 

Questões História do Brasil

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Unifesp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:República Liberal
pergunta:É conhecida a tese segundo a qual o regime militar instaurado no Brasil a partir de abril de 1964 teve seu início adiado por dez anos em virtude do suicídio do presidente Getúlio Vargas, em agosto de 1954. Nesse decênio, de sobrevida da democracia populista, o país
a) amargou um descontrole inflacionário, que derrubou como nunca o poder de compra dos assalariados.
b) conheceu um de seus momentos culturais mais altos e criativos, como no campo da música.
c) sofreu uma permanente instabilidade política, marcada pelo revezamento de civis e militares no poder.
d) recebeu um grande afluxo de imigrantes externos, provenientes, sobretudo, do cone sul, por razões políticas.
e) passou de uma economia agrário-exportadora e industrial para uma economia agrário-exportadora e de serviços.



resposta:[B]

vestibular Cesgranrio-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:"É assim, extremamente simples, a estrutura social da colônia no primeiro século e meio de colonização. Reduz-se, em suma, a duas classes: de um lado, os proprietários rurais, a classe abastada dos senhores de engenho e fazenda; doutro, a massa da população espúria dos trabalhadores do campo, escravos e semilivres." PRADO JUNIOR, Caio. Evolução Política do Brasil - Colônia e Império. SP: Brasiliense, 1988, p. 28/29. O trecho acima se refere à sociedade colonial brasileira, estruturada em função da economia agroexportadora canavieira. Entretanto, nessa época, crescia a atividade mineradora, provocando algumas mudanças. A respeito desse período, pode-se afirmar que o(a):
a) prestígio e o poder dos proprietários rurais diminuíram, em virtude da pressão exercida pela massa escrava alforriada.
b) esgotamento dos veios auríferos e de diamantes contribuiu para o declínio da escravidão e o aumento da corrente migratória européia para a região.
c) sociedade se democratizou, pela ação de uma classe média forte e politizada.
d) sociedade se tornou mais complexa, com o surgimento de novos grupos sociais, apesar da manutenção do trabalho escravo.
e) extinção do indígena na Amazônia foi resultado da exploração de recursos minerais nos garimpos da região.



resposta:[D]

vestibular Puccamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Considere as afirmações adiante sobre o papel da Igreja no processo de colonização. I. Várias ordens religiosas atuaram na catequização dos índios brasileiros: franciscanos, carmelitas, beneditinos e, principalmente, jesuítas. II. As ordens religiosas acumularam, gradativamente, um considerável patrimônio econômico, para o qual a mão-de-obra indígena foi fundamental. III. A expansão do catolicismo não contou com o apoio da Coroa Portuguesa, que mantinha com a Igreja o regime de padroado. IV. A Inquisição não chegou a atuar no Brasil Colônia, uma vez que o grande sincretismo existente impedia o estabelecimento de dogmas. São corretas SOMENTE
a) I e II
b) II e III
c) III e IV
d) I, II e IV
e) I, III e IV



resposta:[A]

vestibular Puccamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:A marcha do povoamento

(Adaptado de José William Vesentini. "Geografia: série Brasil". São Paulo: Ática, 2003. p. 181) No que se refere à faixa escura à leste, é correto afirmar que a ocupação e povoamento dessa faixa
a) ocorrem desde a vinda das expedições exploratórias no litoral e ligam-se à exploração econômica do pau-brasil.
b) têm início em meados do século XVIII e associam-se ao sucesso das capitanias do Nordeste e do Sudeste.
c) vêm desde a época colonial e expressam a ligação econômica em relação aos centros mundiais do capitalismo, desde sua formação.
d) resultam da invasão do litoral pelos imigrantes europeus e associam-se à desestruturação econômica do feudalismo.
e) têm origem econômica na indústria açucareira e ligam-se à integração gradativa do índio e do negro à sociedade brasileira.


resposta:[C]

vestibular Puccamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:A Companhia das Índias Ocidentais a que o poema se refere faz parte de um momento da História brasileira e foi
a) marcada por um conjunto de medidas que impulsionou a expansão da colonização portuguesa na América e a descoberta das áreas mineradoras no planalto central.
b) formada com capitais públicos e privados lusos; sua finalidade era apoiar a luta pela expulsão dos holandeses do Nordeste e recuperar o comércio da colônia com a metrópole.
c) organizada com a clara intenção de promover a centralização política, administrativa e jurídica da colônia nas mãos dos representantes enviados pelo governo holandês.
d) criada pelo governo e por grupos mercantis e financeiros das Províncias Unidas com o objetivo de dominar a produção e o comércio de açúcar, assim como o tráfico de escravos.
e) responsável pela elaboração de leis, normas e regras sobre toda administração pública e sobre a justiça que deveriam ser seguidas no reino e nas colônias portuguesas.



resposta:[D]

vestibular Puccamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Contextualizando historicamente a Guerra dos Mascates a que a poesia se refere, é correto afirmar que ela
a) teve conotação nativista, mas não antilusitana, uma vez que foi um movimento resultante da luta entre os grandes proprietários de terras de Olinda e o governo, pelo comércio interno do açúcar no Recife.
b) resultou da insatisfação das camadas mais pobres da população da vila de Olinda contra o controle da produção e comercialização dos produtos de exportação impostos pelos comerciantes de Recife.
c) refletiu a lógica do sistema colonial: de um lado, os colonos latifundiários de Olinda endividados e empobrecidos; de outro, os comerciantes metropolitanos de Recife, credores e enriquecidos.
d) significou o marco inicial da formação do nativismo na colônia: de um lado, criou um forte sentimento antilusitano que se enraizou em Olinda; de outro intensificou a luta contra os comerciantes lusos de Recife.
e) foi um dos mais importantes movimentos de resistência colonial: de um lado, a recusa dos proprietários rurais de Olinda em obedecer a metrópole; de outro, a luta dos comerciantes de Recife pelo monopólio do açúcar.



resposta:[C]

vestibular Puccamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:A indicação do título para a polca, encomendada pelo editor, é motivada por um fato da política nacional. Ao longo do conto, essa relação é ironicamente explorada pelo narrador, e sugere que
a) o sucesso popular das polcas estava intimamente ligado ao gosto pessoal do Imperador e de seus ministros.
b) o ritimo saracoteante das polcas assemelha-se ao dos caprichosos movimentos da política nacional.
c) a gravidade da situação política do país só poderia encontrar expressão numa arte essencialmente nacionalista.
d) a polca é o meio de que Pestana se vale para expressar sua insatisfação com a política cultural.
e) Pestana, desde sua primeira polca, tinha consciência de que sua arte alimentava um projeto das elites.



resposta:[B]

vestibular Puccamp-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Na evolução histórica brasileira, o texto refere-se a um período em que se intensificou a idéia de que a monarquia
a) barrava a criação de um modelo de industrialização defendido pelos setores médios urbanos, que pudesse acabar com a dependência do país em relação às potências estrangeiras como a Inglaterra.
b) tinha como tarefas principais preservar a unidade política do país, manter a união das províncias e garantir a ordem social para promover a modernização exigida pelos novos setores sociais.
c) garantia a estabilidade política e a integridade do país na medida que assegurava irrestrita autonomia político-administrativa das províncias com governos assentados em princípios democráticos.
d) favorecia a ampliação dos direitos de participação política de todos os brasileiros livres na medida que expressava a vontade popular através do voto censitário e da ampliação da cidadania.
e) retardava a modernização exigida pelos barões de café e pelos empresários urbanos, setores sociais que acabaram tendo uma influência considerável na queda do império.



resposta:[E]

vestibular Uerj-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:MOBILIDADE SOCIAL É MITO NO BRASIL O estudo do Banco Mundial derruba o mito de que o Brasil é um país de grande mobilidade social - onde os filhos dos mais pobres "sobem na vida" com o tempo. Segundo o trabalho, comparado com outros países da América Latina, o Brasil tem ainda menos mobilidade. A principal razão do fenômeno, segundo o Bird, é o acesso à educação, diretamente relacionado às oportunidades de ascensão. (...) "Na verdade, o Brasil é um dos países com o menor nível de mobilidade educacional do mundo", diz o trabalho. (Jornal do Brasil, 08/10/2003) A dificuldade na mobilidade social, característica da sociedade brasileira, encontra-se intrinsecamente relacionada a estruturas históricas que se originam no período colonial.
a) A escravidão estigmatizou o trabalho, mas não impediu o desenvolvimento do trabalho livre no período colonial. Identifique duas ocupações para o homem livre na colônia, uma no espaço rural e outra no espaço urbano.
b) Cite um aspecto da educação no período colonial que permaneça até os dias de hoje.



resposta:a) Nas áreas rurais-tropeiro ; nas áreas urbanas- artesão especializado.
b) O ensino superior direcionado a elite.

vestibular Uerj-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Desconhecendo as sociedades nativas, os europeus tinham a impressão de que os índios viviam "sem Deus, sem lei, sem rei, sem pátria, sem razão". (VAINFAS, Ronaldo (dir.). Dicionário do Brasil Colonial (1500-1808). Rio de Janeiro: Objetiva, 2000.) No Brasil, nos primeiros séculos de colonização, a imagem apresentada dos indígenas levou a uma oposição entre os missionários, principalmente os jesuítas, e os colonizadores. Esta oposição de projetos em relação aos indígenas está expressa, respectivamente, na seguinte alternativa:
a) defesa da conversão e da liberdade x direito de escravização
b) estabelecimento de alianças com tribos tupis x política de extermínio seletivo
c) aceitação de costumes como a poligamia x imposição da cultura do conquistador
d) emprego como trabalhadores livres x inserção socioeconômica como trabalhadores semilivres



resposta:[A]

vestibular Uerj-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:GOVERNO DO ESTADO ACUSA O PREFEITO CESAR MAIA DE DIFAMAR A POLÍCIA EM ARTIGO O procurador-geral do Estado do Rio, Francesco Conte, pediu ontem à Justiça agilidade no processo aberto na quarta-feira contra o prefeito Cesar Maia, que atacou a política de segurança pública do governo estadual em artigo publicado no dia 15 de agosto na seção "Tendências/Debates" da Folha. (Folha de São Paulo, 24/08/2001) Os conflitos entre as várias instâncias político-administrativas não constituem um problema exclusivo dos dias de hoje. Desde a época colonial, cada instância administrativa desejava o poder para si, tornando-se cenário de disputas diversas. O seguinte órgão local da administração constituía-se como espaço de negociação política, no Brasil colonial:
a) Câmara Municipal
b) T ribunal da Relação
c) Capitania Hereditária
d) Conselho Ultramarino



resposta:[A]

vestibular Uerj-2004
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Madame Clementiny, novamente chegada a esta Cidade, tendo dirigido em França por espaço de dez anos uma casa de educação de meninas, propõe-se a dar lições de música vocal, harpa, de piano e de língua francesa. (Gazeta do Rio de Janeiro, 06/08/1817) A partir dos anos que se seguiram a 1815, o fato de ser francês, como se verifica no anúncio acima, tornou-se um chamativo para o público no Brasil. No entanto, em anos anteriores, os franceses para oferecerem seus serviços deviam justificar a sua presença como pessoas respeitáveis por seus vastos conhecimentos e retidão. O conjunto de fatores relacionados à conjuntura política européia que explica esta mudança de hábitos, na vida cotidiana do Rio de Janeiro, é:
a) o fim da época do Terror, com a conseqüente derrota dos exércitos franceses na Europa
b) o início da monarquia burguesa de Luís Felipe, com a adoção de uma Carta Constitucional
c) a derrota dos exércitos napoleônicos, com a conseqüente restauração dos Bourbons na França
d) o término da Revolução Francesa, com o advento do governo autoritário de Napoleão Bonaparte



resposta:[C]