Questões de História do Brasil - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|

 

Questões História do Brasil

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Pucsp-1996
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Repúlblica Oligárquica
pergunta:I - Leia atentamente o texto a seguir: "Portos tecnicamente obsoletos, cidades desprovidas de infra-estrutura básica, epidemias crônicas no campo e nos centros urbanos, economia predominantemente agrária e rudimentar, manutenção do trabalho escravo e do regime monárquico em uma sobrevida já sem sentido: essas são algumas imagens do Brasil na segunda metade do século XIX. O anacronismo é flagrante. As sociedades européias estavam nesse mesmo momento vivendo a excitação e o atordoamento causados pelo dinamismo tecnológico e pela velocidade das transformações sociais. Eram condições demasiadamente contrastantes para que os contemporâneos não reconhecessem nelas os valores do atraso e da civilização. E, no caso dos brasileiros, era inevitável que o desejo de acertar o passo com a atualidade do desenvolvimento europeu resultasse em projetos que ambicionavam a modernização. Foi nesse entrecruzamento de tempos e ritmos distintos que o transporte ferroviário foi implantado no país e as locomotivas passaram a circular transportando homens, mercadorias, e sonhos." II - Observe cuidadosamente os textos a seguir: "CHEGADA DO TREM À ESTAÇÃO: GUAYCURUS. Início do século. Endomingados, os habitantes de uma região do interior do país comemoram, com ares de conquista, a chegada de uma nova locomotiva, mais veloz. A solenidade do ritual convida a supor que aquilo que reúne o grupo não é apenas a novidade, mas a crença, otimista de verem diminuída, graças ao ritmo dos avanços tecnológicos, a distância que os separa do modernidade." "GRAXA, FULIGEM E PROGRESSO. Homens que estiveram, nas primeiras décadas desse século, envolvidos diretamente no expansão da malha ferroviária brasileira pelo interior do país posam com orgulho, exibindo com dignidade as marcas da graxa e da fuligem inscritas em seus corpos - na esperança, talvez, de que essas marcas, como tatuagens provisórias, possam testemunhar seu engajamento na aventura modernizante. O progresso é a finalidade. E esses personagens se fizeram registrar misturados, quase confundidos, à máquina - ela própria uma sublime representante da modernidade." III - A partir de sua leitura e observação, construa um texto síntese no qual você deverá articular o significado da implantação do transporte ferroviário, no Brasil, na passagem do século XIX para o XX, com 2 (dois) temas de sua escolha dentre os 5 (cinco) sugeridos a seguir. Indique os temas de sua opção nas primeiras linhas da dissertação. 1. Lavoura cafeeira e modelo agro-exportador vigente no Brasil entre os séculos XIX e XX. 2. Projetos e tentativas de inscrição do Brasil nos quadros da modernidade. 3. A viabilização das iniciativas de industrialização no país. 4. A afirmação da ideologia do progresso no ambiente cultural nacional. 5. O alargamento da dependência de capitais estrangeiros no desenvolvimento da economia nacional.



resposta:TEMA 1: a expansão cafeeira, a continuidade do modelo colonial agro-exportador. TEMA 2: o fim do tráfico escravista e a introdução do trabalho assalariado, a industrialização do Barão de Mauá, os transportes públicos e ferroviários, as atividades creditícias, o telégrafo. TEMA 3: os lucros do café, o fim do tráfico escravista, a tarifa Alves Branco, o pequeno mercado interno, o boicote governamental. TEMA 4: o positivismo, o romantismo. TEMA 5: a dependência do mercado consumidor internacional, a divisão mundial do trabalho, a parceria inglesa nos empreendimentos de Mauá.

vestibular Puccamp-1993
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:No Período Colonial Brasileiro, a implantação do trabalho escravo dos africanos deveu-se
a) ao desconhecimento de técnicas de produção agrícola pelos indígenas, à fácil adaptação do negro às condições de trabalho e à necessidade de ocupar o território.
b) à passividade do negro, à facilidade de produzir tabaco e aguardente e à aceitação por parte dos jesuítas do trabalho compulsório.
c) à pouca distância entre o Brasil e a África, à belicosidade dos grupos indígenas e ao desinteresse dos portugueses na produção agrícola.
d) ao pequeno crescimento demográfico da Metrópole, à proteção dos indígenas nas missões jesuíticas e à facilidade de extração do ouro de aluvião.
e) à abundância de terra, à necessidade de produzir em alta escala um produto de grande aceitação no mercado europeu e à alta lucratividade do tráfico.



resposta:[E]

vestibular Puccamp-1993
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Crise do Sistema Colonial
pergunta:A independência política do Brasil, que é a superação do Antigo Sistema Colonial, é também a passagem a uma nova estrutura de dependência, inscrita na órbita do
a) exclusivismo metropolitano.
b) neocolonialismo asiático.
c) absolutismo monárquico.
d) capitalismo industrial.
e) despotismo esclarecido.



resposta:[D]

vestibular Puccamp-1993
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado
pergunta:Considere as seguintes afirmações: I. O sistema de parceria foi a forma de contratação de mão-de-obra que conseguiu solucionar definitivamente o problema da cafeicultura. II. Nos centros cafeicultores havia enormes dificuldades para a implantação de núcleos de colonização. III. As principais regiões receptoras da imigração foram o Nordeste e o Vale do Paraíba. IV. O progresso do trabalho livre foi em grande parte condicionado pela decadência do regime servil. V. A eliminação do trabalho escravo tornava-se um imperativo da modernização e consolidação capitalista do país. Em relação ao processo de imigração ocorrido no Brasil em fins do século XIX é correto somente:
a) I, III e V
b) II, III e IV
c) II, IV e V
d) I, II, III, IV
e) I, II, IV e V



resposta:[C]

vestibular Puccamp-1993
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado
pergunta:"Neste país, que se pressupõe constitucional, e onde só deverão ter ação poderes delegados, responsáveis, acontece, por defeito do sistema, que só há um poder ativo, onímodo, onipotente, perpétuo, superior à lei e a opinião, e esse é justamente o poder sagrado, inviolável e irresponsável." "O privilégio, em todas as relações com a sociedade - tal é, em síntese, a fórmula social e política de nosso país - (...), isto é, todas as distinções arbitrárias e odiosas que criam no seio da sociedade civil e política a monstruosa superioridade de um sobre todos ou de alguns sobre muitos..." Às idéias do texto pode-se associar, na evolução política brasileira,
a) a crítica dos republicanos ao centralismo monárquico.
b) o desabafo da elite contra os defensores da democracia.
c) o temor dos abolicionistas com os ideais republicanos.
d) as aspirações partidárias das camadas populares urbanas.
e) os ideais de liberdade da nobreza ligada ao imperador.



resposta:[A]

vestibular Puccamp-1993
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Era Vargas
pergunta:No Brasil, o PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) que procurou arregimentar os Sindicatos e os trabalhadores, e o PSD (Partido Social Democrático) que reunia os setores mais conservadores da sociedade foram criados
a) por decreto, durante a vigência do Regime controlado pelos militares.
b) após a decretação da anistia política no final do Governo de João Figueiredo.
c) no período em que vigorou o Regime Parlamentarista após a renúncia de Jânio Quadros.
d) pelos trabalhadores, logo após o movimento popular pelas eleições diretas.
e) nos momentos finais do Estado Novo sob a inspiração direta de Getúlio Vargas.



resposta:[E]

vestibular Puccamp-1993
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Nova República
pergunta:No Brasil, a organização política implantada pelo Regime Militar, instalado pós/64, caracterizou-se pela
a) ampliação dos poderes estaduais sustentada por acordos regionais entre chefes políticos conservadores e setores de vanguarda empresarial.
b) crescente concentração de poderes para o Executivo com os Atos Institucionais legitimando a manutenção de um Estado forte.
c) permanente utilização de instrumentos de exceção controlados pelos representantes do Congresso que passou a ser autônomo e independente.
d) implantação de controle popular sobre os antigos caciques políticos municipais que ameaçavam a estabilidade do Regime.
e) estratégia de abertura e distensão política executada de forma lenta e gradual com o objetivo de fortalecer o poder dos partidos políticos.



resposta:[B]

vestibular Unicamp-1996
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Trabalhando nas ruas das cidades brasileiras, no século XIX, os escravos de ganho conheciam uma vida diferente daqueles que trabalham na zona rural.
a) O que eram escravos de ganho e que atividades desempenhavam nas cidades?
b) Quais as diferenças, nas relações senhor/escravo, entre o escravo de ganho e o escravo das fazendas?



resposta:

vestibular Unicamp-1996
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro
pergunta:Durante o período colonial brasileiro, as mulheres viviam trancadas em casa. No Império, podiam ser vistas nas ruas desde que acompanhadas por seus pais ou maridos. No século XX, entretanto, as mulheres começaram a romper o círculo fechado em que estavam confinadas.
a) Defina e explique o sistema de família que vigorou no período colonial e imperial.
b) Que condições explicam a possibilidade de uma maior liberdade para as mulheres no século XX?



resposta:a)O sistema de família que vigorou no período colonial e imperial foi o paternalista, no qual o homem era o "chefe"da família e a mulher era submissa á ele.
b)No século XX as mulheres mudaram de concepção e partiram para o mercado de trabalho, criando assim uma nova visão da mulher, com uma postura bem mais liberal.

vestibular Unicamp-1996
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Revolução de 64 - Ditadura Militar
pergunta:"A palavra revolução tem sido empregada de modo a provocar confusões... No essencial, porém, há pouca confusão quanto ao seu significado central: sabe-se que a palavra se aplica para designar mudanças drásticas e violentas na estrutura da sociedade." (Florestan Fernandes. O QUE É REVOLUÇÃO. S.P.: Brasiliense, 1981, p.7 e 8.) Explique por que, segundo o conceito proposto por Florestan Fernandes, o movimento político de 1964 não foi uma revolução.



resposta:

vestibular Unicamp-1996
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Revolução de 64 - Ditadura Militar
pergunta:O movimento das Diretas-Já em 1984 chegou a reunir centenas e milhares de pessoas na Praça da Sé em São Paulo e em outras cidades do Brasil. Ao final de cada comício, cantava-se o Hino Nacional, que expressava o descontentamento da sociedade civil com o regime político, cada vez mais, antipopular e deslegitimado.
a) O que foi o movimento Diretas-Já?
b) De que maneira o Hino Nacional, cantado nas praças públicas, marcava uma nova relação entre o estado e a nação?



resposta:a)Foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984.
b)A população clamou (exigindo) pela democratização do país.

vestibular Unicamp-1996
tópico:História do Brasil

sub-grupo:Nova República
pergunta:Em 1993, o IBGE divulgou dados estatísticos informando que o Brasil possui 32 milhões de miseráveis. Portanto, democrática na aparência, a sociedade brasileira é marcada, na verdade, por um "apartheid social".
a) Explique a utilização do termo "apartheid social" para definir a sociedade brasileira atual.
b) Por que a idéia de "apartheid social" compromete os princípios da democracia?



resposta: