Banco de dados de questões do vestibular Cesgranrio-1991 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|

 

Questões Cesgranrio-1991

REF. Pergunta/Resposta
origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:Absolutismo

pergunta:Assinale a opção que NÃO caracteriza o absolutismo de Luís XIV na França no século XVII:
a) A associação do Estado à pessoa do rei expressa na frase "L Etat c est moi", a prática do governo ligada à produção de decretos, o fortalecimento da administração com a criação dos intendentes reais para as províncias e dos magistrados reais para as cidades.
b) O fortalecimento do poder do Estado através da constituição de símbolos concretos de autoridade, como Palácio de Versailles, a ênfase na cultura com o patrocínio estatal das artes e da literatura e o desenvolvimento de uma política econômica mercantilista dirigida por Colbert.
c) A constituição de um sistema nacional de impostos, a organização permanente do exército e a unificação do direito através de sua codificação reproduzindo a dinâmica da obediência ao rei e a Deus.
d) A constituição de uma economia baseada no livre desenvolvimento da produção, a permanente organização da burocracia real comandada pelos nobres e estruturada em critérios de competência e eficácia, a representação divina do poder através da associação entre rei e Deus.
e) A eliminação da figura do 1.o Ministro e a constituição da dominação política através de um reforço acentuado dos vínculos pessoais de obediência do clero e da nobreza com a institucionalização de uma sociedade de corte baseada no poder pessoal do rei.



resposta:
[D]

origem:Cesgranrio
tópico:
America

sub-grupo:Período Colonial

pergunta:Durante o séc. XVII grupos puritanos ingleses perseguidos por suas idéias políticas (antiabsolutistas) e por suas crenças religiosas (protestantes calvinistas) abandonaram a Inglaterra, fixando-se na costa leste da América do Norte, onde fundaram as primeiras colônias. A colonização inglesa nessa região foi facilitada:
a) pela propagação das idéias iluministas, que preconizavam a proteção e respeito aos direitos naturais dos governados.
b) pelo desejo de liberdade dos puritanos em relação à opressão metropolitana.
c) pelo abandono dessa região por parte da Espanha, que então atuava no eixo México-Peru.
d) pela possibilidade de explorar grandes propriedades agrárias com produção destinada ao mercado europeu.
e) pela consciência política dos colonos americanos, desde logo, treinados nas lutas coloniais.



resposta:
[C]

origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:Mercantilismo

pergunta:Quanto às relações comerciais entre metrópoles européias e colônias americanas durante o período de colonização (séculos XVI e XVII), pode-se afirmar que TODAS as colônias:
a) participaram ativamente do comércio externo, reinvestindo-se os lucros obtidos nos setores internos.
b) se formaram como instrumentos de estímulo à acumulação primitiva de capitais na economia metropolitana.
c) tiveram como mercado consumidor exclusivo a sua respectiva metrópole, devido ao Pacto Colonial.
d) tiveram licença de comerciar com as demais devido ao direito de reciprocidade.
e) apresentaram marcada diversidade político-administrativa e sócio-econômica.



resposta:
[E]

origem:Cesgranrio
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:"A História do Brasil nos três primeiros séculos está intimamente ligada à da expansão comercial e colonial européia na época moderna." (NOVAES, Fernando, A. "O BRASIL NOS QUADROS DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL" in Brasil Perspectiva. Difil. S.Paulo, 1980, p.47) Considerando-se a opinião do autor, podemos dizer que, durante o período colonial:
a) Portugal foi o artífice único do desenvolvimento do Brasil.
b) houve uma autonomia do Brasil em relação ao quadro de competição entre as várias potências.
c) o comércio interno foi a mola maior do desenvolvimento de nosso país.
d) a organização da vida econômica e social do Brasil se vinculou ao quadro geral europeu.
e) houve uma relativa dependência da estrutura do Brasil Colonial à conjuntura européia moderna.



resposta:
[D]

origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:Iluminismo

pergunta:Analise as definições a seguir, relativas às orientações econômicas que estão presentes na formação do mundo burguês: I - O mercantilismo é a política econômica dos Estados modernos europeus numa fase de acumulação primitiva do capital. II - O fisiocratismo valorizava a terra como única possibilidade de riqueza, incentivando a produção agrícola e mantendo o poder das antigas senhorias. III - O liberalismo é a expressão política e ideológica dos movimentos revolucionários do final do século XVIII, como a Revolução Francesa e a Revolução Industrial. IV - A economia clássica, associada a Adam Smith, é a forma mais desenvolvida da economia medieval, comprometida com o absolutismo monárquico. Assinale a opção que apresenta as afirmativas corretas:
a) Somente I e III.
b) Somente I, II e IV.
c) Somente I, III e IV.
d) Somente II e IV.
e) Somente II, III e IV.



resposta:
[A]

origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:Independência dos Estados Unidos

pergunta:Uma das características básicas do processo de independência das 13 colônias da América do Norte é:
a) isolamento do movimento no contexto americano.
b) ocorrência pacífica.
c) adoção de uma constituição republicana parlamentarista.
d) alteração da estrutura social vigente.
e) preservação da unidade territorial.



resposta:
[E]

origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:Revolução Francesa

pergunta:Revolução Francesa, marco histórico e cronológico da contemporaneidade ocidental, apresentou em seu processo várias fases que: I - representaram a falta, no seu momento inicial, de um projeto que pudesse acentuar os caminhos que deveriam ser seguidos para implantação de uma sociedade liberal. II - demonstraram como a oposição ao Antigo Regime não se resumia aos setores burgueses, mas que também havia insatisfação entre os nobres, o clero e os camponeses. III - acentuaram as dificuldades econômicas vividas por uma sociedade que apresentava um crescimento industrial que, desde 1780, já havia superado a produção agrícola. IV - identificaram as diferenças entre as ideologias feudal e liberal, além de refletirem a supremacia dos interesses camponeses especialmente durante o período jacobino. Assinale a opção que apresenta as afirmativas corretas:
a) Somente I e II.
b) Somente I e III.
c) Somente I e IV.
d) Somente II e III.
e) Somente III e IV.



resposta:
[A]

origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:Os movimentos nacionais, na Alemanha e na Itália, na 2 metade do século XIX, além das diferenças políticas têm como objetivo a:
a) unidade política e econômica como requisito para o desenvolvimento capitalista através do fortalecimento do Estado e da integração geográfica dos mercados.
b) independência econômica frente à intervenção econômica inglesa com a manutenção de estruturas de produção medievais.
c) valorização do arianismo como instrumento de recuperação do homem germânico e italiano e criador do "espaço vital".
d) construção de um estado forte inspirado nos modelos orientais como base política para a recuperação da posição que Itália e Alemanha haviam ocupado no final do século XVIII.
e) manutenção de uma política de proteção territorial contra os interesses franceses resultantes da expansão napoleônica assentados numa perspectiva política conservadora.



resposta:
[A]

origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:Os movimentos de independência das colônias latino-americanas (1775 -1825) articularam-se à crise mais geral da sociedade européia. No entanto, a nível local, pode-se dizer que esses movimentos resultaram:
a) da ausência de acordo entre os interesses econômicos da aristocracia proprietária de terras e as forças capitalistas externas inglesas.
b) da política inglesa da Negligência Salutar, mais interessada em auferir lucros com o comércio triangular do que em uma dominação política.
c) de um desejo de maior participação política por parte dos "criollos" detentores dos meios de produção e embasados na ideologia liberal.
d) de uma contradição entre os proprietários coloniais das "plantations" escravistas e os membros das Câmaras Municipais.
e) da contradição entre os interesses dos grandes proprietários de terras e os trabalhadores livres e escravos treinados nas lutas coloniais.



resposta:
[C]

origem:Cesgranrio
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:No início do século XIX, a América hispânica, inspirada nas idéias liberais do Iluminismo, travou sua guerra de independência vitoriosa contra o colonialismo espanhol. Assinale UMA conseqüência importante dessa luta:
a) A unidade continental americana, sonhada por Bolívar em termos econômicos.
b) A manutenção do monopólio comercial, prática econômica vigente desde os tempos coloniais.
c) A vitória dos movimentos de independência liderados pelos mestiços ligados ao pequeno comércio e ao artesanato.
d) O desenvolvimento da idéia do liberalismo econômico favorecendo a industrialização e a livre-concorrência.
e) A fragmentação política com governo de caudilhos militares e dependência econômica ao capitalismo industrial inglês.



resposta:
[E]

origem:Cesgranrio
tópico:
Brasil

sub-grupo:Período Regencial

pergunta:"O período regencial que se iniciou em 1831 teve no Ato Adicional de 1834 um alento de abertura e um ensaio de um regime menos centralizado. Para os monarquistas conservadores, a Regência foi uma verdadeira república, que mostrou sua ineficiência. Tal período é caracterizado como sendo de CRISE." Segundo o texto, pode-se dizer que a crise ocorreu porque:
a) a descentralização era um desejo antigo dos conservadores.
b) a centralização "encarnava" bem o espírito republicano.
c) a partilha do poder não se coadunava com o espírito republicano.
d) a descentralização provocou a reação dos meios conservadores.
e) a descentralização se opunha aos princípios liberais.



resposta:
[D]

origem:Cesgranrio
tópico:
Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:"Na 2 metade do século XIX e particularmente os últimos anos do Império, é inegável que o setor urbano da economia tenha começado a atingir um desenvolvimento e uma importância capazes de diferenciá-lo significativamente do setor rural (...) O grande fazendeiro paulista fazia parte de uma dinâmica econômica muito mais próxima daquilo que chamaríamos de capitalismo. Mais acostumado com as finanças, com os créditos, possuía seus próprios esquemas de comercialização do café, não vivia nas fazendas, mas tinha sua residência nas vistosas mansões dos Campos Elíseos ou de Higienópolis, na cidade de S. Paulo." (MARANHÃO, Ricardo e MENDES JR., Antônio. BRASIL HISTÓRICO) A partir dos seus conhecimentos e da leitura do texto, deduz-se que o cultivo do café NÃO possibilitou:
a) um predomínio econômico dos plantadores paulistas sobre os plantadores fluminenses.
b) um crescimento urbano populacional significativo.
c) um atrelamento dos fazendeiros paulistas aos setores mais dinâmicos da produção.
d) uma instrumentalização do comércio praticada pelas camadas médias da sociedade.
e) um ganho de "foros de nobreza", mesmo que não pelo nascimento, pelos fazendeiros paulistas.



resposta:
[D]

 


Próxima Página »

Página 1 de 2