Banco de dados de questões do vestibular Enem-2003 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|

 

Questões Enem-2003

REF. Pergunta/Resposta
origem:Enem
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:O mapa a seguir apresenta parte do contorno da América do Sul destacando a bacia amazônica. Os pontos assinalados representam fortificações militares instaladas no século XVIII pelos portugueses. A linha indica o Tratado de Tordesilhas revogado pelo Tratado de Madri, apenas em 1750.

Adaptado de Carlos de Meira Mattos. "Geopolítica e teoria de fronteiras." Pode-se afirmar que a construção dos fortes pelos portugueses visava, principalmente, dominar
a) militarmente a bacia hidrográfica do Amazonas.
b) economicamente as grandes rotas comerciais.
c) as fronteiras entre nações indígenas.
d) o escoamento da produção agrícola.
e) o potencial de pesca da região.


resposta:
[A]

origem:Enem
tópico:
Geral

sub-grupo:Relações Históricas

pergunta:A seguir são apresentadas declarações de duas personalidades da História do Brasil a respeito da localização da capital do país, respectivamente um século e uma década antes da proposta de construção de Brasília como novo Distrito Federal. Declaração I: José Bonifácio Com a mudança da capital para o interior, fica a Corte livre de qualquer assalto de surpresa externa, e se chama para as províncias centrais o excesso de população vadia das cidades marítimas. Desta Corte central dever-se-ão logo abrir estradas para as diversas províncias e portos de mar. (Carlos de Meira Matos. "Geopolítica e modernidade: geopolítica brasileira".) Declaração II: Eurico Gaspar Dutra Na América do Sul, o Brasil possui uma grande área que se pode chamar também de Terra Central. Do ponto de vista da geopolítica sul-americana, sob a qual devemos encarar a segurança do Estado brasileiro, o que precisamos fazer quanto antes é realizar a ocupação da nossa Terra Central, mediante a interiorização da Capital. (Adaptado de José W. Vesentini. "A Capital da geopolítica".) Considerando o contexto histórico que envolve as duas declarações e comparando as idéias nelas contidas, podemos dizer que
a) ambas limitam as vantagens estratégicas da definição de uma nova capital a questões econômicas.
b) apenas a segunda considera a mudança da capital importante do ponto de vista da estratégia militar.
c) ambas consideram militar e economicamente importante a localização da capital no interior do país.
d) apenas a segunda considera a mudança da capital uma estratégia importante para a economia do país.
e) nenhuma delas acredita na possibilidade real de desenvolver a região central do país a partir da mudança da capital.



resposta:
[C]

origem:Enem
tópico:
Geral

sub-grupo:Relações Históricas

pergunta:A primeira imagem a seguir (publicada no século XVI) mostra um ritual antropofágico dos índios do Brasil. A segunda mostra Tiradentes esquartejado por ordem dos representantes da Coroa portuguesa.

A comparação entre as reproduções possibilita as seguintes afirmações: I. Os artistas registraram a antropofagia e o esquartejamento praticados no Brasil. II. A antropofagia era parte do universo cultural indígena e o esquartejamento era uma forma de se fazer justiça entre luso-brasileiros. III. A comparação das imagens faz ver como é relativa a diferença entre "bárbaros" e "civilizados", indígenas e europeus. Está correto o que se afirma em:
a) I apenas.
b) II apenas.
c) III apenas.
d) I e II apenas.
e) I, II e III.


resposta:
[E]

origem:Enem
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:Jean de Léry viveu na França na segunda metade do século XVI, época em que as chamadas guerras de religião opuseram católicos e protestantes. No texto a seguir, ele relata o cerco da cidade de Sancerre por tropas católicas. (...) desde que os canhões começaram a atirar sobre nós com maior freqüência, tornou-se necessário que todos dormissem nas casernas. Eu logo providenciei para mim um leito feito de um lençol atado pelas suas duas pontas e assim fiquei suspenso no ar, à maneira dos selvagens americanos (entre os quais eu estive durante dez meses) o que foi imediatamente imitado por todos os nossos soldados. De tal maneira que a caserna logo ficou cheia deles. Aqueles que dormiram assim puderam confirmar o quanto esta maneira é apropriada tanto para evitar os vermes quanto para manter as roupas limpas (...). Neste texto, Jean de Léry
a) despreza a cultura e rejeita o patrimônio dos indígenas americanos.
b) revela-se constrangido por ter de recorrer a um invento de "selvagens".
c) reconhece a superioridade das sociedades indígenas americanas com relação aos europeus.
d) valoriza o patrimônio cultural dos indígenas americanos, adaptando-o às suas necessidades.
e) valoriza os costumes dos indígenas americanos porque eles também eram perseguidos pelos católicos.



resposta:
[D]

origem:Enem
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:Segundo Samuel Huntington (autor do livro, "O choque das civilizações e a recomposição da ordem mundial"), o mundo está dividido em nove "civilizações" conforme o mapa adiante. Na opinião do autor, o ideal seria que cada civilização principal tivesse pelo menos um assento no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Sabendo-se que apenas EUA, China, Rússia, França e Inglaterra são membros permanentes do Conselho de Segurança, e analisando o mapa anterior pode-se concluir que
a) atualmente apenas três civilizações possuem membros permanentes no Conselho de Segurança.
b) o poder no Conselho de Segurança está concentrado em torno de apenas dois terços das civilizações citadas pelo autor.
c) o poder no Conselho de Segurança está desequilibrado, porque seus membros pertencem apenas à civilização Ocidental.
d) existe uma concentração de poder, já que apenas um continente está representado no Conselho de Segurança.
e) o poder está diluído entre as civilizações, de forma que apenas a África não possui representante no Conselho de Segurança.


resposta:
[A]

origem:Enem
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:No dia 7 de outubro de 2001, Estados Unidos e Grã-Bretanha declararam guerra ao regime Talibã, no Afeganistão. Leia trechos das declarações do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e de Osama Bin Laden, líder muçulmano, nessa ocasião: George Bush: Um comandante-chefe envia os filhos e filhas dos Estados Unidos à batalha em território estrangeiro somente depois de tomar o maior cuidado e depois de rezar muito. Pedimos-lhes que estejam preparados para o sacrifício das próprias vidas. A partir de 11 de setembro, uma geração inteira de jovens americanos teve uma nova percepção do valor da liberdade, do seu preço, do seu dever e do seu sacrifício. Que Deus continue a abençoar os Estados Unidos. Osama Bin Laden: Deus abençoou um grupo de vanguarda de muçulmanos, a linha de frente do Islã, para destruir os Estados Unidos. Um milhão de crianças foram mortas no Iraque, e para eles isso não é uma questão clara. Mas quando pouco mais de dez foram mortos em Nairóbi e Dar-es-Salaam, o Afeganistão e o Iraque foram bombardeados e a hipocrisia ficou atrás da cabeça dos infiéis internacionais. Digo a eles que esses acontecimentos dividiram o mundo em dois campos, o campo dos fiéis e o campo dos infiéis. Que Deus nos proteja deles. (Adaptados de "O Estado de S. Paulo". 8/10/2001) Pode-se afirmar que
a) a justificativa das ações militares encontra sentido apenas nos argumentos de George W. Bush.
b) a justificativa das ações militares encontra sentido apenas nos argumentos de Osama Bin Laden.
c) ambos apóiam-se num discurso de fundo religioso para justificar o sacrifício e reivindicar a justiça.
d) ambos tentam associar a noção de justiça a valores de ordem política, dissociando-a de princípios religiosos.
e) ambos tentam separar a noção de justiça das justificativas de ordem religiosa, fundamentando-a numa estratégia militar.



resposta:
[C]

origem:Enem
tópico:
Geral

sub-grupo:Relações Históricas

pergunta:O texto a seguir é um trecho do discurso do primeiro-ministro britânico, Tony Blair, pronunciado quando da declaração de guerra ao regime Talibã: Essa atrocidade [o atentado de 11 de setembro, em Nova York] foi um ataque contra todos nós, contra pessoas de todas e nenhuma religião. Sabemos que a Al-Qaeda ameaça a Europa, incluindo a Grã-Bretanha, e qualquer nação que não compartilhe de seu fanatismo. Foi um ataque à vida e aos meios de vida. As empresas aéreas, o turismo e outras indústrias foram afetadas e a confiança econômica sofreu, afetando empregos e negócios britânicos. Nossa prosperidade e padrão de vida requerem uma resposta aos ataques terroristas. ("O Estado de S. Paulo", 8/10/2001) Nesta declaração, destacaram-se principalmente os interesses de ordem
a) moral.
b) militar.
c) jurídica.
d) religiosa.
e) econômica.



resposta:
[E]

origem:Enem
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:

("Folha de SP", 29/06/03) O gráfico e a frase, tirados de um jornal, estão ambos relacionados à evolução média da violência no Estado de São Paulo. A associação entre estas duas linguagens - a gráfica e a escrita - permite concluir que, percentualmente,
a) a capital tornou-se mais rica.
b) as cidades do interior enriqueceram e "atraíram" roubos.
c) a região metropolitana enriqueceu e o crime se estabilizou.
d) diminui, em geral, a criminalidade no Estado.
e) diminui especialmente a incidência de roubos no Estado.


resposta:
[B]