Banco de dados de questões do vestibular Ufba-1995 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|

 

Questões Ufba-1995

REF. Pergunta/Resposta
origem:
tópico:
Historia

sub-grupo:Guerra Fria

pergunta:TEXTO I: "Artigo 5. As Partes concordam que um ataque armado contra uma ou várias dentre elas, sobrevindo na Europa ou na América do Norte, será considerado como um ataque dirigido contra todas as Partes (...)" (Tratado do Atlântico Norte: 1949) (MATTOSO, p. 192) TEXTO II: "Artigo 4. No caso de agressão armada na Europa contra um ou vários dos Estados signatários do Tratado, por parte de um Estado qualquer ou por parte de um grupo de Estados, cada Estado signatário do Tratado, exercendo seus direitos de autodefesa individual ou coletiva, (...) concederá ao Estado ou aos Estados, vítimas de tal agressão, uma assistência imediata, (...)" (Tratado de Varsóvia: 14 de maio de 1955) (MATTOSO, p. 199) Associando seus conhecimentos à análise dos textos anteriores, pode-se concluir:
(01) O Tratado do Atlântico Norte congrega, como membros de seu sistema político-militar, países de economia capitalista e, recentemente, sofreu modificações, inclusive fazendo cortes no seu arsenal bélico.
(02) O Pacto de Varsóvia foi idealizado com a finalidade específica de assegurar a formação de repúblicas populares nos continentes europeu, africano e asiático.
(04) O Tratado do Atlântico Norte agrupa, como membros de seu sistema de aliança, os países conhecidos como não-alinhados, defensores do princípio da soberania e autodeterminação dos povos.
(08) O Pacto de Varsóvia foi recentemente extinto e teve suas estruturas militares dissolvidas, como desdobramento da crise do socialismo stalinista. (16) Os dois tratados apresentam inúmeras diferenças; contudo, aproximam-se pela fórmula comum: os estados-membros se prometem uma assistência mútua. (32) Os dois tratados representam a materialização de acordos em torno de uma distensão entre o Leste e o Oeste, com perspectivas de um possível desarmamento dos países líderes. (64) Os tratados apresentados expressam a vigência de "fronteiras ideológicas", uma vez que os Estados integrantes abrem mão de sua soberania, em nome da aliança estabelecida. Soma ( )



resposta:
01 + 08 + 16 + 64 = 89

origem:
tópico:
Arte

sub-grupo:

pergunta:"Quando chegaram a Creta, Ariadne viu Teseu e amou-o, atraiçoando seu pai Minos. Ela perguntou a Dédalo como poderia um homem sair do Labirinto, e ele deu-lhe um novelo de fio, a fim de salvar o seu compatriota ateniense. Teseu tomou o novelo e foi até o centro do Labirinto, onde encontrou o Minotauro, matando-o com as mãos, ou com a própria espada, que Ariadne lhe devolvera." (PINSENT, p. 92) Associando o texto anterior aos conhecimentos sobre o legado cultural da Antigüidade, é possível afirmar: I - Os mitos gregos refletem a organização e os valores da sociedade na qual se inserem, incorporando, possivelmente, situações, episódios e até pessoas reais. II - O poder do Minotauro expresso no mito de Teseu, possivelmente, simboliza o domínio e a tirania de Creta sobre o território grego. III - O confronto entre Teseu e o Minotauro enquadra a mitologia grega no conjunto de crenças que manifestam uma concepção maniqueísta do universo, tal como ocorre com os antigos egípcios, mesopotâmicos e persas. IV - O mito de Teseu também se inspira na antiga religião dos hebreus, na medida em que reafirma idéias messiânicas, salvacionistas e sugere práticas monoteístas. V - A vitória de Teseu, possivelmente, simboliza a vitória de Atenas e a conquista da hegemonia marítima e comercial mediterrânica.



resposta:
[B]

origem:
tópico:
Geral

sub-grupo:Alta Idade Média

pergunta:"Irã e Arábia Saudita disputam, com estratégias diferentes, a liderança na expansão islâmica." (FOLHA DE S. PAULO, jul. 1994, p. 3) Com base no fragmento anterior e nos conhecimentos sobre expansão islâmica, indique as afirmativas corretas. I - A difusão do islamismo e a expansão de domínios territoriais são ideais da Guerra Santa, ainda presentes nos Estados árabes, em vias de reunificação política e religiosa. II - A religião criada por Maomé, unificadora das tribos árabes, tem hoje milhões de seguidores espalhados pelo mundo, especificamente na Ásia e na África. III - No passado, em menos de um século, o Islã era a religião de toda a costa sul e leste do Mediterrâneo, além de se espalhar em direção à Pérsia, até o vale do Indo, e em direção à Península Ibérica. IV - Historicamente, o Islã é responsável pela mediação entre as antigas civilizações norte-africanas e orientais com o Ocidente cristão. V - A glorificação da mensagem de Alá ainda hoje é perseguida, reafirmando o caráter expansionista e universalista do Islã, com base na idéia de que cada muçulmano é califa do mundo.



resposta:
[D]

origem:
tópico:
Historia

sub-grupo:Absolutismo

pergunta:"A imagem do rei-sol , como era chamado Luís XIV, que reinou até sua morte, em 1715, se construiu sobre a pintura, a gravura, a escultura, a arquitetura, a música e a palavra escrita ou oral." (ONOFRE, p. 74) Associando seus conhecimentos sobre absolutismo monárquica ao texto anterior, pode-se afirmar: I - A construção da imagem pública do rei absolutista evidencia uma defasagem entre teoria e prática do absolutismo. II - A utilização da arte como veículo de propaganda política indica o interesse do monarca absolutista em promover o desenvolvimento cultural das camadas populares. III - A preocupação com a difusão de uma imagem positiva perante a sociedade caracteriza o "rei-sol" como o precursor do despotismo esclarecido. IV - Os monarcas absolutos, assim como os políticos atuais, também buscavam, na construção de uma imagem pública, formas para legitimar o exercício do poder. V - O apoio da nobreza, classe politicamente privilegiada durante o Antigo Regime, era fundamental para a governabilidade do Estado, já que, na prática, ninguém governa sem o apoio das camadas mais fortes da população.



resposta:
[C]

origem:
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:"(...) Os senhores poucos, os escravos muitos; os senhores rompendo galas, os escravos despidos e nus; os senhores banqueteando; os escravos perecendo a fome; os senhores nadando em ouro e prata; os escravos carregados de ferros; os senhores tratando-os como brutos, os escravos adorando-os e temendo-os como deuses; os senhores em pé apontando para açoite, como estátua da soberba e da tirania, os escravos prostrados com as mãos atadas atrás, como imagem vilíssima da servidão e espetáculos da extrema miséria. Oh Deus! Quantas graças devemos à Fé que nos destes, (...) para que à vista destas desigualdades reconheçamos com tudo vossa justiça e providência! (...)" (Vieira apud AVANCINI, p. 46) Com base no sermão do Padre Vieira, pode-se inferir: I - A posição do jesuíta referente à escravidão reflete o pensamento da Igreja Católica no período colonial. II - As denúncias da Igreja se limitavam ao repúdio às torturas e aos maus tratos, não havendo, porém, questionamento da escravidão enquanto instituição. III - As desigualdades terrenas são reconhecidas no discurso do jesuíta, que elege como espaço de julgamento o fórum divino. IV - A dominação colonialista se fazia pelo poder econômico, jurídico, político e ideológico sobre a classe trabalhadora escravizada. V - O negro ingressou na sociedade brasileira como cultura dominada, e as marcas da escravidão persistem no Brasil de hoje.



resposta:
[E]

 


« Página Anterior |