Banco de dados de questões do vestibular Ufrj-2004 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|

 

Questões Ufrj-2004

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufrj
tópico:
Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:As principais formas de se obterem cartas de alforria no Brasil escravista eram: os escravos acumulavam recursos e pagavam aos senhores pela libertação; recebiam as cartas gratuitamente; ou obtinham-nas por meio de acordos que envolviam prestação de serviços por tempo determinado. Os gráficos adiante mostram como essas formas se distribuíam no Rio de Janeiro em fins do século XVIII e em meados do século XIX.


a) Indique como os padrões de alforria expressos pelos gráficos questionam a tradicional visão que se tem do escravo como mera propriedade senhorial.
b) Explique como a expansão cafeeira influenciou a mudança dos padrões de alforria de escravos entre fins do século XVIII e meados do seguinte.


resposta:


origem:Ufrj
tópico:
Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:"Ficou célebre uma frase atribuída ao político pernambucano Holanda Cavalcanti: - Nada se assemelha mais a um saquarema do que um luzia no poder. Saquarema , nos primeiros anos do Segundo Reinado, era o apelido dos conservadores [...] Luzia era o apelido dos liberais [...] A idéia de indiferenciação dos partidos parecia também confirmar-se pelo fato de ser freqüente a passagem de políticos de um campo para o outro" Fonte: Fausto, Boris. Histórias do Brasil. São Paulo, Edusp, 1995, p. 180 O texto dá conta de algumas características das correntes políticas que predominavam no Segundo Reinado (1840-1889).
a) Identifique um aspecto comum e outro divergente entre as correntes políticas mencionadas no texto.
b) Explique uma diferença entre a experiência parlamentarista brasileira do Segundo Reinado e o modelo liberal inglês da mesma época.



resposta:


origem:Ufrj
tópico:
Brasil

sub-grupo:Revolução de 64 - Ditadura Militar

pergunta:

Fonte: Jornal do Brasil, 01.04.1964 "Revoltosos do Exército marcham de Minas Gerais para depor João Goulart. João Goulart não é mais o presidente do Brasil." Assim o Jornal do Brasil anunciava, em sua edição do dia 1.o de abril, o movimento de tropas que deflagrou o Golpe Militar de 1964. Com ele, iniciava-se a ditadura militar no Brasil. Nos anos seguintes, o país testemunhou uma série de acontecimentos que levaram ao endurecimento do regime. Explique duas medidas constantes do Ato Institucional número 5 que contribuíram para a consolidação da ditadura militar no Brasil a partir de1968.


resposta:


origem:Ufrj
tópico:
Brasil

sub-grupo:Repúlblica Oligárquica

pergunta:"O coronel é o homem que comanda a política nacional, porque ele é quem elege os homens que a fazem. Sem ele, ninguém é eleito [...] Em verdade, o coronel é o homem que resolve os casos sem solução. É ele quem atende o cidadão que bate à sua porta às três horas da madrugada, porque não tem recursos [...] Ele se levanta e vai procurar um médico, que o atende porque é seu amigo e leva a pessoa para a Santa Casa ou ao hospital [...] Todo mundo pensa que o sujeito vai para o curral eleitoral à força. Não, ele vai porque quer." (Fonte: J.B.L de Andrada, "Coronel é quem comanda a política nacional". Apud Neves, M. de S. e Heizer, A. A ordem é o progresso. S.P. Atual, 1991, p. 71) Na Primeira República (1889-1930), o coronelismo aparece como uma característica marcante da vida política nacional. No texto acima, um membro das elites locais explica o que vem a ser o coronel, procurando justificar as relações de dependência que se criavam em torno dele.
a) Explique o papel dos currais eleitorais na sustentação política da República Velha.
b) Identifique dois movimentos sociais surgidos na Primeira República que se apresentavam como alternativas às estruturas políticas vigentes.



resposta:
a)Em torno dos coronéis giravam o membros das oligarquias locais e regionais. O seu poder residia no controle que exerciam sobre os eleitores. Todos eles tinham o seu "curral" eleitoral, isto é, eleitores cativos que votavam sempre nos candidatos por eles indicados, em geral através de troca de favores fundados na relação de compadrio.
b)Movimentos Messiânicos de Canudos e o do Contestado.

origem:Ufrj
tópico:
Historia

sub-grupo:Revolução Industrial

pergunta:A tabela a seguir mostra a evolução do movimento de cercamentos de terras (enclosures) em Leicestershire, Inglaterra, região muito afetada por esse processo.


a) Identifique duas conseqüências dos enclosures para os camponeses ingleses.
b) Relacione o período de maior incidência de enclosures em Leicestershire com as mudanças político-jurídicas pelas quais passava a Inglaterra.


resposta:
a) Foram consequências da perda de terras por parte dos camponeses, fazendo com que estes migrassem para as cidades e tornassem mão-de-obra barata para as empresas, indústrias.
b)1608 e 1729, além dos períodos das revoluções de 1640 e 1688 que resultaram na redução da monarquia, no declínio da aristocracia e na formação de uma nova ordem de Estado em que a burguesia se colocou em frente ao Estado.

origem:Ufrj
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:"[...] antes de 1961 as Forças Armadas não eram abertamente atingidas no seu prestígio [...] A partir, porém, da queda da Índia, e sobretudo a medida em que as guerras em África se iam prolongando, as Forças Armadas descobriram, não sem espanto por parte de muitos militares que pela primeira vez viam claro, o seu divórcio real da Nação. As Forças Armadas são então humilhadas, desprestigiadas, apresentadas ao país como responsáveis máximos do desastre". Entre 1961 e 1975, as lutas de libertação nas diversas colônias portuguesas na África e na Ásia levaram o governo de Portugal a mobilizar um exército numeroso e a investir cerca de 43% de seu orçamento na guerra. Apesar de todo esse empenho, as forças pró-independência das colônias ganhavam cada vez mais espaço.
a) Identifique no texto dois elementos que tenham contribuído para que setores expressivos das Forças Armadas se colocassem contra o governo português, desencadeando a chamada Revolução dos Cravos.
b) Explique uma diferença entre o processo de independência das colônias inglesas e o das colônias portuguesas na África.



resposta:
a)A perda do prestígio das Forças Armadas.
b)A Inglaterra reconheceu a independência em quase todas as suas colônias, já Portugal, só fez isso a partir de 1974, depois de um longo processo de luta armamentista.

origem:Ufrj
tópico:
Historia

sub-grupo:Primeira Guerra Mundial

pergunta:

"A mesma velha trincheira, a mesma paisagem, Os mesmos ratos, crescendo como mato, Os mesmos abrigos, nada de novo, Os mesmos e velhos cheiros, tudo na mesma, Os mesmos cadáveres no front, A mesma metralha, das duas às quatro, Como sempre cavando, como sempre caçando, A mesma velha guerra dos diabos." (soldado inglês) "Estamos tão exaustos que dormimos, mesmo sob intenso barulho. A melhor coisa que poderia acontecer seria os ingleses avançarem e nos fazerem prisioneiros. Ninguém se importa conosco. Não seremos substituídos. Os aviões lançam projéteis sobre nós. Ninguém mais consegue pensar. As rações estão esgotadas - pão, conservas, biscoitos, tudo terminou! Não há uma única gota de água. É o próprio inferno." (soldado alemão) (Fonte: Marques, Adhemar Martins et at (orgs.). História Contemporânea através de textos. São Paulo, Contexto, 2000, pp. 118 e 120.) Os fragmentos apresentam o depoimento de dois soldados, um inglês e o outro alemão, durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
a) Identifique duas características que estejam presentes em ambos os textos e expressem os sentimentos dos combatentes nessa fase da Primeira Guerra.
b) Cite duas conseqüências geopolíticas da Primeira Guerra para a Europa entre 1918 e 1939.


resposta:
a) Ambos os textos demonstram a dificuldade de se manter na miséria, com fome, sem perspectiva de reversão.
b) Surgimento da Tchecoslováquia, Polônia, Iugoslávia e Hungria e a outra, a perda de parcelas do território alemão para a França.

origem:Ufrj
tópico:
Historia

sub-grupo:Segunda Guerra Mundial

pergunta:"Somos uma raça superior e devemos governar com dureza [...] Arrancarei deste país tudo que puder. Não vim para espalhar bem-aventurança [...] A população deve trabalhar sempre [...] Não viemos para distribuir o maná [vantagens]. Viemos para criar as bases da vitória. Somos uma raça superior que precisa lembrar que o mais humilde operário alemão é, racial e biologicamente, mais valioso que a população daqui." (Fonte: Adap. de Erich Koch, Comissário do Reich na Ucrânia em março de 1943, in: SHIRER, William L. Ascensão e queda do III Reich. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1967, vol. 4, p. 13) O Texto permite identificar alguns valores que permeavam a ação alemã na Segunda Guerra Mundial (1939-1945).
a) Identifique no texto dois valores da ideologia nazista.
b) Cite duas razões que levaram o Brasil a participar da Segunda Guerra Mundial.



resposta:


origem:Ufrj
tópico:
America

sub-grupo:Período Colonial

pergunta:

O gráfico acima traça o perfil dos escravos que fugiam de seus senhores na Jamaica (Caribe) e na Geórgia (Estados Unidos) entre 1730 e 1805, segundo a porcentagem de fugitivos do sexo masculino e de acordo com a participação, entre eles, dos africanos e africanas recém-chegados a essas regiões ("escravos novos").
a) Relacione o perfil sexual dos fugitivos, expresso pela tabela, com o tráfico atlântico de africanos para a América.
b) Explique a característica que singulariza a Revolução Haitiana (1791) frente às outras duas grandes revoluções do século XVIII: a Americana (1776) e a Francesa (1789).


resposta:


origem:Ufrj
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:"Eu me recuso a aceitar que a águia crave suas garras em outras terras". (TWAIN, Mark. Patriotas e traidores. S. P. Fundação Perseu Abramo, 2003, p. 4) Embora inicialmente favorável à Guerra Hispano-Americana, no trecho acima, escrito em 1900, o escritor norte-americano Mark Twain pôs seu olhar crítico sobre as ambições dos EUA no processo que se convencionou chamar Expansão Imperialista.
a) Explique um dos motivos que levaram os EUA a intervir em Cuba, acontecimento que ficou conhecido como a Guerra Hispano-Americana (1898).
b) Identifique uma característica da política externa norte-americana em relação à Europa entre 1898 e 1914.



resposta:


origem:Ufrj
tópico:
Geral

sub-grupo:Relações Históricas

pergunta:

Estudos sobre a cultura popular da Europa do século XVI demonstram que os camponeses criavam normas de comportamento específicas, por vezes até mesmo ao arrepio da lei canônica e civil. Na França eram culturalmente mal vistos os casamentos entre viúvos com filhos e pessoas jovens. Relacione a condenação desse tipo de casamento com as características econômicas que prevaleciam entre os camponeses nas sociedades européias da época.


resposta: