Banco de dados de questões do vestibular Ufv-2002 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|

 

Questões Ufv-2002

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufv
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:A expansão marítima européia, principalmente no século XV, foi impulsionada pelos interesses da jovem burguesia comercial aliada às monarquias nacionais. A alternativa que NÃO expressa objetivos da expansão marítima é:
a) permitir o acesso aos metais preciosos da África, principalmente do Sudão, e às especiarias e artigos de luxo do Oriente.
b) ampliar a lavoura açucareira para além de Algarve, região localizada no sul de Portugal.
c) identificar novas técnicas de cultivo de povos da África e da América para incrementar a produção na metrópole.
d) buscar a superação da escassez de cereais no Reino e em vários países europeus.
e) capturar mão-de-obra para o trabalho escravo em lavouras de cana nas ilhas africanas do Atlântico, como Açores e Cabo Verde.



resposta:
[C]

origem:Ufv
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:Sobre o emprego da mão-de-obra, durante o primeiro século de colonização do Brasil, especificamente no Nordeste, pode-se afirmar que:
a) em razão do alto contingente populacional do território brasileiro, mesmo sendo dizimadas tribos inteiras, os indígenas foram a base da exploração monocultora da colonização brasileira.
b) as atividades econômicas nesse período tinham como base o trabalho familiar e a mão-de-obra livre que se localizavam nas imediações das unidades produtivas.
c) negros e indígenas, base da produção dos engenhos, coexistiam nas propriedades produtoras de cana-de-açúcar realizando, por vezes, tarefas diferenciadas.
d) com a decadência do escambo do pau-brasil, a mão-de-obra indígena passa a ser utilizada exclusivamente nas atividades de produção de açúcar e de criação de gado.
e) os franceses utilizaram processos semelhantes aos dos exploradores portugueses na relação com os indígenas: distribuíram ferramentas e adornos manufaturados em troca do pau-brasil cortado e empilhado.



resposta:
[E]

origem:Ufv
tópico:
Brasil

sub-grupo:Segundo Reinado

pergunta:Leia o texto abaixo: No processo de transição para o trabalho livre existe uma condição prévia e fundamental que se refere ao acesso à terra. Enquanto a produção fosse efetuada por escravos, a terra era praticamente destituída de valor, pois sua propriedade só teria significado econômico se seu detentor também possuísse um estoque de cativos. Contudo, a partir do momento que a escravidão começou a apresentar os primeiros sintomas de crise, com o término do tráfico africano, tornou-se necessário impedir que os homens livres tivessem acesso à propriedade da terra. (KOWARICK, Lúcio. "Trabalho e vadiagem: a origem do trabalho livre no Brasil". Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994. p.75.) Considerando o contexto tratado no fragmento acima, a respeito da Lei de Terras de 1850, é CORRETO dizer que esta lei:
a) criou empecilhos para a constituição de um mercado de trabalho livre à medida que regulava os novos contratos de trabalho.
b) garantiu o acesso irrestrito aos imigrantes europeus que não conseguiam adaptar-se às novas condições de trabalho.
c) restringiu o acesso à terra, pois transformou a mesma em uma mercadoria.
d) modificou a estrutura fundiária no Brasil, possibilitando o surgimento de pequenas propriedades.
e) possibilitou o acesso à propriedade da terra aos escravos recém-libertos.



resposta:
[C]

origem:Ufv
tópico:
Brasil

sub-grupo:Período Regencial

pergunta:Das afirmativas abaixo, referentes ao Período Regencial no Brasil, assinale a CORRETA:
a) Ocorreram vários movimentos e revoltas que não se enquadravam em um único propósito, pois cada um resultava de realidades regionais específicas e de grupos sociais distintos.
b) A unidade política e territorial deste período visou à superação da crise econômica que se arrastava desde o período colonial, tendo como conseqüência o abandono da vocação agrícola brasileira.
c) O período regencial foi um dos mais agitados da história política brasileira até então, durante o qual surgiram vários partidos políticos que representavam os setores sociais revoltosos.
d) A ausência de instabilidade política neste período, devia-se ao rigor das políticas regenciais diante do federalismo e da centralização administrativa.
e) O liberalismo, marca do período regencial, incentivou a participação popular e, ao mesmo tempo, fortaleceu o poder das oligarquias sulistas e nortistas.



resposta:
[A]

origem:Ufv
tópico:
Geral

sub-grupo:Alta Idade Média

pergunta:A respeito do período medieval europeu pode-se afirmar que:
a) no apogeu do feudalismo, as três "ordens" garantiam uma dinâmica social diferenciada: uns rezavam por todos os homens, outros combatiam pelo retorno dos privilégios da nobreza e outros trabalhavam nos campos, nas fábricas e nos centros urbanos.
b) a sociedade medieval, hierárquica e democrática, organizava-se em torno do feudo, riqueza que determinava a posição do indivíduo na sociedade e o poder político centralizado na mão de um rei.
c) na organização política da Europa medieval, a autoridade eclesiástica subjugava-se à autoridade leiga, porque reis e imperadores foram cristianizados adquirindo, assim, o poder de julgar os atos da Igreja.
d) na sociedade medieval as relações sociais que se estabeleciam na troca de serviços e de obrigações pautavam-se pelas idéias de liberdade, de igualdade e de fraternidade.
e) a Igreja constituiu-se numa poderosa instituição na sociedade medieval, não só por seus feudos eclesiásticos, mas também por determinar os princípios que orientavam a atividade econômica, as diretrizes pedagógicas e os preceitos canônicos da família e da sociedade.



resposta:
[E]

origem:Ufv
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:Comparando a atividade cafeeira com a atividade açucareira, no Brasil na primeira metade do século XIX , pode-se afirmar que:
a) as duas atividades, pela sua localização, incrementaram o comércio, as cidades regionais, a indústria nacional e a construção de ferrovias.
b) as duas atividades basearam-se na grande propriedade monocultora, na mão-de-obra escrava e na utilização de recursos técnicos rudimentares.
c) a primeira concentrou-se inicialmente no oeste paulista, apesar de a região não possuir relevo e solos adequados ao cultivo.
d) na segunda, por se tratar de uma cultura temporária, havia um custo menor de instalação desde o plantio até a sua transformação.
e) a primeira usou as colônias de parceria como forma de suprir a escassez de mão-de-obra, desde as primeiras áreas cultivadas no período colonial.



resposta:
[B]

origem:Ufv
tópico:
Historia

sub-grupo:Revolução Industrial

pergunta:Leia o texto abaixo: Qualquer que tenha sido a razão do avanço britânico, ele não se deveu à superioridade tecnológica e científica. (...) Dadas as condições adequadas, as inovações técnicas da revolução industrial se fizeram por si mesmas, exceto talvez na indústria química. Isto não significa que os primeiros industriais não estivessem constantemente interessados na ciência em busca de seus benefícios práticos. Mas as condições adequadas estavam visivelmente presentes na Grã- Bretanha, (...). (HOBSBAWM, Eric. "A era das revoluções". Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981. p. 45 e 47.) As condições britânicas adequadas à revolução industrial foram as seguintes, EXCETO:
a) A ampla produtividade agrícola, decorrente de modificações nas formas de produção, permitiu alimentar a população urbana em franco crescimento, bem como acumular capital a ser aplicado em outros setores da economia.
b) Os "Enclousure Acts", que decretaram o cercamento dos campos de uso comum, criaram um problema agrário, mas também permitiram que a produção agrícola fosse direcionada para o mercado.
c) A infra-estrutura urbana de algumas regiões da Grã-Bretanha atuou como fator de atração para as populações oriundas dos campos e permitiu uma organização social intensa e propícia à melhoria das condições de vida dos trabalhadores.
d) As políticas implementadas depois da derrubada do Absolutismo, ainda no século XVII, caracterizaram-se pelo incentivo à obtenção do lucro privado e ao desenvolvimento econômico, considerados como legítimos e supremos objetivos políticos da nação.
e) A Grã-Bretanha detinha o controle do mercado colonial de escravos e da produção e comercialização do algodão, além de possuir grande quantidade de matéria-prima, como carvão e ferro, destinados à energia e à construção de máquinas.



resposta:
[C]

origem:Ufv
tópico:
Arte

sub-grupo:

pergunta:Sobre o contexto artístico pós-Primeira Guerra Mundial, no Brasil, é CORRETO afirmar que:
a) a pintora Anita Malfatti, com o cubismo de seus quadros, e Villa Lobos, com sua ópera "O Guarani", de estilo barroco-rococó, provocaram espanto e admiração na Semana de Arte Moderna.
b) a Semana de Arte Moderna renegava totalmente os modelos e os padrões europeus de expressão, apesar da Europa permanecer como referência mundial em termos de estilo e gosto.
c) o que marcou as artes deste período foi sua coerência tipicamente romântica, um estilo característico da época, presente nas artes plásticas e na música.
d) Oswald de Andrade propunha algo curioso como o "movimento de antropofagia" para deglutição e incorporação das influências estrangeiras como forma de reconhecimento externo do valor de nossa arte.
e) alguns modernistas tomaram lendas e mitos de várias regiões do Brasil para a construção de um indigenismo depurado das idealizações românticas, como fez Mário de Andrade em seu Macunaíma, "um herói sem nenhum caráter".



resposta:
[E]

origem:Ufv
tópico:
Brasil

sub-grupo:Revolução de 64 - Ditadura Militar

pergunta:No período de 1968 a 1973, conhecido como a época do "milagre econômico", o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro obteve crescimento em torno de 11%, taxa que, em meados de 2001, esteve em torno de 3,0% ao ano. Das alternativas abaixo, aquela que NÃO se refere ao período do "milagre brasileiro" é:
a) o crescimento da indústria automobilística, da construção civil e, em menor escala, da produção agrícola.
b) a instituição da Constituição de 1969, que, dentre outros direitos, estendeu o voto aos analfabetos e aos jovens entre 16 e 18 anos.
c) a forte repressão militar sobre os movimentos de estudantes, de trabalhadores e de artistas que se opunham ao regime militar.
d) a construção de grandes obras como a Transamazônica e a ponte Rio-Niterói com o intuito de integrar e controlar as várias regiões do país.
e) a concentração da renda em benefício das elites ligadas ao setor urbano-industrial, ao mesmo tempo em que ocorria contenção salarial.



resposta:
[B]

origem:Ufv
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:Leia os trechos de notícias de jornais publicados nos Estados Unidos no século XIX:

(1) (...) um espírito de interferência hostil [de outras nações] para conosco, com o objetivo confesso de deformar nossa política e prejudicar nosso poder, limitando nossa grandeza e impedindo a realização de nosso Destino Manifesto, que é estendermo-nos sobre o continente que a Providência fixou para o livre desenvolvimento de nossos milhões de habitantes, que ano após ano se multiplicam. (Democratic Review)
(2) A universal nação ianque pode regenerar e libertar o povo do México em poucos anos; e cremos que é parte de nosso destino civilizar esse belo país e capacitar seus habitantes para apreciar algumas das numerosas vantagens e bênçãos de que dispõem. (New York Herald) (Citados por AQUINO, R.S.L. et al. "História das sociedades americanas". Rio de Janeiro: Livraria Eu e Você, 1981. p.140 e 141.) Quanto à história do expansionismo norte-americano no século XIX, pode-se afirmar que:
a) na época, os Estados Unidos apossaram-se de várias áreas do território mexicano sem o pagamento de indenizações e, da mesma forma, apropriaram-se de colônias da França, da Inglaterra e da Rússia, orientados por seu "Destino Manifesto" .
b) as ações expansionistas dos Estados Unidos visavam empurrar suas fronteiras até o Oceano Pacífico e excluir a região sul do país porque nela predominava uma economia agrário-exportadora que impedia o avanço da industrialização.
c) o expansionismo norte-americano sobre as colônias espanholas contou com o apoio da Santa Aliança porque ela pretendia ver instauradas repúblicas, livres e democráticas, nas metrópoles européias e em suas colônias.
d) por força de seu "Destino Manifesto", a descoberta do ouro nas colinas californianas estreitou as relações entre mexicanos e americanos evitando novos conflitos e disputas nas fronteiras, o que permitiu o acesso dos Estados Unidos ao Oceano Pacífico.
e) a imprensa dos Estados Unidos, na época, acreditava que eles tinham uma predestinação: a missão de civilizar povos inferiores do continente americano por causa de seu "Destino Manifesto", ou seja, o seu domínio representava a vontade de Deus.



resposta:
[E]

origem:Ufv
tópico:
America

sub-grupo:Período Colonial

pergunta:O processo de colonização inglesa na América instituiu, nas treze colônias, perceptíveis diferenças entre as do norte e as do sul. Elenque as diferenças entre elas no que se refere às relações de trabalho e à produção agrícola.



resposta:


origem:Ufv
tópico:
Brasil

sub-grupo:Problemas Sociais

pergunta:A Lei Áurea de 13 de maio de 1888 libertou os escravos mas não extinguiu totalmente a escravidão, no Brasil. Dê dois exemplos, um sobre a época da abolição e outro sobre os dias atuais, coerentes com a afirmativa acima.



resposta:


 


Próxima Página »

Página 1 de 2