Banco de dados de questões do vestibular Unifesp-2004 - perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|

 

Questões Unifesp-2004

REF. Pergunta/Resposta
origem:Unifesp
tópico:
Geral

sub-grupo:Antiguidade Clássica - Roma

pergunta:"Nunca temi homens que têm no centro de sua cidade um local para reunirem-se e enganarem-se uns aos outros com juramentos. Com estas palavras, Ciro insultou todos os gregos, pois eles têm suas agorás [praças] onde se reúnem para comprar e vender; os persas ignoram completamente o uso de agorás e não têm lugar algum com essa finalidade". (Heródoto, Histórias, séc. V a.C.) O texto expressa
a) a inferioridade dos persas que, ao contrário dos gregos, não conheciam ainda a vida em cidades.
b) a desigualdade entre gregos e persas, apesar dos mesmos usos que ambos faziam do espaço urbano.
c) o caráter grego, fundamentado no uso específico do espaço cívico, construído em oposição aos outros.
d) a incapacidade do autor olhar com objetividade os persas e descrever seus costumes diferentes.
e) a complacência dos persas para com os gregos, decorrente da superioridade de seu poderio econômico e militar.



resposta:
[C]

origem:Unifesp
tópico:
Geral

sub-grupo:Alta Idade Média

pergunta:Vedes desabar sobre vós a cólera do Senhor... Só há cidades despovoadas, mosteiros em ruínas ou incendiados, campos reduzidos ao abandono... Por toda parte o poderoso oprime o fraco e os homens são semelhantes aos peixes do mar que indistintamente se devoram uns aos outros. Este documento, do séc. X (ano 909), exprime
a) a situação criada tanto pelas invasões de sarracenos, magiares e vikings quanto pelas freqüentes pestes e guerras internas.
b) uma concepção da sociedade que, apesar de fazer referência a Deus, é secular por sua preocupação com a economia urbana e rural.
c) o quadro de destruição existente na Itália e na Alemanha, mas não no resto da Europa, por causa das guerras entre guelfose gibelinos.
d) uma visão de mundo que, embora religiosa, é democrática, pois não estabelece distinções sociais entre os homens.
e) um contexto de crise existente apenas na Baixa Idade Média, quando todo o continente foi assolado pela Peste Negra.



resposta:
[A]

origem:Unifesp
tópico:
Geral

sub-grupo:Alta Idade Média

pergunta:... doentes atingidos por estranhos males, todos inchados, todos cobertos de úlceras, lamentáveis de ver, desesperançados da medicina, ele [o Rei] cura-os pendurando em seus pescoços uma peça de ouro, com preces santas, e diz-se que transmitirá essa graça curativa aos reis seus sucessores. (William Shakespeare, Macbeth.) Esta passagem da peça Macbeth é reveladora
a) da capacidade artística do autor de transcender a realidade de seu tempo.
b) da crença anglo-francesa, de origem medieval, no poder de cura dos reis.
c) do direito divino dos reis, que se manifestava em seus dons sobrenaturais.
d) da mentalidade renascentista, voltada ao misticismo e ao maravilhoso.
e) do poder do absolutismo, que obrigou a Igreja a aceitar o caráter sagrado dos reis.



resposta:
[B]

origem:Unifesp
tópico:
Historia

sub-grupo:Reforma Religiosa

pergunta:Se um homem não trabalhar, também não comerá. Estas palavras de São Paulo, o Apóstolo, são mais condizentes com a ética do
a) catolicismo medieval.
b) protestantismo luterano.
c) protestantismo calvinista.
d) catolicismo da Contra-refoma.
e) anglicanismo elisabetano.



resposta:
[C]

origem:Unifesp
tópico:
Geral

sub-grupo:Relações Históricas

pergunta:As mulheres ricas para as quais o prazer constitui o maior interesse e a única ocupação, não são as únicas que consideram a propagação da espécie humana como um preconceito dos velhos tempos; hoje em dia, os segredos funestos, desconhecidos de todos os animais exceto do homem, chegaram aos camponeses; engana-se a natureza até nas aldeias. (Moheau, 1778.) O texto, ao revelar a difusão de práticas contraceptivas, indica o
a) crescimento da distância que separava o mundo rural do mundo urbano.
b) aumento da ação do Estado, preocupado com a explosão demográfica.
c) conformismo com o domínio da nobreza, por parte dos camponeses.
d) prestígio dos filósofos iluministas que pregavam a igualdade sexual.
e) declínio da dominação da Igreja sobre a sociedade como um todo.



resposta:
[E]

origem:Unifesp
tópico:
Historia

sub-grupo:Independência dos Estados Unidos

pergunta:O que queremos dizer com a Revolução? A guerra? Isso não foi parte da Revolução; foi apenas um efeito e conseqüência dela. A Revolução estava nas mentes das pessoas e foi levada a cabo de 1760 a 1775, no curso de quinze anos, antes que uma gota de sangue fosse derramada em Lexington. (John Adams para Jefferson, 1815.) O texto
a) considera que a Independência dos Estados Unidos se fez sem idéias.
b) confirma que a guerra entre os Estados Unidos e a Inglaterra foi uma revolução.
c) sustenta que na Independência dos Estados Unidos não houve ruptura.
d) defende que a criação dos Estados Unidos foi precedida de uma revolução.
e) demonstra que os norte-americanos não aceitaram as concessões inglesas.



resposta:
[D]

origem:Unifesp
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:O movimento revolucionário de 1848, que abalou, mas não destruiu, a ordem social vigente na Europa, pode ser caracterizado como um conflito no qual
a) a burguesia, ou frações desta classe, face ao perigo representado pelo proletariado, não tomou o poder.
b) o campesinato, em luta encarniçada contra a nobreza, abriu espaço para a burguesia tomar o poder.
c) a nobreza, diante da ameaça representada pela burguesia, fez concessões ao proletariado para se manter no poder.
d) o proletariado, embora fosse uma classe já madura e com experiência, ficou a reboque dos acontecimentos.
e) não houve luta de classes, e sim disputas derivadas das tensões e contradições existentes entre ricos e pobres.



resposta:
[A]

origem:Unifesp
tópico:
Historia

sub-grupo:

pergunta:Embora o terreno ideal do socialismo-comunismo tenha desmoronado, os problemas que ele pretendeu resolver permanecem: o uso descarado da vantagem social e o desordenado poder do dinheiro, que muitas vezes dirige o curso mesmo dos acontecimentos. E se a lição global do século XX não servir como uma vacina curativa, o imenso turbilhão vermelho pode repetir-se em sua totalidade. (A. Soljenitsin. The New York Times, 28.11.1993.) Do texto, depreende-se uma
a) crítica ao neoliberalismo e a crença na história como um campo aberto de possibilidades.
b) admiração pelo socialismo e a convicção de que o futuro histórico pertence ao comunismo.
c) hostilidade para com o socialismo e uma visão otimista quanto ao futuro do capitalismo.
d) incompreensão com relação ao capitalismo e ao socialismo e cegueira com relação ao futuro.
e) aceitação do capitalismo e a aceitação conformista da tese que sustenta o fim da história.



resposta:
[A]

origem:Unifesp
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:Entre os donatários das capitanias hereditárias (1531-1534), não havia nenhum representante da grande nobreza. Esta ausência indica que:
a) a nobreza portuguesa, ao contrário da espanhola, não teve perspicácia com relação às riquezas da América.
b) a Coroa portuguesa concedia à burguesia, e não à nobreza, os principais favores e privilégios.
c) no sistema criado para dar início ao povoamento do Brasil, não havia nenhum resquício de feudalismo.
d) na América portuguesa, ao contrário do que ocorreu na África e na Ásia, a Coroa foi mais democrática.
e) as possibilidades de bons negócios aqui eram menores do que em Portugal e em outros domínios da Coroa.



resposta:
[E]

origem:Unifesp
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:De acordo com um estudo recente, na Bahia, entre 1680 e 1797, de 160 filhas nascidas em 53 famílias de destaque, mais de 77% foram enviadas a conventos, 5% permaneceram solteiras e apenas 14 se casaram. Tendo em vista que, no período colonial, mesmo entre pessoas livres, a população masculina era maior que a feminina, esses dados sugerem que
a) os senhores-de-engenho não deixavam suas filhas casarem com pessoas de nível social e econômico inferior.
b) entre as mulheres ricas, a devoção religiosa era mais intensa e fervorosa do que entre as mulheres pobres.
c) os homens brancos preferiam manter sua liberdade sexual a se submeterem ao despotismo dos senhores-de-engenho.
d) a vida na colônia era tão insuportável para as mulheres que elas preferiam vestir o hábito de freiras na Metrópole.
e) a sociedade colonial se pautava por padrões morais que privilegiavam o sexo e a beleza e não o status e a riqueza.



resposta:
[A]

origem:Unifesp
tópico:
Brasil

sub-grupo:Sistema Colonial Brasileiro

pergunta:Estima-se que, no fim do período colonial, cerca de 42% da população negra ou mulata era constituída por africanos ou afro-brasileiros livres ou libertos. Sobre esse expressivo contingente, é correto afirmar que
a) era o responsável pela criação de gado e pela indústria do couro destinada à exportação.
b) vivia, em sua maior parte, em quilombos, que tanto marcaram a paisagem social da época.
c) possuía todos os direitos, inclusive o de participar das Câmaras e das irmandades leigas.
d) tinha uma situação ambígua, pois não estava livre de recair, arbitrariamente, na escravidão.
e) formava a mão-de-obra livre assalariada nas pequenas propriedades que abasteciam as cidades.



resposta:
[D]

origem:Unifesp
tópico:
Brasil

sub-grupo:Primeiro Reinado

pergunta:Realizada a emancipação política em 1822, o Estado no Brasil
a) surgiu pronto e acabado, em razão da continuidade dinástica, ao contrário do que ocorreu com os demais países da América do Sul.
b) sofreu uma prolongada e difícil etapa de consolidação, tal como ocorreu com os demais países da América do Sul.
c) vivenciou, tal como ocorreu com o México, um longo período monárquico e uma curta ocupação estrangeira.
d) desconheceu, ao contrário do que ocorreu com os Estados Unidos, guerras externas e conflitos internos.
e) adquiriu um espírito interior republicano muitosemelhante ao argentino, apesar da forma exterior monárquica.



resposta:
[B]

 


Próxima Página »

Página 1 de 2