Questões de Gramática - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|
 

Questões Gramática

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Unifesp2005
tópico:Gramática

sub-grupo:Vocabulário
pergunta:Segundo Jurga Ziliskiene, a dificuldade na tradução das palavras deve-se ao fato de
a) não haver concordância entre os tradutores para a definição dos sentidos.
b) não haver interesse dos tradutores para estabelecer o significado cultural das palavras.
c) haver incorreção nos dicionários quanto aos significados dos vocábulos.
d) haver necessidade de transpor sentidos culturais ao termo que se pretende traduzir.
e) haver pouco incentivo para o conhecimento preciso da cultura local dos vocábulos traduzidos.



resposta:[D]

vestibular Unifesp2005
tópico:Gramática

sub-grupo:Vocabulário
pergunta:A palavra COMPILADA, no primeiro parágrafo, pode ser substituída, sem prejuízo para o sentido do texto, por
a) reunida.
b) aprovada.
c) apresentada.
d) divulgada.
e) comprovada.



resposta:[A]

vestibular Unifesp2005
tópico:Gramática

sub-grupo:Vocabulário
pergunta:Maria Bofetão

A surra que Maria Clara aplicou na vilã Laura levantou a audiência da novela Celebridade.

Na segunda-feira passada, 28 tabefes bem aplicados pela heroína Maria Clara (Malu Mader) derrubaram a ignóbil Laura (Cláudia Abreu) e levantaram a audiência de Celebridade, a novela das 8 da Globo. (...)
Tanto a mocinha quanto a vilã ganharam nova dimensão nos últimos tempos. Maria Clara, depois de perder sua fortuna, deixou de ser apenas uma patricinha magnânima e insossa, a aborrecida Maria Chata. Ela ganhou fibra e mostrou que não tem sangue de barata. Quanto a Laura, ficou claro que sua maldade tem proporções oceânicas: continuou com suas perfídias mesmo depois de conquistar a fama e o dinheiro que almejava. Por tripudiar tanto assim sobre a inimiga, atraiu o ódio dos noveleiros.
("Veja", 05.05.2004.)


Se um dos termos da lista publicada no texto da BBC pudesse ser atribuído a Maria Clara - incomodada por uma suposta segunda reincidência da maldade de Laura - ele seria
a) pochemuchka.
b) klloshar.
c) shlimazl.
d) naa.
e) ilunga.



resposta:[E]

vestibular Unifesp2005
tópico:Gramática

sub-grupo:
pergunta:Leia o texto.

Enlace

No convento da senhorita Sandra
Carvalho e cirurgião plástico
Nóbrega Pernotta, contraíram
carmelitas ontem as próprias testemunhas
sendo seus pais os
laços matrimoniais.
(Millôr Fernandes.)


A graça, no texto de Millôr, decorre da
a) alteração dos sentidos das palavras, já que a forma de organizá-las sugere outro significado, diferente de enlace, proposto no título.
b) transgressão do princípio sintático de articulação das palavras, o que acaba por criar associações inusitadas e singulares.
c) desorganização total do texto, que faz com que o leitor tente ordenar as palavras para entendê-lo - o que não é possível.
d) organização das palavras segundo os padrões sintáticos da língua, o que garante a manutenção do sentido do texto.
e) articulação das palavras dentro das convenções da língua, mas com outros matizes de significação, o que altera, por exemplo, o sentido do título.



resposta:[B]

vestibular Unifesp2005
tópico:Gramática

sub-grupo:Sintaxe
pergunta:De acordo com a norma padrão, o último verso assumiria a seguinte forma:
a) Eu boto-lhe na cadeia.
b) Boto-no na cadeia.
c) Eu o boto na cadeia.
d) Eu lhe boto na cadeia.
e) Lhe boto na cadeia.



resposta:[C]

vestibular Fgv2005
tópico:Gramática

sub-grupo:
pergunta:Assinale a alternativa em que a norma culta de regência verbal admite a preposição "de" antes da palavra "que", no contexto da frase.
a) ...livros antigos maravilhosos, com fatos que não podem ser esquecidos.
b) Eles ficariam chocados se soubessem que nossos alunos são impedidos de observar o mundo que os cerca.
c) Os livros, se forem bons, confirmarão o que você já suspeitava.
d) Hoje nossos alunos são proibidos de observar o mundo, trancafiados que ficam numa sala de aula.
e) ...são a carga de atitudes e visões incorretas que alguns nos ensinam.



resposta:[C]

vestibular Fgv2005
tópico:Gramática

sub-grupo:
pergunta:Observe a concordância dos verbos "existir" e "haver", nas frases a seguir.

I. Existem livros antigos maravilhosos.
II. Há tanta coisa que é escrita hoje simplesmente para defender os interesses do autor ou grupo que dissemina essa idéia.

É correto afirmar:
a) Se fosse empregado "haver", na frase I, este seria flexionado no plural, visto tratar-se de sinônimo de "existir".
b) Se fosse empregada a forma plural "tantas coisas", na frase II, o verbo "haver" permaneceria no singular.
c) Se fosse empregado "dever" como verbo auxiliar de "existir", na frase I, aquele seria conjugado no singular: "deve existir livros antigos maravilhosos."
d) "Haver" tem, na frase II, o mesmo sentido que tem na frase - havia escrito coisas importantes -, por isso a flexão no singular.
e) Na frase II, se fosse empregado o verbo "existir" e o plural "tantas coisas", seria indiferente flexionar o verbo no singular ou no plural (existe ou existem).



resposta:[B]

vestibular Fgv2005
tópico:Gramática

sub-grupo:
pergunta:Considere o trecho e as afirmações, para responder a esta questão.

Quase metade das grandes descobertas científicas surgiu não da lógica, do raciocínio ou do uso de teoria, mas da simples observação.

Afirma-se:
I. a norma culta admite também o emprego de "surgiram", na frase, concordando com "descobertas científicas";
II. na substituição de "quase metade" por "cinqüenta por cento", torna-se obrigatória a concordância no plural: "surgiram";
III. a flexão no singular (surgiu) decorre da concordância com a palavra mais próxima do verbo (lógica), núcleo do sujeito composto.

Dessas afirmações, somente
a) I está correta.
b) II está correta.
c) I e II estão corretas.
d) I e III estão corretas.
e) II e III estão corretas.



resposta:[C]

vestibular Fgv2005
tópico:Gramática

sub-grupo:Ortografia
pergunta:O advérbio "não", em uma frase do texto, é empregado de modo enfático, sem o sentido negativo que lhe é próprio.

Assinale a alternativa em que isso ocorre.
a) Na época não existia internet nem computadores, o mundo era totalmente diferente.
b) Não que eu seja contra livros, muito pelo contrário.
c) Quase metade das descobertas científicas surgiu não da lógica [...], mas da simples observação.
d) Quantas vezes não participamos de uma reunião e alguém diz "vamos parar de discutir" [...]?
e) Quantas vezes a gente simplesmente não "enxerga" a questão?



resposta:[D]

vestibular Fgv2005
tópico:Gramática

sub-grupo:Conjugação
pergunta:Ou PORÃO tudo em ordem, de forma esclarecedora.
...e seu problema nada TEM a VER com sua cabeça.

Assinale a alternativa em que os verbos derivados de "pôr", "ter" e "ver", em destaque nas frases acima, estão corretamente conjugados.
a) Não aprovaríamos o orçamento, a menos que eles se dispusessem a negociar, que se detivessem na análise do assunto e revissem os custos.
b) Quando se propuserem a ajudar-nos, não se ativerem a detalhes e reverem sua atitude, haverá acordo.
c) Os que previram seu insucesso não se ateram ao potencial do rapaz; tampouco supuseram que ele resistiria.
d) Mantiveram a justiça porque recomporam os fatos e reviram as provas.
e) O contrato será renovado se preverem problemas mas não se indisporem com os inquilinos e manterem a calma.



resposta:[A]

vestibular Fgv2005
tópico:Gramática

sub-grupo:
pergunta:Assinale a alternativa em que o sinal indicativo de crase foi empregado de acordo com a norma culta.
a) Graças à essa nova visão de ensino, o professor desenvolve atividades inovadoras.
b) De aluno dedicado à profissional reconhecido: eis aí um homem de sucesso.
c) Ele se dedica à várias espécies de pesquisa experimental.
d) É sempre à partir da experiência que se aprende?
e) O curso se destina àqueles que valorizam o saber que advém da experiência.



resposta:[E]

vestibular Fgv2005
tópico:Gramática

sub-grupo:Vocabulário
pergunta:"Rebeldes" tem como antônimo "dóceis"; "tiranos" tem como sinônimo "autocratas". Assinale a alternativa em que o par de antônimos e o de sinônimos, nesta ordem, está correto.
a) Vangloriavam e orgulhavam; heresia e ateísmo.
b) Perpétuo e efêmero; súditos e vassalos.
c) Líder e ideólogo; engrenam e engatam.
d) Ônus e compromisso; esmigalha e esfacela.
e) Dilemas e certezas; insuflar e esvaziar.



resposta:[B]