Questões de Interpretação de texto - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|
 

Questões Interpretação de texto

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Observe o fragmento a seguir.
Como na TV impera a lógica da maior audiência, a fortaleza ameaçada vê-se diante do dilema

A relação estabelecida pela conjunção COMO é igual à do fragmento em:
a) O padrão de qualidade dos programas exibidos pelas emissoras de TV nunca foi tão questionado pelos críticos como está sendo agora.
b) Como indicam as pesquisas, os programas apelativos têm conseguido aumentar a audiência de algumas emissoras de TV.
c) A atual programação da televisão brasileira vem desagradando não só aos críticos como também à classe média.
d) Como as emissoras de TV estão investindo cada vez mais em programas apelativos, a televisão brasileira vem perdendo seu padrão de qualidade.




resposta:[D]

vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Para representar o objeto amado, o eu-lírico vale-se, PRINCIPALMENTE, de recursos
a) morfológicos.
b) fonológicos.
c) sintáticos.
d) semânticos.




resposta:[D]

vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:No poema, representa-se o objeto amado de maneira
a) idealizada.
b) sarcástica.
c) fatalista.
d) ingênua.




resposta:[A]

vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:A forma de monólogo assumida pelo texto
a) permite a organização não-linear da história.
b) confere mais dramaticidade ao relato.
c) contribui para a onisciência do narrador.
d) provoca resposta imprevista do sargento.




resposta:[B]

vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Sobre o tempo e o espaço, pode-se afirmar:
a) Na história contada pela mulher, a protagonista se encontra no sítio e no tempo presente.
b) A mulher e o sargento encontram-se no tempo presente, mas não no sítio.
c) A mulher e o sargento encontram-se no sítio e no tempo passado.
d) Na história contada pela mulher, o sargento se encontra no tempo passado, mas não no sítio.




resposta:[B]

vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Quanto ao foco narrativo, marque a opção correta.
a) A angústia do narrador intensifica-se no último parágrafo do texto.
b) A protagonista se limita a narrar os fatos sem emitir opinião.
c) A predominância do discurso indireto livre concorre para desacelerar o ritmo das ações.
d) A protagonista oculta sua condição social através da variante lingüística utilizada.




resposta:[A]

vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Analise a tirinha a seguir, focalizando a concepção de Mafalda sobre a TV e sobre o comportamento do adulto ante a programação televisiva.

LAVADO, Joaquim Salvador (Quino). "Toda Mafalda: da primeira à última tira". Trad. por Andréa Stahel M. da Silva et al. São Paulo: Martins Fontes, 1993. p.222.


resposta:A resposta deve mostrar a questão da TV e sua influência no comportamento das pessoas, que sequer sabem falar mas já são capazes de interagir com os programas veiculados pela telinha.

vestibular Ufrn1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:O conto ME RESPONDA, SARGENTO põe em evidência hábitos e costumes do cotidiano.
Explique como a história narrada e os personagens são responsáveis pela representação desse universo.



resposta:O conto "Me Responda, Sargento" representa o universo das mulheres oprimidas que sofrem as agressões físicas de maridos bêbados e desajustados. O espancamento e os maus tratos levam a mulher a tomar a decisão: buscar ajuda na lei para se defender.

vestibular Cesgranrio2000
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Os elementos coesivos "Afinal", (ref.1) e "Em compensação", (ref.2) introduzem períodos que se relacionam à afirmação: "Eu diria que, de certa forma, eles são mais inteligentes do que os humanos." Com o uso de tais elementos, o articulista pretende, respectivamente:
a) negar o que havia dito e enumerar as vantagens de ser humano.
b) ratificar as palavras de Hamlet e refutar as declarações de Drauzio Varela.
c) ilustrar a "superioridade" dos macacos e reconhecer "vantagens" da consciência humana.
d) esclarecer a finalidade do artigo e introduzir argumentos a favor dos macacos.
e) enfatizar a "inteligência" dos macacos e enaltecer as futilidades femininas.



resposta:[C]

vestibular Cesgranrio2000
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:De acordo com os argumentos utilizados pelo autor, os macacos seriam, "de certa forma", mais inteligentes porque os humanos, entre outras atitudes, são capazes de:
a) praticar atos contra seus semelhantes.
b) menosprezar problemas graves para a sociedade.
c) criticar a atitude de outros humanos na sociedade.
d) divertir-se com a "inteligência" dos macacos.
e) acovardar-se diante de críticas inconseqüentes aos seus atos.



resposta:[A]

vestibular Cesgranrio2000
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Em "... assim a consciência (...) FAZ COVARDES DE TODOS NÓS", a parte destacada tem seu sentido ALTERADO quando substituída por:
a) torna todos nós covardes.
b) faz com que tornemos todos covardes.
c) faz com que todos nos acovardemos.
d) faz com que todos sejamos covardes.
e) transforma-nos em covardes.



resposta:[B]

vestibular Cesgranrio2000
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:"... que dançam tão desengonçadamente quanto seus criadores,"

O exemplo anterior exprime uma relação de comparação ENTRE ORAÇÕES, o que também está presente em:
a) "... 99% da nossa carga genética é exatamente igual à dos macacos."
b) "Ou, na frase de Hamlet, assim a consciência (...) faz covardes de todos nós."
c) "... eles são mais inteligentes do que os humanos."
d) "... macacos não participam de vibrantes polêmicas como Ana Paula Arósio vs. Luana Piovani,"
e) "Podemos ser covardes, mas também podemos nos divertir."



resposta:[C]