Questões de Interpretação de texto - Perguntas e Respostas Comentadas - Exercícios
questões de vestibulares
|
 

Questões Interpretação de texto

REF. Perguntas / Respostas
vestibular Ufrj1998
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:O utopista

Ele acredita que o chão é duro
Que todos os homens estão presos
Que há limites para a poesia
Que não há sorrisos nas crianças
Nem amor nas mulheres
Que só de pão vive o homem
Que não há outro mundo.

(MENDES, Murilo. MURILO MENDES: POESIA COMPLETA E PROSA. RJ: Nova Aguilar, 1994.)

No poema, o pronome pessoal "Ele" não se refere ao utopista.
Justifique a afirmação, com base na relação entre o título e o último verso do poema.



resposta:O pronome pessoal "Ele" não se refere ao utopista, já que utopista é aquele que acredita na possibilidade de um outro mundo, melhor que o existente.

vestibular Ufrj1998
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Cidade Prevista

Guardei-me para a epopéia
que jamais escreverei.
Poetas de Minas Gerais
e bardos do Alto-Araguaia,
vagos cantores tupis,
recolhei meu pobre acervo,
alongai meu sentimento.
O que eu escrevi não conta.
O que desejei é tudo.
Retomai minhas palavras,
meus bens, minha inquietação,
fazei o canto ardoroso,
cheio de antigo mistério
mas límpido e resplendente.
Cantai esse verso puro,
que se ouvirá no Amazonas,
na choça do sertanejo
e no subúrbio carioca,
no mato, na vila X,
no colégio, na oficina,
território de homens livres
que será nosso país
e será pátria de todos.
Irmãos, cantai esse mundo
que não verei, mas virá
um dia, dentro em mil anos,
talvez mais... não tenho pressa.
Um mundo enfim ordenado,
uma pátria sem fronteiras,
sem leis e regulamentos,
uma terra sem bandeiras,
sem igrejas nem quartéis,
sem dor, sem febre, sem ouro,
um jeito só de viver,
mas nesse jeito a variedade,
a multiplicidade toda
que há dentro de cada um.
Uma cidade sem portas,
de casas sem armadilha,
um país de riso e glória
como nunca houve nenhum.
Este país não é meu
nem vosso ainda, poetas.
Mas ele será um dia
o país de todo homem.

(ANDRADE, Carlos Drummond de. REUNIÃO: 10 LIVROS DE POESIA. 10 ed. RJ: José Olympio, 1980.)

Atenção - vocabulário:
bardos (verso 4) - trovadores

O confronto entre as atitudes de RUPTURA e de CONTINUIDADE é marca importante do Modernismo brasileiro.
No poema "Cidade Prevista", a articulação entre ruptura e continuidade aparece associada à preocupação metalingüística do eu-lírico.
Do trecho compreendido entre os versos 3 e 11, retire, dois versos que, em confronto, comprovem a afirmação do parágrafo imediatamente acima.



resposta:Os versos que, em confronto, comprovam a afirmação são os seguintes:
"O que eu escrevi não conta." (verso 8) e "recolhei meu pobre acervo." (verso 6)
ou
"O que eu escrevi não conta." (verso 8) e "Retomai minhas palavras." (verso 10)

vestibular Ufrj1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:O texto apresenta um tema relevante no Romantismo: a INFÂNCIA.
A abordagem desse tema é integralmente feita de acordo com o padrão romântico na literatura brasileira? Justifique a resposta, com suas palavras.



resposta:Não segue integralmente, pois, no último parágrafo, atribuem-se à infância traços negativos, que desmitificam sua imagem de passado idealizado a que se desejaria retornar.

vestibular Ufrj1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:No texto, observa-se uma nítida mudança de atitude do emissor: nos dois parágrafos iniciais, ele fala sobre São Cosme e São Damião; a partir do terceiro parágrafo, ele se dirige a São Cosme e São Damião.
No terceiro parágrafo, além do uso das aspas, identifique dois recursos gramaticais que expressam essa mudança de atitude do emissor.



resposta:Os recursos gramaticais são o vocativo, o emprego da 2 pessoa verbal e o modo imperativo.

vestibular Ufrj1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:No último parágrafo, ocorre uma personificação.
Diga qual é essa personificação, relacionando-a ao tratamento dispensado pelo texto ao tema da infância.



resposta:A personificação é "(grande e pobre e abandonado) meninão triste que é o nosso Brasil", que remete aos vários tipos de meninos brasileiros, expondo, numa síntese, os problemas apresentados pelo texto.

vestibular Ufrj1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Releia os versos 9 a 17.
A expressão "Naqueles voluptuosos tempos" (verso 13) marca uma posição do eu-lírico em relação ao passado.
Considerando essa posição do eu-lírico em relação ao passado, explique o emprego dos parênteses no verso 13.



resposta:O emprego dos parênteses revela que, no verso 13, o eu-lírico faz um comentário (ou dá uma explicação) sobre o passado, do qual se distancia.

vestibular Ufrj1999
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:"... Mas toda a deliciante angústia dos meus olhos virgens
SEGREDAVA-me
sempre:
'Quem sabe?...' " (versos 14 a 17)

"o menino
às vezes
SEGREDA-me baixinho
'Titio, quem sabe?...' " (versos 27 a 30 )

Observando o emprego dos tempos verbais nos vocábulos destacados anteriormente, explique o que é a infância na concepção do poema.



resposta:A partir do emprego dos tempos verbais, verifica-se que, na concepção do poema, a infância é um estado permanente no eu-lírico.

vestibular Ufrs1998
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Assinale a única alternativa que NÃO encontra suporte no texto.
a) Che Guevara é o maior herói romântico do século em que vivemos.
b) Che Guevara fracassou porque defendia idéias extremamente avançadas para o seu tempo.
c) A sustentação teórica, as formas de ação e o projeto econômico-social de Che não justificam sua notoriedade.
d) O desaparecimento físico de Guevara e o desaparecimento de suas idéias ocorreram em momentos diferentes.
e) Uma das características de Che Guevara era sua extrema coragem, que contrasta com características dominantes em nossa época.



resposta:[B]

vestibular Ufrs1998
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Considere as seguintes afirmações a respeito do texto.

I - Do uso do advérbio "especialmente" (ref.1) pode-se depreender que Che Guevara não é exclusivamente admirado por jovens de classe média.
II - O autor sugere que a irracionalidade do personagem Che Guevara provém de sua adesão ao "lúgubre estalinismo" (par.1).
III - O autor do texto conviveu com Che Guevara, como se pode inferir das expressões "nossa época" (par.3) e "nosso tempo" (par.3).

Quais estão corretas?
a) Apenas I
b) Apenas II
c) Apenas I e III
d) Apenas II e III
e) I, II e III



resposta:[A]

vestibular Ufrs1998
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Considere as seguintes afirmações.

I - Do texto, conclui-se que o ser humano só encontra felicidade no retorno à natureza.
II - O autor defende que os meios de comunicação deveriam explorar o anseio do homem civilizado pelo retorno à natureza.
III - Ao explicar o termo "videobucolismo" (ref.1), o autor mostra que a vida campestre, na realidade, é muito diferente do que a mostrada na tevê.
IV - O autor entende que, ao utilizarmos vestimentas ou meios de transporte próprios para a vida rural, temos a ilusão de recriar a atmosfera campestre.

Quais estão corretas?
a) Apenas I e II
b) Apenas II e III
c) Apenas III e IV
d) Apenas I, II e III
e) Apenas II, III e IV



resposta:[C]

vestibular Ufrs1998
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:A construção "essa mesma fabricação imaginária" (par.2) retoma várias expressões do parágrafo anterior. Esse NÃO é o caso de
a) o idílio da vida campestre (par.1)
b) o videobucolismo (par.1)
c) esse gênero de fantasia (par.1)
d) Chinelos, cigarros, margarinas e cartões de crédito (par.1)
e) os cenários de praias vazias, fazendas inocentes e montanhas íngremes (par.1)



resposta:[D]

vestibular Ufrs1998
tópico:Interpretação de texto

sub-grupo:
pergunta:Considere as seguintes informações sobre o texto.

I - Segundo o próprio autor do texto, a revista tem como único objetivo tornar o eleitor mais informado acerca da história dos índios brasileiros.
II - Este texto introduz um artigo jornalístico sobre o canibalismo entre índios brasileiros.
III - Um dos principais assuntos do texto é a história da arte do Brasil.

Quais estão corretas?
a) Apenas I
b) Apenas II
c) Apenas III
d) Apenas I e III
e) Apenas II e III



resposta:[B]