Banco de dados de questões sobre Modernismo
questões de vestibulares
|
 

Questões Modernismo

REF. Pergunta/Resposta
origem:Fuvest
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:"Será que eu enriqueceria este relato se usasse alguns difíceis termos técnicos? Mas aí que está: esta história não tem nenhuma técnica, nem de estilo, ela é ao deus-dará. Eu que também não mancharia por nada deste mundo com palavras brilhantes e falsas uma vida parca como a da datilógrafa."
(CLARICE LISPECTOR, "A Hora da Estrela")

Em "A Hora da Estrela", o narrador questiona-se quanto ao modo e, até, à possibilidade de narrar a história. De acordo com o trecho acima, isso deriva do fato de ser ele um narrador
a) iniciante, que não domina as técnicas necessárias ao relato literário.
b) pós-moderno, para quem as preocupações de estilo são ultrapassadas.
c) impessoal, que aspira a um grau de objetividade máxima no relato.
d) objetivista, que se preocupa apenas com a precisão técnica do relato.
e) autocrítico, que percebe a inadequação de um estilo sofisticado para narrar a vida popular.




resposta:[E]

origem:Fuvest
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Em determinada época, o romance brasileiro "procurou (...) enraizar fortemente as suas histórias e os seus personagens em espaços e tempos bem circunscritos, extraindo de situações culturais típicas a sua visão do Brasil."
( Alfredo Bosi )

Esta afirmação aplica-se a
a) Vidas Secas e Fogo Morto.
b) Macunaíma e A Hora da Estrela.
c) A Hora da Estrela e Serafim Ponte Grande.
d) Fogo Morto e Serafim Ponte Grande.
e) Vidas Secas e Macunaíma.




resposta:[A]

origem:Fuvest
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:O ÚLTIMO POEMA
Assim eu quereria o meu último poema
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples
[ e menos intencionais
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas
Que tivesse a beleza das flores quase sem perfume
A pureza da chama em que se consomem os
[ diamantes mais límpidos
A paixão dos suicidas que se matam sem
[ explicação.
(MANUEL BANDEIRA, 'Libertinagem')

Neste texto, ao indicar as qualidades que deseja para o "último poema", o poeta retoma dois temas centrais de sua poesia. Um deles é a valorização da simplicidade; o outro é:
a) a verificação da inutilidade da poesia diante da morte.
b) a coincidência da morte com o máximo de intensidade vital.
c) a capacidade, própria da poesia, de eliminar a dor.
d) a autodestruição da poesia em um meio hostil à arte.
e) a aspiração a uma poesia pura e lapidar, afastada da vida.




resposta:[B]

origem:Fuvest
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Madrigal tão engraçadinho
Teresa, você é a coisa mais bonita que eu vi até hoje na minha vida, inclusive o porquinho-da-índia que me deram quando eu tinha seis anos.

Esse poema, de 'Libertinagem', de Manuel Bandeira, contém os títulos de outros dois poemas famosos do mesmo livro.
a) Quais são eles?
b) Qual é o tema comum aos três textos?




resposta:a) "Teresa" e "Porquinho-da-Índia".

b) O deslumbramento diante das suas experiências afetivas.

origem:Unicamp
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Leia o seguinte trecho, extraído do prólogo do livro A CONFISSÃO DE LÚCIO:

"Cumpridos dez anos de prisão por um crime que não pratiquei e do qual, entanto, nunca me defendi, (...) eu venho fazer enfim minha confissão: isto é, demonstrar a minha inocência."

a) A afirmação de Lúcio, segundo a qual fará a confissão que comprova a sua inocência no assassinato de Ricardo de Loureiro, aproxima a sua narrativa de um tipo de novela, ou romance, bastante popular já no começo do século e que conserva ainda hoje a popularidade. Que tipo de narrativa é essa?
b) O que o leitor espera saber, ao terminar de ler um romance desse tipo?
c) A confissão feita por Lúcio corresponde a essa expectativa do leitor? Justifique a sua resposta.




resposta:a) Policial.

b) O desvendamento do mistério de um crime.

c) Sim, pois é desvendado o processo que culminou a morte de Ricardo de Loureiro.

origem:Fuvest
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:O verso "Só se estivesse alienado", que funciona como um refrão no "Romance LXXIII ou da inconformada Marília", registra a reação desta personagem do "Romanceiro da Inconfidência" à informação de que:
a) seu amado, o inconfidente e poeta Cláudio Manuel da Costa, se suicidara na prisão.
b) seu primo-irmão, o inconfidente Joaquim Silvério dos Reis, traíra os companheiros de conjura, delatando-os.
c) seu noivo, o poeta e inconfidente Tomás Antônio Gonzaga, se casara em África.
d) seu prometido, o árcade e inconfidente Dirceu, se suicidara na prisão.
e) seu companheiro na Inconfidência, o alferes Tiradentes, assumira sozinho toda a culpa da conjuração.




resposta:[C]

origem:Ita
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:a) O tema poderia ser tomado pelo Realismo.
b) Para pertencer ao Naturalismo há comiseração demais no poema.
c) Para ser de Castro Alves falta arrebatamento, revolta.
d) A religiosidade ('procurando o céu' - v.11) condiz mais com o Modernismo que com o Simbolismo.
e) O título "Litania" (ladainha) revela o lado místico.




resposta:[D]

origem:Ita
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Indique a alternativa em que há erro quanto ao proposto:

'A literatura brasileira tem assunto que se repete em obras diversas':

a) Vida na cidade: 'Casa de Pensão' e 'Senhora'.
b) Ciclo da cana-de-açúcar: 'Usina' e 'Bangüê'.
c) Vida ligada ao cacau: 'Sagarana' e 'A Bagaceira'.
d) Problemática social: 'Os Sertões' e 'Canaã'.
e) O herói picaresco: 'Memórias de um Sargento de Milícias' e 'O Grande Mentecapto'.




resposta:[C]

origem:Ita
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Assinale a proposição incorreta.
a) Monteiro Lobato faz retratos pitorescos, fortes e irônicos do homem do campo.
b) Mário de Andrade não foi além dos limites paulistanos.
c) Oswald de Andrade, poeta e prosador, quis destruir para construir.
d) Vinícius de Moraes escreveu desde o soneto camoniano até letras de canções de sabor popular.
e) Clarice Lispector vai além do regionalismo, além do realismo do mundo físico.




resposta:[B]

origem:Pucsp
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Em 1945 Carlos Drummond de Andrade escreveu A ROSA DO POVO, da qual o fragmento apresentado faz parte. Nela podemos verificar que:
a) uma análise do comportamento humano, na relação cidade e campo.
b) apenas uma teoria de sua própria produção poética.
c) uma reflexão sobre os valores teológicos e metafísicos do homem contemporâneo.
d) uma predileção por temas eróticos e sensuais.
e) uma temática social e política e uma denúncia das dilacerações do mundo.




resposta:[E]

origem:Fuvest
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:"(...) No fundo o imponente castelo. No primeiro plano a íngreme ladeira que conduz ao castelo. Descendo a ladeira numa disparada louca o fogoso ginete. Montado no ginete o apaixonado caçula do castelão inimigo de capacete prateado com plumas brancas. E atravessada no ginete a formosa donzela desmaiada entregando ao vento os cabelos cor de carambola."
[A. DE ALCÂNTARA MACHADO, 'Carmela']

"(...) Íamos, se não me engano, pela rua das Mangueiras, quando voltando-nos, vimos um carro elegante que levavam a trote largo dois fogosos cavalos. Uma encantadora menina, sentada ao lado de uma senhora idosa, se recostava preguiçosamente sobre o macio estofo e deixava pender pela cobertura derreada do carro a mão pequena que brincava com um leque de penas escarlates."
[JOSÉ DE ALENCAR, ' Lucíola']

Nesses excertos, observa-se que a maioria dos substantivos são modificados por adjetivos ou expressões equivalentes. Comparando os dois textos,
a) aponte em cada um deles o efeito produzido por tal recurso lingüístico;
b) Justifique sua resposta.




resposta:a) No primeiro texto o efeito é cômico; no segundo, aumenta a expressividade da descrição.
b) Alcântara Machado é modernista e satiriza o romance romântico, enquanto Alencar é escritor romântico.

origem:Fuvest
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:"Numa das voltas olhando para trás, viu a montanha curvada, com o sol lhe mordendo as ilhargas. Era Loge, deus do incêndio... As montanhas desembestavam assustadas, grinpando os itatins com gestos de socorro, contorcidas. Loge perseguia as medrosas, lambido de chamas, trinando. Fraulein escutou um xilofone, o tema conhecido. E o encantamento do fogo principiou para Brunilda."

No trecho acima, aparecem traços de estilo e composição muito característicos da corrente estética da modernidade que, reconhecidamente, mais influenciou na feitura de "Amar, verbo intransitivo".
a) Qual é essa corrente estética?
b) Identifique duas características dessa corrente presentes no texto acima, indicando exemplos.




resposta:a) Expressionismo.

b) Descrição levando em conta associações subjetivas ("E o encantamento do fogo principiou para Brunilda").
Natureza em sofrimento ("o sol lhe mordendo as ilhargas").

 


Próxima Página »

Página 1 de 73