Banco de dados de questões do vestibular Cesgranrio
questões de vestibulares
|
 

Questões Cesgranrio

REF. Pergunta/Resposta
origem:Cesgranrio1999
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Os adjetivos aplicados a Jesus, "magoado" (v. 9) e "cansado" (v. 27), indicam que:
a) há muito barulho e arruaça em torno da igreja.
b) a romaria foi extremamente longa.
c) ele sofre com a indiferença dos homens e a mesquinhez de seus pedidos.
d) o calor é muito forte e o lenho pesa-lhe demais.
e) o Senhor cansou-se dos espinhos e pedras do caminho.



resposta:
[C]

origem:Cesgranrio1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:O poema "Romaria" insere-se no livro ALGUMA POESIA, que Drummond publicou em 1930. Esta data marca, no Modernismo, o início de uma fase caracterizada pela(o):
a) Era Vargas, com uma literatura mais construtiva e mais politizada na prosa - José Lins do Rego, Graciliano Ramos.
b) redemocratização do país e fim do Estado Novo, com o regionalismo abordando problemas humanos universais - João Guimarães Rosa.
c) anarquia, com manifestos que rejeitavam as estruturas do passado, predominando, na poesia, o verso livre.
d) preocupação dos poetas com o policiamento da expressão e com a estética - João Cabral de Mello Neto, Ferreira Gullar.
e) nacionalismo exacerbado, com uma poesia mais voltada para as causas sociais, cultivando o rigor na rima e na métrica.



resposta:
[A]

origem:Cesgranrio1999
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Considere as afirmações a seguir:

I - Com uma preocupação formal que o aproxima dos parnasianos, o poeta simbolista adota temas como a morte e o distanciamento, fugindo do objetivismo realista.
II - O Naturalismo diferencia-se do Realismo por não apresentar uma preocupação científica e considerar que o homem é dominado pelo ambiente.
III - A natureza constitui-se em fonte temática tanto para os românticos como para os árcades. Os primeiros a vêem como refúgio acolhedor para o homem e os outros a idealizam ao extremo em paisagens pastoris.

É(São) verdadeiras(s) a(s) afirmação(ões):
a) I e III somente.
b) I e II somente.
c) III somente.
d) II somente.
e) I somente.



resposta:
[A]

origem:Cesgranrio1999
tópico:
Redacao

sub-grupo:Dissertação

pergunta:REDAÇÃO

A expansão cada vez maior da rede de informações possibilita a difusão em todo o mundo de diferentes culturas e até mesmo a imposição de modelos.
Os textos a seguir suscitam algumas reflexões sobre as influências que umas culturas exercem sobre as outras.

I
"(...) Ah, o Primeiro Mundo. Como somos recalcados, em relação ao Primeiro Mundo, como gostamos de encher a boca em relação a algo de bom do Brasil e dizer: 'É coisa de Primeiro Muuuundo!' Está certo, eles são mais adiantados e civilizados do que nós, embora às nossas custas desde o século XV. Até as principais comidas deles, sem as quais teriam morrido de fome com o aumento da população, como a batata e o milho (como ração para o gado e as galinhas deles), foram levadas do chamado Novo Mundo.(...)
Não quero dizer com isso que devamos continuar atrasados e injustos para com a maioria do povo. O que quero é contribuir um pouco para que tenhamos uma visão realista das coisas e não fiquemos babando diante de tudo de fora."
(João Ubaldo Ribeiro, O GLOBO, 02/08/98)

II
"(...) cerca de 60 mil pessoas se espremeram, no último sábado, para chacoalhar um mar de chapéus de COWBOY e fazer os inevitáveis isqueiros piscarem ao ritmo das suas baladas COUNTRY em arena de rodeios de Barreto, cidade a 438 quilômetros da capital paulista. O rei do gênero nos EUA, Garth Brooks, não imaginava que no Brasil, país que ele mesmo admitiu não saber onde ficava, curtiam tanto seu repertório.(...)
A vice-presidente internacional da CMT, a americana Cindy Willson, (...) descobriu que ao sul do Equador acontecia uma festa COUNTRY maior do que a maior realizada nos EUA (...). 'Fiquei surpresa e pensei que já era tempo de aproximarmos essas culturas tão similares', disse ela (...)."
(JORNAL DO BRASIL, 29/08/98)

III
"( ... ) para se construir um certo mundo tens que ter contribuição de alguém de outro mundo. A construção deste universo que é a identidade moçambicana, que está sendo forjada ainda, nasce por coisas que são próprias, são da raiz, mas nasce também desta intervenção dos de outro mundo, neste caso está o Brasil, mas poderiam ser os Angolanos, por exemplo, que nos ajudam a criar estas zonas de fronteira, saber o que é próprio e o que é alheio. Não podemos esquecer que hoje as novelas que se vêem em Moçambique são brasileiras e por esta via nos chega uma língua portuguesa já remanejada a partir do Brasil."
(Entrevista do escritor moçambicano Mia Couto ao JORNAL DO BRASIL - 29/08/98)


Com base nos texto lidos, redija um texto dissertativo em que você se posicione a respeito de:

COMO SERÁ POSSÍVEL AS DIFERENTES CULTURAS MANTEREM SUA IDENTIDADE?

Não esqueça de apresentar argumentos coerentes que justifiquem sua opinião.

O SEU TEXTO DEVERÁ TER CERCA DE 25 LINHAS, APRESENTAR UM TÍTULO E SER ESCRITO A TINTA.



resposta:
Dissertação

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Redacao

sub-grupo:Dissertação

pergunta:REDAÇÃO

O humor é a capacidade de perceber, apreciar ou expressar o que é cômico ou divertido.


Uma das manifestações de humor é a CHARGE, um desenho caricatural que satiriza situações atuais ou fatos específicos, em geral de caráter político e que são do conhecimento público.

Assim como as charges, outras linguagens - piadas, programas de televisão - tratam com humor questões sérias, por vezes tiradas do lado amargo da vida.

Essas manifestações cômicas são válidas por denunciar os problemas à sociedade?
OU
Pelo fato de divertirem, tornariam esses problemas banais, fazendo-os cair no esquecimento?

Reflita sobre estas questões e se posicione, redigindo um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, de, aproximadamente, 25 linhas, de preferência a tinta azul ou preta. Dê um título à sua Redação.


resposta:
Dissertação.

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Os elementos coesivos "Afinal", (ref.1) e "Em compensação", (ref.2) introduzem períodos que se relacionam à afirmação: "Eu diria que, de certa forma, eles são mais inteligentes do que os humanos." Com o uso de tais elementos, o articulista pretende, respectivamente:
a) negar o que havia dito e enumerar as vantagens de ser humano.
b) ratificar as palavras de Hamlet e refutar as declarações de Drauzio Varela.
c) ilustrar a "superioridade" dos macacos e reconhecer "vantagens" da consciência humana.
d) esclarecer a finalidade do artigo e introduzir argumentos a favor dos macacos.
e) enfatizar a "inteligência" dos macacos e enaltecer as futilidades femininas.



resposta:
[C]

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:De acordo com os argumentos utilizados pelo autor, os macacos seriam, "de certa forma", mais inteligentes porque os humanos, entre outras atitudes, são capazes de:
a) praticar atos contra seus semelhantes.
b) menosprezar problemas graves para a sociedade.
c) criticar a atitude de outros humanos na sociedade.
d) divertir-se com a "inteligência" dos macacos.
e) acovardar-se diante de críticas inconseqüentes aos seus atos.



resposta:
[A]

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Em "... assim a consciência (...) FAZ COVARDES DE TODOS NÓS", a parte destacada tem seu sentido ALTERADO quando substituída por:
a) torna todos nós covardes.
b) faz com que tornemos todos covardes.
c) faz com que todos nos acovardemos.
d) faz com que todos sejamos covardes.
e) transforma-nos em covardes.



resposta:
[B]

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:"... que dançam tão desengonçadamente quanto seus criadores,"

O exemplo anterior exprime uma relação de comparação ENTRE ORAÇÕES, o que também está presente em:
a) "... 99% da nossa carga genética é exatamente igual à dos macacos."
b) "Ou, na frase de Hamlet, assim a consciência (...) faz covardes de todos nós."
c) "... eles são mais inteligentes do que os humanos."
d) "... macacos não participam de vibrantes polêmicas como Ana Paula Arósio vs. Luana Piovani,"
e) "Podemos ser covardes, mas também podemos nos divertir."



resposta:
[C]

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:"Não me importa a palavra, esta corriqueira." (v.1) No contexto do poema, CORRIQUEIRA pode ser entendida como:
a) fugaz.
b) ligeira.
c) fugidia.
d) trivial.
e) veloz.



resposta:
[D]

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:"Quero é o esplêndido caos de onde emerge a sintaxe," (v.2) A alusão à sintaxe, no poema, está associada:
a) ao significado das palavras que compõem o poema.
b) ao estudo do sistema de sons da língua, no texto.
c) aos elementos de formação de cada palavra do texto.
d) à informação que o texto pretende transmitir.
e) às inter-relações entre as palavras que compõem o texto.



resposta:
[E]

origem:Cesgranrio2000
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Os versos "Não me importa a palavra esta corriqueira." (v. 1) e "A palavra é disfarce de uma coisa mais grave, surda-muda,/ foi inventada para ser calada" (v. 8-9) demonstram:
a) a busca do que pode ser dito através da linguagem-verbal.
b) a intenção clara, no poema, de definir o vocábulo "palavra".
c) o elemento lexical como o único responsável pela construção de um poema.
d) os diferentes recursos de que a poesia dispõe para disfarçar a palavra.
e) os significados que a palavra assume, nas diferentes partes do poema.



resposta:
[A]