Banco de dados de questões do vestibular Uff
questões de vestibulares
|
 

Questões Uff

REF. Pergunta/Resposta
origem:Uff2000
tópico:
comunicacao

sub-grupo:

pergunta:A coesão referencial pode ser realizada por meio de formas cujo lexema (radical) forneça instrução de sentido que represente uma interpretação de partes antecedentes do texto.
Exemplo: Imagina-se que, no futuro, haverá aumento das tensões urbanas. ESSA HIPÓTESE tem preocupado os cientistas sociais.
Transcreva, do texto III, apenas a expressão que, na coesão referencial, exerce papel semelhante à do trecho destacado no exemplo acima.



resposta:
"esses problemas ..." (par.2)

origem:Uff2000
tópico:
Gramatica

sub-grupo:

pergunta:Reescreva o seguinte fragmento do texto III, transformando a oração reduzida em outra iniciada por conectivo, conservando o mesmo valor sintático da oração e fazendo apenas as alterações necessárias:

Será necessário coordenar ações locais e iniciativas conjuntas entre as cidades de uma mesma região. (ref.1 - par.3)



resposta:
Será necessário que se coordenem ações locais e iniciativas conjuntas entre as cidades de uma mesma região.
Será necessário que sejam coordenadas ações locais e iniciativas conjuntas entre as cidades de uma mesma região.
Será necessário que coordenem ações locais e iniciativas conjuntas entre cidades de uma mesma região.

origem:Uff2001
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Os dois referenciais literários definidores de nossa identidade, de acordo com o texto seriam:
a) o produto de Gilberto Freyre e a casa-grande e senzala;
b) a linha horizontal de um ângulo reto e a hipotenusa fechando o triângulo;
c) o homem miscigenado e o herói sem nenhum caráter;
d) o homem de Guimarães Rosa e a mulher que se faz passar por jagunço;
e) os valores culturais e a formação racial.



resposta:
[C]

origem:Uff2001
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Assinale a opção que apresenta a afirmativa adequada sobre a relação entre o brasileiro de Guimarães Rosa, de Gilberto Freyre e de Mário de Andrade explicitada no texto.

a) O homem de Guimarães Rosa, por ser um refugo da casa-grande e da senzala, tomou sua própria vereda, afastando-se do convívio social apontado por Gilberto Freyre e Mário de Andrade.
b) O brasileiro de Guimarães Rosa se opõe ao de Freyre por não ter lugar nem na casa-grande, nem na senzala e se aproxima de Macunaíma por sua indefinição na escala de valores culturais.
c) O homem de Gilberto Freyre e de Mário de Andrade não apresenta nenhuma oposição à concepção do brasileiro de Guimarães Rosa, apesar do ressentimento social que o caracteriza.
d) O homem de Guimarães Rosa, por ser sobretudo uma criação verbal, torna-se um refugo da casa-grande e da senzala, e uma antítese do brasileiro de Mário de Andrade.
e) O brasileiro de Guimarães Rosa se aproxima do de Freyre por sua exclusão social e se distancia de Macunaíma por não ter definição na escala de valores culturais.



resposta:
[B]

origem:Uff2001
tópico:
Gramatica

sub-grupo:

pergunta:Os diversos tipos de relação sintática entre orações podem ser estabelecidos sem conectivo explícito, através das formas de infinitivo, gerúndio ou particípio, como vemos no seguinte exemplo:

"TOMANDO Gilberto Freyre como a linha vertical e Mário de Andrade como a linha horizontal de um ângulo reto, teríamos Guimarães Rosa como a hipotenusa fechando o triângulo." (par.5)

Reconheça o tipo de relação sintática expressa pelo gerúndio destacado no período acima.
a) conclusão
b) temporalidade
c) condicionalidade
d) mediação
e) conformidade



resposta:
[C]

origem:Uff2001
tópico:
Gramatica

sub-grupo:Ortografia

pergunta:Assinale a opção em que o pronome em destaque recebe uma referência a elemento anteriormente expresso no texto:
a) "mas foi A que me veio na hora - e acho que fui entendido." (par.5)
b) "De um lado, o produto DAQUILO que Gilberto Freyre chamou de casa-grande e senzala," (par.1)
c) "De outro, o Macunaíma, herói sem NENHUMA definição, ou sem nenhum caráter" (par.1)
d) "Um rapaz da platéia me perguntou onde ficaria o homem de Guimarães Rosa - OUTRA coordenada que nos ajuda a definir o brasileiro". (par.2)
e) "Acompanho com assombro O que andam dizendo sobre os primeiros 500 anos do brasileiro." (par.1)



resposta:
[A]

origem:Uff2001
tópico:
Gramatica

sub-grupo:

pergunta:"É um refugo consciente da casa-grande e da senzala, o opositor de uma e de outra, criando a sua própria vereda mas sem esquecer o ressentimento social DO QUAL se afastou e CONTRA O QUAL procura lutar". (par.3)

A variação no emprego da preposição com o pronome O QUAL, no fragmento acima, deve-se a um fato lingüístico de:
a) aspecto verbal
b) sintaxe de regência
c) flexão nominal
d) sintaxe de concordância
e) flexão verbal



resposta:
[B]

origem:Uff2001
tópico:
Gramatica

sub-grupo:

pergunta:"Fomos e seremos assim, em nossa essência, EMBORA as circunstâncias mudem e nós mudemos com elas." (par.2)

Assinale a opção em que, ao reescrever-se o fragmento acima, substituiu-se o conectivo destacado por outro de valor condicional, fazendo-se alterações aceitáveis.
a) Fomos e seremos assim em nossa essência, porque as circunstâncias mudaram e nós mudamos com elas.
b) Fomos e seremos assim em nossa essência, enquanto as circunstâncias mudarem e nós mudarmos com elas.
c) Éramos e somos assim em nossa essência, à medida que as circunstâncias mudaram e nós mudamos com elas.
d) Teríamos sido e seríamos assim em nossa essência, se as circunstâncias mudassem e nós mudássemos com elas.
e) Temos sido e somos assim em nossa essência, conforme as circunstâncias têm mudado e nós temos mudado com elas.



resposta:
[D]

origem:Uff2001
tópico:
Literatura

sub-grupo:Romantismo

pergunta:As estrofes abaixo, partes do poema "Canção do Tamoio" representam um momento da literatura brasileira em que se buscou, através do sentimento nativista, inspiração em elementos nacionais, especialmente nos índios e em sua civilização.

Não chores, meu filho;
Não chores, que a vida
É luta renhida:
Viver é lutar.
A vida é combate,
Que os fracos abate,
Que os fortes, os bravos,
Só pode exaltar.

Um dia vivemos!
O homem que é forte
Não teme da morte;
Só teme fugir;
No arco que entesa
Tem certa uma presa,
Quer seja tapuia,
Condor ou tapir.

E pois que és meu filho,
Meus brios reveste;
Tamoio nasceste,
Valente serás.
Sê duro guerreiro
Robusto, fragueiro,
Brasão dos tamoios
Na guerra e na paz.

As armas ensaia,
Penetra na vida:
Pesada ou querida,
Viver é lutar.
Se o duro combate
Os fracos abate,
Aos fortes, aos bravos,
Só pode exaltar.

GONÇALVES Dias, "Poesia Completa", Rio de Janeiro: José Aguilar Ltda., 1959, p. 372.

Identifique o momento literário a que pertence o poema "Canção do Tamoio".
a) Barroco
b) Realismo
c) Modernismo
d) Naturalismo
e) Romantismo



resposta:
[E]

origem:Uff2001
tópico:
Literatura

sub-grupo:Modernismo

pergunta:Sobre autores de nossa literatura e aspectos de sua obra é INCORRETO afirmar .

a) Mário de Andrade, escritor do Modernismo, foi um pesquisador incessante das variadas manifestações da cultura brasileira e, por seu espírito crítico, exerceu influência decisiva na renovação de nossa literatura. Estudou e escreveu também sobre folclore, música e pintura.
b) Machado de Assis, importante escritor nascido no século XIX, produziu uma obra rica em gêneros literários, destacando-se principalmente no conto e no romance, com seu poder de análise da psicologia humana. Destacam-se entre seus contos: "A Missa do Galo", "A Cartomante", "Uns Braços."
c) José de Alencar foi um escritor do século XIX, cuja vasta obra inclui romances nas linhas regionalista, urbana, indianista e histórica, além de numerosos textos sobre as relações entre a língua e a literatura nacional.
d) Álvares de Azevedo foi um poeta romântico que se destacou sobretudo na temática indianista. Exaltou principalmente o sentimento de honra e a valentia do índio. Escreveu alguns dos poemas mais conhecidos de nossa literatura, tais como: "Lira dos Vinte Anos", "Macário", "Marabá", "O Canto do Guerreiro".
e) Guimarães Rosa, importante escritor do século XX, foi um inovador em termos de linguagem. Utilizou-se de vários processos para elaborar seu texto, tais como: criação de palavras, exploração de aspectos sonoros, adaptação estética do linguajar regionalista pleno de arcaísmos. De sua obra, que expressa uma profunda visão dos problemas humanos, podem-se citar "Grande sertão: veredas," "Sagarana", "Primeiras Estórias".



resposta:
[D]

origem:Uff2001
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:"A certos respeitos, aquela vida antiga aparece-me despida de muitos encantos que lhe achei; mas é também exato que perdeu muito espinho que a fez molesta, e, de memória, conservo alguma recordação doce e feiticeira." (par. 2).

Em relação à posição do narrador, expressa no fragmento acima, conclui-se que:
a) A narrativa é feita a partir das mesmas idéias sobre si que o narrador possuía no momento mesmo em que os episódios da vida antiga ocorreram.
b) O narrador aspira a uma reconstrução textual do passado, ignorando o ponto de vista do momento em que o texto é escrito.
c) O julgamento sobre a vida antiga não é o mesmo que o narrador tinha, no tempo em que os eventos narrados ocorreram.
d) O narrador, em determinado momento de sua vida, pretende reconstruir os eventos ocorridos em seu passado, tal como ocorreram então.
e) A análise dos encantos da vida antiga parte dos mesmos pressupostos que o narrador tinha, na época em que antigamente vivia.



resposta:
[C]

origem:Uff2001
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:No fragmento "O meu FIM evidente era atar as duas pontas da vida, e restaurar na velhice a adolescência." (par. 1), pode-se substituir a palavra em destaque, sem alteração de sentido, por:
a) limite
b) momento final
c) término
d) objetivo
e) ponto extremo



resposta:
[D]