Banco de dados de questões do vestibular Unifesp
questões de vestibulares
|
 

Questões Unifesp

REF. Pergunta/Resposta
origem:Unifesp2006
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:A frase - "Se o médico não tem a informação adequada, existe a possibilidade de não fazer o tratamento correto..."

O correto entendimento da frase permite afirmar que
a) o médico deve prescindir da informação adequada para realizar o tratamento correto.
b) a informação adequada é uma das condições essenciais para a realização do tratamento correto.
c) a informação adequada é uma conseqüência da realização do tratamento correto.
d) a informação adequada inviabiliza a realização do tratamento correto.
e) o médico não considera importante a realização do tratamento correto sem que haja informação adequada.



resposta:
[B]

origem:Unifesp2006
tópico:
Gramatica

sub-grupo:

pergunta:A frase - "Se o médico não tem a informação adequada, existe a possibilidade de não fazer o tratamento correto..."

Assinale a frase correta quanto à concordância.
a) Existem possibilidades de o médico não fazer o tratamento adequado, caso não tenha informações adequadas.
b) É possível que os médicos não façam o tratamento adequado, caso não tenha a informação adequada.
c) Sem que hajam informações adequadas, o médico pode não fazer o tratamento correto.
d) Como não têm as informações adequadas, existe a possibilidade de o médico não fazer o tratamento correto.
e) Vislumbra-se possibilidades de os médicos não fazer o tratamento adequado, se não tiver as informações adequadas.



resposta:
[A]

origem:Unifesp2006
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:NEM MÉDICO COMPREENDE LETRA DE COLEGA

"Nem mesmo os médicos conseguem, muitas vezes, entender o diagnóstico escrito pelos colegas durante o atendimento a pacientes. É isso que mostra uma pesquisa realizada na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
O estudo comparou prontuários médicos e comprovou que a letra ilegível impede que médicos da mesma especialidade cheguem a um diagnóstico igual sobre o quadro clínico do paciente.
A pesquisa foi tese de mestrado do fisioterapeuta Maurício Merino Nunes, do Departamento de Informática em Saúde. Ele avaliou o grau de entendimento de prontuários feitos por médicos ortopedistas do grupo de joelho do Cete (Centro de Traumatologia do Esporte) da Unifesp.
O prontuário deve ser compreendido por outros profissionais para que seja possível dar continuidade ao tratamento de um paciente. "Se o médico não tem a informação adequada, existe a possibilidade de não fazer o tratamento correto", afirmou Nunes, autor da tese. A legibilidade dos prontuários médicos é exigida no código de ética da profissão.
A ilegibilidade da letra do médico pode acarretar uma advertência ao profissional. A necessidade de o prontuário ser compreensível faz parte do Código de Ética Médica e de uma resolução do Conselho Federal de Medicina."
("Folha de S.Paulo", 09.07.2005. Adaptado.)

Analisando a questão da legibilidade do que se escreve, é correto afirmar que
a) o poeta e os médicos muito pouco se importam com o registro de sua forma de expressão, pois o que lhes interessa é a produção livre dos textos, sem nenhum tipo de imposição social.
b) o poeta vê a escrita ruim como uma maneira de expor a realidade das pessoas menos favorecidas socialmente, e os médicos entendem a escrita ilegível como uma forma de disfarçar essa realidade.
c) poeta e médicos entendem que o principal é comunicar; a caligrafia é um dos aspectos do processo e, embora importante, não é o principal do ponto de vista da interlocução efetiva.
d) tanto o poeta quanto os médicos vêem na letra mal feita uma forma de se destacarem socialmente em relação às outras pessoas, tornando-se, portanto, singulares no meio em que vivem.
e) o poeta e os médicos têm motivações diferentes para a escrita ruim, pois, para estes, ela não tem uma justificativa, a não ser pela tradição; já para aquele, ela mostra a realidade vivida pelas pessoas menos favorecidas socialmente.



resposta:
[E]

origem:Unifesp2006
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Considere as afirmações:

I. O poeta afirma que o samba é uma forma de agradecimento ao doutor José Aparecido, pelo que este lhe fez. Por não haver referências a uma eventual cobrança do dinheiro, vê-se que se trata de um autêntico gesto de solidariedade.
II. A insistência do poeta em falar sobre sua vida, descrevendo-a muito positivamente, é uma tentativa de sobrepor-se ao doutor José Aparecido, que lhe é socialmente superior.
III. É flagrante a diferença que o poeta dá ao tratamento a Gervásio e José Aparecido: o primeiro é displicentemente chamado de seu Gervásio; o segundo, respeitosamente, de doutor José Aparecido.

Está correto apenas o que se afirma em
a) I.
b) II.
c) III.
d) I e II.
e) I e III.



resposta:
[A]

origem:Unifesp2006
tópico:
Interpretacao

sub-grupo:

pergunta:Em "Casei, comprei uma casinha lá no Ermelindo", o diminutivo no substantivo expressa, além de tamanho e carinho, o sentido de
a) penúria.
b) humilhação.
c) simplicidade.
d) pobreza.
e) ironia.



resposta:
[C]

origem:Unifesp2006
tópico:
Gramatica

sub-grupo:Conjugação

pergunta:A expressão "vide verso" significa "ver no verso". Se optasse pela forma verbal conjugada e mantivesse a forma de tratamento que dá ao doutor José Aparecido, o poeta escreveria
a) Vê no verso meu endereço, aparece quando quiser.
b) Vejas no verso meu endereço, aparece quando quiser.
c) Vês no verso meu endereço, apareça quando quiser.
d) Vejai no verso meu endereço, aparecei quando quiser.
e) Veja no verso meu endereço, apareça quando quiser.



resposta:
[E]

origem:Unifesp2006
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Nos versos, apresenta-se uma concepção de arte baseada ___________ , própria dos poetas __________ .

Na frase, os espaços devem ser preenchidos por
a) na expressão dos sentimentos ... românticos.
b) na sugestão de sons e imagens ... parnasianos.
c) na contestação dos valores sociais ... simbolistas.
d) no extremo rigor formal ... parnasianos.
e) na expressão dos conflitos humanos ... simbolistas.



resposta:
[D]

origem:Unifesp2006
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Os versos denunciam
a) vocabulário simples e pouca preocupação com as qualidades técnicas do poema, já que as sugestões sonoras não estão neles presentes.
b) emoção expressa racionalmente, embora seja bastante evidente o caráter subjetivo na construção das imagens.
c) a busca da perfeição na expressão, visando ao universalismo, como exemplificam os termos Beleza e Verdade, grafados com maiúsculas.
d) o afastamento da realidade social, decorrente de uma visão idealizada do mundo, descrito por metáforas pouco objetivas.
e) a forma de expressão pouco idealizada, resultante de uma concepção de mundo marcada pela complexidade que, nos versos, se manifesta em vocabulário seleto.



resposta:
[C]

origem:Unifesp2006
tópico:
Literatura

sub-grupo:Contemporânea

pergunta:Considere as afirmações sobre o que diz o narrador do texto de Sabino:

I. O mistério a que ele se refere decorre de uma narrativa ambígua, na qual há uma constante oscilação entre a possibilidade - ou não - de Capitu ter cometido o adultério.
II. No romance a que ele se refere, o triângulo amoroso é formado por Capitu, Escobar e Quincas Borba.
III. A sua frase final denuncia-o convicto de que Capitu não traiu o marido.

Está correto o que se afirma apenas em
a) I.
b) II.
c) I e II.
d) I e III.
e) II e III.



resposta:
[A]

origem:Unifesp2006
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:"Tinha-me lembrado a definição que José Dias dera deles, "olhos de cigana oblíqua e dissimulada". Eu não sabia o que era oblíqua, mas dissimulada sabia, e queria ver se se podiam chamar assim. Capitu deixou-se fitar e examinar. Só me perguntava o que era, se nunca os vira; eu nada achei extraordinário; a cor e a doçura eram minhas conhecidas. A demora da contemplação creio que lhe deu outra idéia do meu intento; imaginou que era um pretexto para mirá-los mais de perto, com os meus olhos longos, constantes, enfiados neles, e a isto atribuo que entrassem a ficar crescidos, crescidos e sombrios, com tal expressão que...
Retórica dos namorados, dá-me uma comparação exata e poética para dizer o que foram aqueles olhos de Capitu. Não me acode imagem capaz de dizer, sem quebra da dignidade do estilo, o que eles foram e me fizeram. Olhos de ressaca? Vá, de ressaca. É o que me dá idéia daquela feição nova. Traziam não sei que fluido misterioso e enérgico, uma força que arrastava para dentro, como a vaga que se retira da praia, nos dias de ressaca."
(Machado de Assis, "Dom Casmurro".)

No texto de Sabino, o narrador questiona a traição de Capitu. Lendo o texto de Machado, pode-se entender que esse questionamento decorre de
a) os fatos serem narrados pela visão de uma personagem, no caso, o narrador em primeira pessoa, que fornece ao leitor o perfil psicológico de Capitu.
b) a personagem ser vista por José Dias como "oblíqua e dissimulada", o que gerou mal-estar no apaixonado de Capitu, deixando de vê-la como uma mulher de encantos.
c) a apresentação da personagem Capitu ser feita no romance de maneira muito objetiva, sem expressão dos sentimentos que a vinculavam ao homem que a amava.
d) os aspectos psicológicos de Capitu serem apresentados apenas pelos comentários de José Dias, o que lhe torna a caracterização muito subjetiva.
e) o amado de Capitu não conseguir enxergar nela características mais precisas e menos misteriosas, o que o faz descrevê-la de forma bastante idealizada.



resposta:
[A]

origem:Unifesp2006
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Ao afirmar que Capitu tinha olhos de "cigana oblíqua", José Dias a vê como uma mulher
a) irresistível.
b) inconveniente.
c) compreensiva.
d) evasiva.
e) irônica.



resposta:
[D]

origem:Unifesp2006
tópico:
Literatura

sub-grupo:Realismo/Naturalismo/Parnasianismo

pergunta:Para o narrador, os olhos de Capitu eram "olhos de ressaca, como a vaga que se retira da praia, nos dias de ressaca".

Entende-se, então, que ele
a) começava a nutrir sentimento de repulsa em relação a ela, como está sugerido em [seus olhos] "entrassem a ficar crescidos, crescidos e sombrios, com tal expressão que..."
b) se sentia fortemente atraído por ela, como comprova o trecho: "Traziam não sei que fluido misterioso e enérgico, uma força que arrastava para dentro..."
c) passou a desconfiar da sinceridade dela, como está exposto em: "mas dissimulada sabia, e queria ver se se podiam chamar assim."
d) começava a vê-la como uma mulher comum, sem atrativos especiais, como demonstra o trecho: "eu nada achei extraordinário..."
e) deixava de vê-la como uma mulher enigmática, como está sugerido em: "Olhos de ressaca? Vá, de ressaca. É o que me dá idéia daquela feição nova."



resposta:
[B]