Exercícios mais comentados do banco de dados de questões de biologia
questões de vestibulares
|
 

Exercícios mais comentados

REF. Pergunta/Resposta
vestibular:Fatec
tópico:Citologia

sub-grupo:Eucariontes e Procariontes
pergunta:Os protistas são seres vivos que podem ser encontrados em toda parte, na terra e na água, assim como no interior de outros organismos, onde atuam como parasitas ou simbiontes. Sobre eles são feitas as afirmações a seguir:
I. Cada protista consiste de uma única célula procariótica, na qual o material hereditário se encontra mergulhado diretamente no líquido citoplasmático.
II. Algumas formas parasíticas de protistas provocam doenças bastante conhecidas, como malária, febre amarela e tétano.
III. O Reino Protista engloba seres vivos exclusivamente heterótrofos, pluricelulares, que se alimentam por absorção de nutrientes do meio.
IV. As bactérias e muitos protistas atuam na digestão da celulose no interior do trato digestivo dos animais ruminantes, como cabras, bois, carneiros, veados e girafas.

Dentre essas afirmações, somente
a) I e II estão corretas.
b) I e III estão corretas.
c) II e III estão corretas.
d) III e IV estão corretas.
e) IV está correta.

resposta:E

vestibular:Ufrj
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:Na membrana citoplasmática existe uma proteína que faz o transporte ativo (com gasto de ATP) de Na® para fora da célula.
Outro tipo de proteína da membrana funciona como uma espécie de portão que pode abrir ou fechar, permitindo ou não a passagem do Na®. Com o portão fechado, o Na® acumula-se do lado de fora da célula, o que aumenta a pressão osmótica externa, compensando a grande concentração de soluto orgânico no citoplasma. Isso evita a entrada excessiva de água por osmose.

a) Que estrutura celular torna menos importante essa função de equilíbrio osmótico do Na® nas células vegetais? Justifique sua resposta.

b) Entre as duas proteínas descritas, qual delas permite o movimento do Na® a favor do seu gradiente de concentração? Justifique.

resposta:a) A parede celular de celulose. A elasticidade da celulose faz com que ela, quando distendida pela entrada de água, exerça uma pressão no sentido contrário, bombeando a água para fora - pressão de turgência. Quando essa pressão iguala a pressão osmótica, a água pára de entrar.

b) A proteína do portão de Na®. Como o Na® acumula-se do lado extra-celular, a abertura desse portão permite a difusão do Na® para o compartimento intracelular.

vestibular:Fuvest
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:A pepsina é uma enzima digestiva cuja velocidade de reação é influenciada tanto pelo pH quanto pela temperatura do meio. Fixada a temperatura, a velocidade de reação varia com o pH como mostrado no gráfico a seguir.
a) Planejou-se um experimento para verificar qual a temperatura que determina a velocidade máxima da reação. Cinco tubos de ensaio contendo pepsina e um substrato adequado são colocados em diferentes temperaturas. Complete a tabela I, indicando o valor do pH que deve ser usado em cada um dos tubos.
b) Nas colunas A, B e C da tabela II são apresentados três conjuntos de resultados. Nas coordenadas a seguir, construa o gráfico correspondente à coluna de resultados corretos, relacionando a porcentagem de substrato digerido com a temperatura.
c) Justifique a resposta do item anterior.

resposta:a) Observe a tabela I na figura de resolução.
b) Observe o gráfico abaixo da tabela II na figura de resolução.
c) A temperatura ótima para que a velocidade da reação enzimática seja máxima é 40°C. Abaixo ou acima do ótimo a velocidade da reação diminui.

vestibular:Ufsm
tópico:Zoologia

sub-grupo:Poriferos - Esponjas
pergunta:Nos poríferos, o mesênquima é uma massa gelatinosa, onde estão imersos elementos de sustentação, e os __________ são células de formato irregular que se movimentam por pseudópodos. Dentre outras funções, essas células participam na formação do esqueleto através dos(das) __________ e na distribuição dos nutrientes obtidos na digestão executada pelos __________.

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.

a) coanócitos - espículas - pinacócitos
b) amebócitos - pinacócitos - coanócitos
c) amebócitos - espículas - coanócitos
d) pinacócitos - amebócitos - porócitos
e) porócitos - pinacócitos - amebócitos

resposta:C

vestibular:Puccamp
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:A análise do cariótipo de exemplares de uma dada espécie revelou que o número diplóide é idêntico em ambos os sexos e que o sexo heterogamético é o feminino. Com base nesses dados, é possível dizer que o sistema de determinação do sexo nessa espécie é do tipo
a) XX : XY
b) XX : XO
c) XX : YO
d) ZZ : ZW
e) ZZ : ZO

resposta:[D]

vestibular:Ufrj
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:Alguns anfíbios possuem venenos que têm por base compostos químicos alcalóides. Os alcalóides obtidos a partir dessas espécies vêm sendo utilizados em pesquisas biomédicas, por causa de suas propriedades farmacológicas. Os cientistas acreditam que o conhecimento das relações evolutivas (filogenéticas) dos anfíbios pode auxiliar na escolha das espécies a serem estudadas na busca de novos alcalóides. A figura a seguir mostra as relações evolutivas entre cinco espécies de anfíbios. As espécies Phyllobates terribilis e Epipedobates tricolor apresentam alcalóides, enquanto a espécie Rana palmipes não possui este tipo de substância.




Identifique qual das duas espécies, A ou B, deveria ser estudada primeiro pelos cientistas na busca por alcalóides de interesse farmacológico. Justifique sua resposta.

resposta:Espécie B. As espécies P. terribilis e E. tricolor são evolutivamente mais próximas entre si, isto é, possuem um ancestral comum que não é compartilhado com R. palmipes (espécie que não apresenta veneno) nem com a espécie A. A característica de interesse (presença de veneno) compartilhada pelas duas primeiras espécies pode ter surgido em seu ancestral comum mais próximo. Nesse caso, é provável que todos os descendentes deste mesmo ancestral compartilhem tal característica, incluindo, assim, a espécie B.

vestibular:Ufrn
tópico:Zoologia

sub-grupo:Poriferos - Esponjas
pergunta:Os poríferos ou esponjas formam, desde o Cambriano, uma fauna relativamente significante; no entanto, sua estrutura e seu comportamento peculiares têm levado alguns estudiosos a considerar que os representantes desse filo demonstram inabilidade em evoluir os sistemas ou os órgãos, diferentemente do que acontece com outros grupos, porque
a) seu esqueleto constitui, um suporte rígido que impede deslocamentos.
b) a ausência de sistemas sensitivos que lhes assegurem defesa os torna vulneráveis à ação de predadores.
c) a falta de sistema nervoso os impossibilita de se alimentarem de matéria em suspensão.
d) sua fixação a substratos dificulta a captura de algas e, conseqüentemente, sua sobrevivência.

resposta:A

vestibular:Ufjf
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:questoes O esquema a seguir ilustra de forma sintética o processo de formação de gametas (meiose) de um indivíduo de genótipo AaBb.
a) Complete o esquema:




b) Qual é a probabilidade deste indivíduo formar o gameta ab? Justifique sua resposta.
c) Qual é a importância da meiose para a manutenção de uma espécie?
d) Considere que os genes A e B estão envolvidos na determinação da cor das flores. O alelo A permite a formação de pigmentos e é dominante sobre o alelo a, que inibe a manifestação da cor. O alelo B determina a cor vermelha e é dominante sobre o alelo b, que determina a cor rosa. Se uma planta de flores vermelhas, oriunda das sementes de uma planta de flores brancas (aabb), é autofecundada, que fenótipos são esperados na descendência e em que proporções?

resposta:a)




b) P(ab) = P(a) × (b) = 1/2 × 1/2 = 1/4
c) O processo de formação de gametas (meiose) é importante porque promove a variabilidade genética e mantém constante o número cromossômico da espécie.
d) Planta de flores vermelhas AaBb

AaBb × AaBb (autofecundação)
A_ B_ 9 vermelhas
A_ bb 3 rosas
AaB_ 3 brancas
Aabb 1 branca

9/16 vermelhas : 3/16 rosas : 4/16 brancas

vestibular:Ufrj
tópico:Biologia

sub-grupo:Imunologia
pergunta:A febre aftosa é uma doença virótica que afeta diversos animais de importância econômica, tais como vacas e ovelhas. Países que não vacinam seus rebanhos contra febre aftosa restringem a importação de carne de países onde a vacinação ocorre, dificultando as relações comerciais internacionais. As restrições à importação de carne se baseiam no fato de que os testes disponíveis utilizam a detecção de anticorpos contra o vírus, e não a detecção do próprio vírus na carne. Estes testes geram resultados semelhantes para animais vacinados e animais que contraíram a doença.

Determine se os resultados dos testes seriam positivos ou negativos tanto para animais infectados quanto para vacinados. Justifique sua resposta.

resposta:Os resultados são positivos. Tanto a infecção pelo vírus quanto as vacinas (que contêm antígenos virais) induzem a formação dos anticorpos específicos que são detectados nos testes.

vestibular:Ufrj
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:Visando a prevenir infecções, a adição de antibióticos na ração de animais domésticos tornou-se prática comum em muitos países. Ao longo dos anos, observou-se um aumento na porcentagem de bactérias que possuem genes que as tornam resistentes aos antibióticos, em detrimento das bactérias sensíveis. A partir de 1998, o governo da Dinamarca proibiu o uso de antibióticos na ração de animais. Os gráficos a seguir mostram a porcentagem de indivíduos resistentes a antibióticos nas bactérias Enterococcus faecalis e Enterococcus faecium encontradas no trato digestivo de animais dinamarqueses nos anos de 1995 e 2000.




Explique por que ocorre variação na porcentagem de bactérias resistentes a antibióticos entre os anos de 1995 e 2000.

resposta:Até 1998 a administração de antibióticos eliminaram grande parte das bactérias sensíveis, favorecendo a multiplicação das bactérias resistentes. Os dados relativos ao ano 2000 mostram um aumento na proporção de bactérias sensíveis, indicando que elas possuem características que as favorecem na competição com as resistentes na ausência de antibióticos.

vestibular:Unesp
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:A capacidade de coagular o sangue é reduzida nos indivíduos hemofílicos.
a) Qual é a proteína do sangue que atua no final do processo de coagulação?
b) Que tipo de célula sangüínea é responsável pela liberação de substâncias que auxiliam na coagulação?

resposta:a) Diversas proteínas atuam no processo de coagulação. Destaca-se, no final do processo, a formação de FIBRINA, proteína insolúvel. A rede de fibrina prende os glóbulos vermelhos formando o coágulo que estanca a hemorragia.

b) Plaquetas são pequenos fragmentos celulares que, juntamente com os tecidos, liberam as substâncias necessárias ao processo de coagulação sanguínea.

vestibular:Ufrrj
tópico:Biologia

sub-grupo:
pergunta:Embora sejam popularmente chamados de "ursos", na realidade o urso castanho de origem européia, Ursus arctos ; o urso preto americano, Euarctos americanus ; e o urso polar branco, Thalarctos maritimus , são animais distintos.

a) Se fosse possível o encontro do urso castanho com o urso polar, um suposto acasalamento resultaria em reprodução? Justifique.

b) Explique por que ocorreu a diferenciação entre esses animais?

resposta:a) Não. Os ursos castanhos e polares pertencem a espécies e a gêneros diferentes, o que impossibilita um acasalamento com reprodução.

b) Essa diferenciação é conseqüência de um longo isolamento geográfico ocorrido há milhares de anos.

 


« Página Anterior | Próxima Página »

Página 59 de 161