Banco de dados de questões do vestibular
questões de vestibulares
|
 

Questões Uerj

REF. Pergunta/Resposta
origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Três diferentes tipos de células, X, Y e Z, foram cultivados em meios de cultura apropriados, em ambientes fechados e sob iluminação constante, na presença de ar atmosférico para as células dos tipos X e Y e de N‚ para as células do tipo Z.
A tabela a seguir mostra a variação das concentrações de três parâmetros, medidas ao fim de algum tempo de cultivo.




Amebas, dinoflagelados e leveduras podem ter um comportamento similar ao apresentado, respectivamente, pelas células do tipo:
a) X, Y e Z
b) Z, Y e X
c) Y, X e Z
d) X, Z e Y

resposta:[C]

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Diversos compostos formados por metais alcalinos e halogênios têm grande importância fisiológica para os seres vivos. A partir do fluido extracelular de animais, vários desses compostos podem ser preparados. Dentre eles, um é obtido em maior quantidade e outro, apesar de sua importância para a síntese de hormônios, é obtido em quantidades mínimas.
Esses dois compostos estão indicados, respectivamente, em:
a) NaCØ e NaI
b) KCØ e K‚S
c) Na‚S e CaI‚
d) KBr e MgCØ‚

resposta:[A]

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Recentemente, pesquisadores do University College de Londres, analisando o DNA de esqueletos de seres humanos que viveram na Europa no período neolítico, mostraram que esses primeiros europeus não possuíam o gene da lactase, enzima necessária à eficiente digestão do leite.
O surgimento, ao acaso, desse gene representou uma característica competitiva altamente vantajosa para a espécie, aumentando sua freqüência na população.

Essa hipótese é um exemplo da proposição transformista denominada:
a) Mendelismo
b) Criacionismo
c) Lamarckismo
d) Neodarwinismo

resposta:[D]

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:O fígado é um órgão capaz de ajustar-se às necessidades do organismo, por meio da variação, para mais (+) ou para menos (-), da atividade de suas diversas etapas metabólicas.
Observe os gráficos a seguir, nos quais o eixo horizontal representa a atividade média de seis etapas metabólicas envolvendo carboidratos, aminoácidos e lipídios, no fígado de uma pessoa em dieta alimentar normal.




ETAPAS METABÓLICAS
1 - degradação de glicogênio (glicogenólise)
2 - oxidação da glicose (glicólise)
3 - desaminação de aminoácidos
4 - síntese de glicogênio (glicogenogênese)
5 - oxidação dos ácidos graxos
6 - síntese de glicose (gliconeogênese)

O gráfico que apresenta as alterações metabólicas encontradas no fígado de uma pessoa submetida a 24 horas de jejum é:
a) W
b) X
c) Y
d) Z

resposta:[B]

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Os gráficos a seguir indicam as alterações, para mais (+) ou para menos (-), de três parâmetros medidos em animais submetidos, previamente, a tratamentos com diversas drogas. Os eixos horizontais dos gráficos representam a taxa média desses parâmetros em animais que não foram submetidos a tratamento algum.




Sabe-se que a aloxana é uma substância tóxica, cuja ação conhecida é a de provocar a destruição das células ’ das ilhotas de Langerhans do pâncreas.
Os resultados que podem corresponder aos parâmetros medidos em animais previamente submetidos a tratamento com aloxana estão mostrados no seguinte gráfico:
a) W
b) X
c) Y
d) Z

resposta:[C]

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Em um experimento, em condições adequadas, foram medidas as velocidades de reação V de uma enzima, em função do aumento da concentração de seu substrato S.
O gráfico a seguir indica variações de 1/V em função de S.




A curva que deve representar o resultado experimental é a identificada por:
a) W
b) X
c) Y
d) Z

resposta:[D]

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Todas as células do organismo humano possuem uma diferença de potencial elétrico entre as faces interna e externa da membrana plasmática. Nas células nervosas, essa diferença é denominada potencial de repouso, pois um estímulo é capaz de desencadear uma fase de despolarização seguida de outra de repolarização; após isso, a situação de repouso se restabelece. A alteração de polaridade na membrana dessas células é chamada de potencial de ação que, repetindo-se ao longo dos axônios, forma o mecanismo responsável pela propagação do impulso nervoso.
O gráfico a seguir mostra a formação do potencial de ação.




Descreva as alterações iônicas ocorridas no local do estímulo responsáveis pelos processos de despolarização e repolarização da membrana dos neurônios.

resposta:Os canais de sódio abrem-se imediatamente após o estímulo, permitindo a entrada de cargas positivas (Na®) na célula e a despolarização da membrana, e fecham-se em seguida. Os canais de potássio abrem-se mais lentamente do que os canais de sódio, permitindo a saída de cargas positivas (K®) do citosol da célula e a repolarização da membrana, e fecham-se em seguida.

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:O lançamento de esgoto in natura em mares, rios e lagos constitui uma catástrofe para o meio ambiente. A alta concentração de matéria orgânica favorece, inicialmente, a proliferação de organismos decompositores aeróbios. Observa-se, posteriormente, a morte de peixes e a liberação de ácido sulfídrico, principal causador de mau cheiro. Identifique a relação entre a proliferação de organismos aeróbios decompositores e a morte de peixes. Em seguida, explique como ocorre o aumento da produção de ácido sulfídrico.

resposta:A proliferação de organismos aeróbios diminui a quantidade de oxigênio disponível na água, o que provoca a morte dos peixes.
A baixa concentração de oxigênio favorece o desenvolvimento de microorganismos anaeróbios que produzem ácido sulfídrico durante a decomposição da matéria orgânica.

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:A queima do gás utilizado em aquecedores de água produz monóxido de carbono, cujo acúmulo em ambientes mal ventilados pode causar graves acidentes. O risco associado a esse gás deve-se a sua alta afinidade pelo átomo de Fe®® presente em grupamentos prostéticos de certas proteínas.
Explique por que o monóxido de carbono, ao se combinar com o átomo de Fe®® desses grupamentos, interfere no transporte de gases do organismo e na fosforilação mitocondrial do ADP.

resposta:O monóxido de carbono, por ter maior afinidade com o Fe®®, impede a ligação do grupamento heme da hemoglobina com o oxigênio, diminuindo o aporte desse gás aos tecidos. Já sua ligação ao heme da citocromo C oxidase paralisa a cadeia respiratória mitocondrial, impedindo a síntese de ATP.

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Em certa espécie de ratos, o alelo dominante B determina que a cor do pêlo seja cinza, enquanto o genótipo recessivo bb determina uma pelagem preta. Em outro cromossomo, um lócus afeta uma etapa inicial na formação de qualquer dos pigmentos do pêlo. Nesse lócus, o alelo dominante A possibilita um desenvolvimento normal da cor, mas o genótipo recessivo aa bloqueia toda a produção de pigmento. Assim, ratos aa são todos albinos, independentemente do seu genótipo no lócus B.
Do cruzamento de um rato macho de pelagem cinza com uma fêmea albina, cujo genótipo é aabb, 50% da prole foi albina, 25% preta e 25% cinza.
Determine o genótipo do rato macho, justificando sua resposta.

resposta:AaBb
Para que o macho seja cinza, deve apresentar, pelo menos, um alelo A e um alelo B. Como foi cruzado com uma fêmea albina (aabb) e existem tanto descendentes de pelagem preta (bb), quanto albinos (aa), o macho deve possuir os alelos a e b.

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:A lisozima, enzima com atividade bactericida, é encontrada em fluidos corporais humanos como saliva, soro sangüíneo, lágrima e leite. O boi e o lêmure, animais não aparentados, secretam essa enzima em seus estômagos. A tabela a seguir mostra as modificações ocorridas na estrutura primária da lisozima desses dois animais, em relação à humana.




Essas modificações, não encontradas em nenhum ancestral comum ao boi e ao lêmure, permitiram à lisozima desempenhar sua função em um ambiente acidificado. Cite e defina o tipo de evolução que explica a semelhança na estrutura primária da lisozima do boi e do lêmure.

resposta:Convergência evolutiva ou convergência adaptativa.
Evolução de uma característica semelhante em duas ou mais espécies, de modo independente, para permitir a adaptação a um ambiente comum.

origem:Uerj-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Isaltina!
Olha o tamanho da lombriga
Que o menino botou
(...)
Taenia pena
Mas não mate o porco, Isaltina
Pois a bicha era como um fio
Era fina
Inda bem que com jeitinho
Dentro ela não se quebrou.
("Isaltina". Falcão et alii. BMG Brasil, 1994.)

A letra da música faz referência ao gênero e ao animal hospedeiro de um parasita ainda comum no Brasil.
Aponte o nome da espécie desse parasita e explique o motivo da observação feita nos dois últimos versos: Inda bem que com jeitinho / Dentro ela não se quebrou.

resposta:Taenia solium .
O corpo da T. solium é dividido em proglótides que podem se separar, permitindo que novas proglótides surjam a partir da região anterior do verme. Se parte do corpo do parasita ainda restar presa à parede intestinal, a infestação permanece.

 


morfologia sistema circulatorio arterias, veias e coração