Banco de dados de questões do vestibular
questões de vestibulares
|
 

Questões Ufrrj

REF. Pergunta/Resposta
origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Sabe-se que as células do ácino no pâncreas são as responsáveis pela produção das enzimas pancreáticas. As estruturas que a nível celular são responsáveis por esse processo são
a) o complexo de Golgi e a mitocôndria.
b) a membrana e o RER.
c) o ribossoma e o REL.
d) o RER e o complexo de Golgi.
e) o REL e o complexo de Golgi.

resposta:[D]

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Relacione o agente etiológico à sua classificação e à doença que causa.
a) Wuchereria bancrofti (filárias) ë nematódio ë elefantíase.
b) Enterobius vermicularis (oxiúro) ë protozoário ë malária.
c) Ascaris lumbricoides (lombriga) ë artrópodo ë amarelão.
d) Schistosoma mansoni (esquistossoma) ë nematódio ë amebíase.
e) Taenia solium (tênia) ë platelminto ë toxoplasmose.

resposta:[A]

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Embora sejam popularmente chamados de "ursos", na realidade o urso castanho de origem européia, Ursus arctos ; o urso preto americano, Euarctos americanus ; e o urso polar branco, Thalarctos maritimus , são animais distintos.

a) Se fosse possível o encontro do urso castanho com o urso polar, um suposto acasalamento resultaria em reprodução? Justifique.

b) Explique por que ocorreu a diferenciação entre esses animais?

resposta:a) Não. Os ursos castanhos e polares pertencem a espécies e a gêneros diferentes, o que impossibilita um acasalamento com reprodução.

b) Essa diferenciação é conseqüência de um longo isolamento geográfico ocorrido há milhares de anos.

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:questoes A seguir estão representados dois tipos de flor:

A - relativamente pequena, com perianto não-atrativo e grandes antenas que ficam pendentes para fora.

B - com pétalas largas, vistosas e coloridas; nectários e glândulas odoríferas.




Que planta está mais adaptada à polinização por animais? Justifique sua resposta.

resposta:A planta B, pois as características cor e odor servem para atrair agentes polinizadores, enquanto a planta A está mais adaptada à polinização anemófila.

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Os insetos constituem a classe mais numerosa de artrópodes, mantendo com o homem profundas relações, benéficas ou não.
Entre os malefícios, causados pelos insetos, estão doenças como: malária, dengue, elefantíase e doença de Chagas.
Indique medidas profiláticas apropriadas para as doenças anteriormente citadas. Justifique suas indicações.

resposta:As medidas profiláticas indicadas para malária, dengue e elefantíase, doenças transmitidas por mosquitos vetores, são: usar telas em portas e janelas; drenar locais alagados; evitar água acumulada em pneus, latas e jarros; manter os reservatórios de água tampados...
Quanto à Doença de Chagas, cujo vetor é o barbeiro, deve-se evitar as construções rurais de pau a pique; tratar os doentes infectados; controlar a qualidade do sangue usado em transfusões...

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Sabe-se que o nitrogênio é vital na produção de proteínas. Embora o ar atmosférico seja constituído de 78% de nitrogênio, este gás não pode ser usado por plantas e animais diretamente na forma gasosa.

a) De que forma o nitrogênio pode ser absorvido e quais os organismos que contribuem para a sua transformação?

b) Por que uma das culturas utilizadas de forma intercalada é uma leguminosa? Explique a importância da rotação de culturas.

resposta:a) O nitrogênio pode ser absorvido na forma de nitrato e os organismos que contribuem para a sua transformação (fixação) são as bactérias de vida livre no solo e as que vivem associadas às raízes das plantas leguminosas.

b) As plantas leguminosas possuem bactérias fixadoras de nitrogênio nos nódulos de suas raízes. A rotação de culturas é importante devido à fertilização do solo proporcionada por estes vegetais.

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Muitas fibras do esclerênquima são usadas industrialmente como matéria-prima para a fabricação do cânhamo, da juta e do linho.

a) Cite duas características do esclerênquima.

b) Identifique a principal função desse tecido vegetal.

resposta:a) O esclerênquima é composto de células mortas, alongadas e dotadas de paredes espessas e resistentes, devido a presença de uma substância denominada lignina. As células do esclerênquima podem ser de dois tipos: as fibras e os escleróides.

b) É o tecido responsável pela sustentação do vegetal.

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:Imunologia

pergunta:questoes Uma pessoa foi contaminada por uma substância tóxica, de origem orgânica. Para tratá-la o médico introduziu em seu organismo uma substância específica.
Cinco meses depois desse evento, a pessoa foi novamente contaminada e outra vez a substância específica foi usada, pelo médico, como medicamento.
O gráfico a seguir reproduz os dois momentos em que ocorreram as contaminações. A linha pontilhada representa a SUBSTÂNCIA TÓXICA, enquanto a linha contínua representa a SUBSTÂNCIA ESPECÍFICA.




A substância específica de combate, inoculada no paciente, é um soro ou uma vacina? Justifique sua resposta.

resposta:É um soro porque após a 1 inoculação, a substância permanece um certo tempo no organismo mas em taxas decrescentes até desaparecer. E na 2 inoculação da substância, a resposta foi semelhante à primeira, não evidenciando qualquer sensibilização ou memória imunológica, o que determinaria uma resposta mais rápida e mais intensa, como seria esperado caso a substância fosse uma vacina.

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:questoes



Sobre os peixes representados nas figuras anteriores, pode-se afirmar que
a) o peixe A possui tiflossole.
b) o peixe B possui opérculo.
c) o peixe A excreta principalmente uréia.
d) o peixe B possui ânus.
e) o peixe A excreta principalmente amônia.

resposta:[E]

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Considerando as propriedades de duplicação do DNA, observe o resultado do experimento a seguir.

1 etapa: Em uma cultura com ¢¦N, obtém-se o crescimento de colônias de bactérias; após esse crescimento promove-se o desenvolvimento de mais duas gerações, em cultura com ¢¥N.

2 etapa: Extrai-se o DNA de todas as bactérias e obtém-se o seguinte resultado:

- Cultura de crescimento com ¢¦N: 300 moléculas de DNA todas com ¢¦N.

- Cultura de 1 geração com ¢¥N: 600 moléculas de DNA todas com ¢¦N e ¢¥N.

- Cultura de 2 geração com ¢¥N: 1200 moléculas de DNA nas quais 600 com ¢¥N e 600 com ¢¦N e ¢¥N.

Explique as porcentagens obtidas em todos os extratos das diferentes culturas no experimento.
Justifique sua resposta.

resposta:Cultura de crescimento ¢¦N ë 100% de moléculas de DNA com ¢¦N.

Cultura de 1 geração ë 100% de moléculas, cada uma com parte da hélice do DNA com ¢¦N e parte com ¢¥N.

Cultura de 2 geração ë 50% de moléculas com ¢¥N e 50% com ¢¥N - ¢¦N.

A justificativa se baseia na propriedade semiconservativa da duplicação do DNA.

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Em um determinado ambiente vivem duas espécies A e B que não se inter-relacionam. Neste mesmo ambiente foi introduzida uma espécie C, indicada pela seta, que se inter-relacionou com as outras duas. Os dados foram representados no gráfico a seguir.




Analisando o gráfico, que tipo de relação ecológica a espécie C manteve com A e com B? Justifique sua resposta.

resposta:A espécie C, ao ser introduzida no ambiente, manteve uma relação harmônica interespecífica com a espécie A, podendo ser uma protocooperação, que trouxe benefícios a ambas. Com a espécie B, a espécie C manteve uma relação desarmônica interespecífica, como por exemplo a competição, o predatismo. Nessa relação, a espécie C teve benefícios, enquanto a espécie D teve prejuízo.

origem:Ufrrj-1999
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Após o incêndio que destruiu grande área florestal em Roraima, foi publicada a seguinte reportagem:

"Devagar e sempre (se ninguém atrapalhar)
Veja as fases de reconstrução da floresta queimada"

COMO FICOU (fig. I)
O fogo não só queimou as árvores como calcinou todas as sementes do chão.

DAQUI A VINTE ANOS (fig. II)
Plantas e arbustos cobrem o solo e protegem do impacto do sol as mudas de árvores que mais tarde serão grandes.

EM 200 ANOS (fig. III)
Se não houver interferência humana, a floresta de Roraima voltará ao estado original.




As etapas descritas na reportagem demonstram a previsão da evolução do ecossistema nos próximos 200 anos. Durante esse processo pode-se prever que
a) a composição em espécies muda lentamente no início e mais rapidamente nos estágios intermediários e no clímax.
b) a produtividade é pequena inicialmente, mas vai aumentando aos poucos, tornando-se estável no clímax.
c) a biomassa é pequena no início, aumentando durante todo o processo até estabilizar no clímax.
d) a teia alimentar torna-se menos complexa durante o processo pois surgem novos nichos ecológicos.
e) as taxas de respiração e fotossíntese são iguais no início, já no clímax a taxa de fotossíntese é menor que a de respiração.

resposta:[C]

 


sistema circulatorio com veias e arterias da cabeça