Banco de dados de questões do vestibular
questões de vestibulares
|
 

Questões Unesp

REF. Pergunta/Resposta
origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:No início da manhã, a dona de casa lavou algumas folhas de alface e as manteve em uma bacia, imersas em água comum de torneira, até a hora do almoço. Com esse procedimento, a dona de casa assegurou que as células das folhas se mantivessem
a) túrgidas, uma vez que foram colocadas em meio isotônico.
b) túrgidas, uma vez que foram colocadas em meio hipotônico.
c) túrgidas, uma vez que foram colocadas em meio hipertônico.
d) plasmolizadas, uma vez que foram colocadas em meio isotônico.
e) plasmolizadas, uma vez que foram colocadas em meio hipertônico.

resposta:[B]

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Determinado produto, ainda em análise pelos órgãos de saúde, promete o emagrecimento acelerando o metabolismo das gorduras acumuladas pelo organismo. Pode-se dizer que esse produto acelera
a) o anabolismo dessas gorduras, em um processo metabólico do tipo endotérmico.
b) o anabolismo dessas gorduras, em um processo metabólico do tipo exotérmico.
c) o catabolismo dessas gorduras, em um processo metabólico do tipo exo-endotérmico.
d) o catabolismo dessas gorduras, em um processo metabólico do tipo endotérmico.
e) o catabolismo dessas gorduras, em um processo metabólico do tipo exotérmico.

resposta:[E]

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:Imunologia

pergunta:UM OVO = UMA DOSE DE VACINA CONTRA A GRIPE.

O ovo de galinha é a principal matéria-prima da nova fábrica de vacinas contra gripe do Instituto Butantan, inaugurada na quinta (26) na Avenida Brasil. ... O vírus da doença é injetado no ovo ... . Depois de uma semana, o microorganismo está formado ... . O vírus passa por outros processos industriais e vira vacina mais tarde.
("Veja São Paulo", 02.05.2007.)

Considerando-se as condições necessárias à replicação dos vírus, pode-se dizer que o Instituto Butantan utiliza ovos
a) não fertilizados, nos quais não há um embrião que possa apresentar reação imunológica à presença do vírus, impedindo sua replicação.
b) não fertilizados, os quais mantêm um ambiente interno estéril propício à replicação viral e protegido pela casca do ovo, que impede eventual contaminação bacteriana.
c) fertilizados, que contêm um embrião, de cujas células os vírus podem se utilizar para sua replicação.
d) fertilizados ou não fertilizados, nos quais os vírus se utilizam do vitelo da gema e das proteínas da clara para obterem os nutrientes necessários à sua replicação.
e) fertilizados ou não fertilizados pois, nas duas situações, haverá a presença de um núcleo celular, no qual os vírus realizam sua replicação.

resposta:[C]

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:João e Antônio apresentaram-se como voluntários para o experimento de um nutricionista. João, depois de passar um dia em jejum, foi alimentado com 500 g de milho cozido. Antônio, também depois de jejuar, foi alimentado com 500 g da carne de um frango que cresceu alimentado apenas com milho. Com relação à transferência de energia ao longo da cadeia alimentar, pode-se dizer que, no experimento,
a) a quantidade de energia obtida por Antônio foi igual àquela necessária para a formação de 500 g de carne de frango.
b) a quantidade de energia obtida por João foi igual àquela necessária para a formação de 500 g de milho.
c) João e Antônio receberam a mesma quantidade de energia, igual àquela necessária para a formação de 500 g de milho.
d) João e Antônio receberam mais energia que aquela necessária para a formação de 500 g de milho.
e) João e Antônio receberam menos energia que aquela necessária para a formação de 500 g de milho.

resposta:[E]

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:A figura reproduz um experimento em que uma planta colocada em um vaso transparente recebe luz lateralmente, no caule e nas raízes, conforme indicam as setas. Após alguns dias, o caule apresenta-se voltado para a fonte de luz e as raízes encontram-se orientadas em sentido oposto. Isso se deve à ação das auxinas, hormônio vegetal que atua no controle do crescimento de caules e raízes, promovendo o alongamento das células.




Podemos afirmar corretamente que, no caule, as auxinas promoveram o crescimento do lado
a) não iluminado da planta, enquanto nas raízes promoveram o crescimento do lado iluminado. A inclinação do caule e da raiz deve-se à maior concentração de auxina no lado não iluminado da planta.
b) iluminado da planta, enquanto nas raízes promoveram o crescimento do lado não iluminado. A inclinação do caule e da raiz deve-se à maior concentração de auxina no lado iluminado da planta.
c) não iluminado da planta, assim como o fizeram nas raízes. A inclinação do caule e da raiz deve-se à maior concentração de auxina no lado iluminado da planta.
d) iluminado da planta, assim como o fizeram nas raízes. A inclinação do caule e da raiz deve-se à maior concentração de auxina no lado iluminado da planta.
e) não iluminado da planta, enquanto nas raízes promoveram o crescimento do lado iluminado. A inclinação do caule deve-se à maior concentração de auxina no lado iluminado, enquanto a inclinação da raiz deve-se à maior concentração de auxina no lado não iluminado.

resposta:[A]

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:LEITE MAIS CARO NAS REGIÕES SUL E SUDESTE DO PAÍS.

As donas de casa estão reclamando do preço do leite na entressafra. Segundo os pecuaristas, no período entre o final do outono e começo do inverno a produção de leite pelos rebanhos mantidos no pasto tende a ser menor, assim como é maior o custo da produção, o que justificaria a alta do preço para o consumidor.

Em função do contido na notícia, e com argumentos de base biológica, explique por que os rebanhos mantidos no pasto produzem menos leite nessa época do ano.

resposta:No período mais seco (inverno), as gramíneas passam por um período desfavorável para o seu crescimento por causa das baixas temperaturas e da falta de chuvas. A vegetação resseca-se, reduzindo a fonte de alimento para o gado e, conseqüentemente, a produção de leite diminui.

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Na casa de Pedrinho, a caixa d água mantinha-se suspensa por quatro grandes pilares. Ao lado da caixa d água, um abacateiro tinha a mesma altura, o que fez Pedrinho pensar: "Se, para abastecer as torneiras da casa, a caixa tinha que ficar a certa altura, de tal modo que a água fluísse pela ação da gravidade, como o abacateiro resolvia o problema de transportar a água do solo para as folhas, contra a ação da gravidade?" Explique como a água do solo pode chegar às partes mais altas da planta.

resposta:A água é absorvida nas raízes e transportada pelo xilema até as partes mais altas da planta. Segundo a teoria de Dixon, a transpiração gera uma força de sucção. A coluna líquida sobe em estado de tensão e mantém-se contínua graças à coesão entre as moléculas de água.

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:A proibição do aborto não decorre da concepção religiosa de que a vida deve ser protegida porque provém de Deus, mas da constatação científica de que o feto é individualidade diferente da mãe que o gera, porque tem DNA próprio, não se confundindo com o do pai ou o da mãe.
("Folha de S.Paulo", 28.05.2007.)

Que argumento pode ser usado para justificar que o feto tem DNA próprio, que não é igual ao do pai ou ao da mãe?

resposta:O DNA do feto não é totalmente igual ao do pai ou da mãe, pois apresenta 50% dos genes de origem paterna e 50% de origem materna.

origem:Unesp-2008
tópico:
Genética

sub-grupo:transgênicos

pergunta:Uma das preocupações dos ambientalistas com as plantas transgênicas é a possibilidade de que os grãos de pólen dessas plantas venham a fertilizar plantas normais e, com isso, "contaminá-las". Em maio de 2007, pesquisadores da Universidade de Nebraska, EUA, anunciaram um novo tipo de planta geneticamente modificada, resistente a um herbicida chamado Dicamba. Um dos méritos do trabalho foi ter conseguido inserir o gene da resistência no cloroplasto das plantas modificadas. Essa nova forma de obtenção de plantas transgênicas poderia tranqüilizar os ambientalistas quanto a possibilidade de os grãos de pólen dessas plantas virem a fertilizar plantas normais? Justifique.

resposta:Sim. Os cloroplastos contendo o gene de resistência ao herbicida são transmitidos pelo citoplasma da oosfera. O pólen contém apenas os núcleos e não contribui com o citoplasma para a descendência.

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:A realização dos jogos pan-americanos no Brasil, em julho de 2007, estimulou muitos jovens e adultos à prática de atividades físicas. Contudo, o exercício físico não orientado pode trazer prejuízos e desconforto ao organismo, tais como as dores musculares que aparecem quando de exercícios intensos. Uma das possíveis causas dessa dor muscular é a produção e o acúmulo de ácido láctico nos tecidos musculares do atleta. Por que se forma ácido láctico durante os exercícios e que cuidados um atleta amador poderia tomar para evitar a produção excessiva e acúmulo desse ácido em seu tecido muscular?

resposta:Quando o músculo entra em "débito" de oxigênio. Para evitar a produção excessiva e acúmulo desse ácido, o atleta amador poderia realizar um "aquecimento" muscular, e treinamentos periódicos antes das competições a fim de ativar a circulação sangüínea, facilitar o transporte de O‚ e retirar com maior eficácia os excretas produzidos.

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Ao comermos uma fatia de pão, a ptialina (ou amilase salivar) presente na saliva inicia a digestão do amido contido no pão. Na nossa boca, o pH situa-se ao redor de 7, pH ótimo para ação da ptialina. Contudo, ao chegar ao estômago, esse alimento é envolvido pelo suco gástrico, de pH ao redor de 2, que inibe a ação da ptialina e impede o prosseguimento da digestão do amido nesse local. O que acontece com o amido a partir do estômago, até chegar ao nosso sangue?

resposta:No intestino, o amido sofre a ação das amilases pancreática e entérica, formando maltose. A enzima maltase entérica transforma a maltose em glicose, que é absorvida no intestino delgado, chegando ao sangue.

origem:Unesp-2008
tópico:
Biologia (não classificadas)

sub-grupo:

pergunta:Observe a figura




Trata-se do ciclo de transmissão da
a) dengue.
b) febre amarela.
c) raiva.
d) leishmaniose.
e) leptospirose.

resposta:[D]

 


anatomia sistema linfatico