Banco de dados de questões do vestibular perguntas e respostas comentadas
questões de vestibulares
|
 

Questões Unicamp-2001

REF. Pergunta/Resposta
origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:A determinação do sexo em peixes segue o sistema XY, como no ser humano. Um alelo de um lócus do cromossomo Y do peixe Lebistes determina a ocorrência de manchas na nadadeira dorsal. Um peixe macho com manchas na nadadeira foi cruzado com uma fêmea sem manchas.

a) Quais são os fenótipos de F e de F‚ desse cruzamento?

b) Como seria o resultado em F e F‚ se o alelo fosse dominante e estivesse no cromossomo X do macho? Demonstre através de um cruzamento.

resposta:a) 100 % de machos com mancha na cauda e nenhuma fêmea com esta característica.

b)
A = gene que determina mancha
a = gene que determina ausência de mancha

O cruzamento gerador dos F seria:

XÞY × XòXò

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:"FAÇA DO LIXO UM ADUBO: Folhas mortas, casca de frutas, restos de alimentos quando queimados liberam gases poluentes. [...] Use este material para fazer um fertilizante natural. Consiga um latão, perfure-o nas laterais e vá intercalando este lixo úmido com camadas finas de terra. Coloque em local arejado e mantenha sempre úmido, mas não demais. Em poucos meses, o material ficará uniforme, escuro, com cheiro de boa terra. Está pronto o adubo orgânico." (informação na Internet:
www.meioambiente.org.br/conversa.htm; "Jornal Urtiga", Associação Ituana de Proteção Ambiental, Itu.)

a) Que processo transforma o lixo em adubo? Explique em que consiste esse processo, indicando os organismos envolvidos.

b) Cite dois produtos desse processo presentes no fertilizante, que são utilizados como fonte de macronutrientes pelas plantas.

resposta:a) Decomposição. Nesse processo, bactérias e fungos transformam substâncias orgânicas em inorgânicas, que podem ser reutilizadas.

b) Fósforo, nitrogênio, potássio, cálcio, magnésio e enxofre.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:Analise a seguinte figura de cromossomos:




a) Que fenômeno celular está sendo mostrado na figura?

b) Em que tipo de divisão celular ocorre esse fenômeno? Por quê?

c) Qual é a importância desse fenômeno para os seres vivos?

resposta:a) O fenômeno mostrado na figura são os quiasmas resultantes da permutação ou crossing-over entre cromossomos homólogos.

b) Meiose. Nesse tipo de divisão que acontece o pareamento entre cromossomos homólogos, permitindo a troca de segmentos entre eles.

c) Recombinação entre cromossomos homólogos, gerando novas combinações gênicas. A variabilidade decorrente, submetida à seleção natural, resulta na adaptação dos seres vivos ao meio.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:Escreve James W. Wells em "Três mil milhas através do Brasil":

"A aparência desta vegetação lembra um pomar de frutas mirrado na Inglaterra; as árvores ficam bem distantes uma das outras, ananicadas no tamanho, extremamente retorcidas tanto de troncos quanto de galhos, e a casca de muitas variedades lembra muito a cortiça; a folhagem é geralmente seca, dura, áspera e quebradiça; as árvores resistem igualmente ao calor, frio, seca ou chuva [...]".

a) A que tipo de formação vegetal brasileira o texto se refere?
b) Qual é a principal causa do aspecto "ananicado" das árvores?
c) Qual é a principal causa do aspecto da casca?
d) Cite outra característica importante das plantas dessa formação vegetal que não esteja descrita no texto. A que se deve essa característica?

resposta:a) Cerrado.

b) Deficiência de nutrientes minerais, associada à riqueza em alumínio.

c) Pouca disponibilidade de nitrogênio no solo, resulta em síntese protéica deficiente. Deste modo síntese orgânica é dirigida para a produção de carboidratos e lipídios, respectivamente celulose e suberina, resultando em casca de espessura maior.

d) Presença de raízes profundas, que representam uma adaptação à captação de água em lençóis freáticos localizados a grandes distâncias da superfície.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:Até há algum tempo, considerava-se que fungos e bactérias pertenciam ao reino vegetal. Com o reconhecimento das diferenças entre eucariotos e procariotos, as bactérias foram separadas, mas os fungos permaneceram incluídos no reino vegetal. Mais recentemente, porém, tornou-se claro que os organismos agrupados como fungos definitivamente não são plantas.

a) Apresente uma característica comum a bactérias e fungos que permitiu considerá-los como plantas.

b) Apresente uma característica das bactérias que demonstra serem elas pertencentes a outro reino. Qual é esse reino?

c) Cite duas características das plantas que não são encontradas nos fungos.

resposta:a) Parede celular.

b) São organismos procariontes, pertencentes ao reino Monera.

c) Cloroplastos, fotossíntese, tecidos organizados.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:Ao estudar a distribuição de uma espécie de planta da família dos girassóis em altitudes crescentes na costa oeste dos Estados Unidos, pesquisadores observaram que essas plantas apresentavam um gradiente decrescente de tamanho. Sementes dessas plantas foram coletadas nas várias altitudes e plantadas em uma mesma região localizada ao nível do mar. Após um determinado tempo de crescimento, as plantas resultantes foram medidas e os dados obtidos no experimento são mostrados no gráfico A.

a) Explique o resultado obtido, expresso no gráfico A.

b) Se o resultado do experimento tivesse sido o representado no gráfico B, qual seria a interpretação?

resposta:a) A característica "tamanho das plantas" é determinada geneticamente. Sementes coletadas em diferentes altitudes, colocadas para germinar todas ao nível do mar, portanto nas mesmas condições, apresentaram fenótipos distintos.

b) A curva do gráfico B, permite a conclusão de que a característica "tamanho das plantas" é dependente do ambiente, e não determinada geneticamente.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:O projeto "Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo", financiado pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), envolveu diversas instituições de pesquisa e ensino. O levantamento realizado no Estado comprovou a existência de cerca de oito mil espécies de fanerógamas.

a) Cite duas características exclusivas das fanerógamas.

b) As fanerógamas englobam dois grupos taxonomicamente distintos, sendo que um deles é muito freqüente no Estado e o outro representado por um número muito pequeno de espécies nativas. Qual dos grupos é pouco representado?

c) Que outro grupo de plantas vasculares não foi incluído nesse levantamento?

resposta:a) Flores e sementes, polinização, grão de pólen e tubo polínico, óvulo.

b) Gimnospermas.

c) Pteridófitas.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:Um menino sofreu um ferimento no pé quando estava brincando na terra. O médico foi informado de que a criança não tinha recebido muitas das vacinas obrigatórias.

a) Nessa situação, que doença a criança estaria com maior risco de contrair? Explique por quê.

b) Qual seria o procedimento mais seguro para evitar que, nesse caso, a criança viesse a desenvolver tal doença? Qual dos gráficos abaixo corresponde a esse procedimento? Justifique.

c) A que procedimento corresponde o outro gráfico? Justifique.

resposta:a) Tétano. Os esporos do bacilo tetânico se desenvolvem na terra.

b) Soro antitetânico é, nesse caso, o procedimento mais seguro para evitar a doença, pois contém anticorpos específicos para neutralizar as toxinas produzidas pela bactéria patogênica. O gráfico correspondente é o A, que mostra a administração de elevada quantidade de anticorpos. Tratando-se de imunização passiva, a soroterapia é temporária.

c) O gráfico B corresponde à aplicação da vacina antitetânica, que contém antígenos retirados do microrganismo. Essa inoculação conduz à produção ativa de anticorpos.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:A vida animal originou-se nos oceanos primitivos. A partir dos ancestrais marinhos, alguns grupos invadiram a água doce enquanto outros se deslocaram para a terra.

a) Cite duas adaptações importantes para a ocupação do ambiente terrestre.

b) Dê exemplo de um filo de invertebrado que apresente espécies tanto aquáticas quanto terrestres.

c) A partir de ancestrais terrestres, alguns mamíferos ocuparam o ambiente marinho. Cite duas características morfológicas e/ou fisiológicas que permitiram a sua adaptação a esse ambiente.

resposta:a) - pele queratinizada, impermeável, portanto menos sujeita à desidratação;
- fecundação interna, ovo com casca protegido contra a desidratação e anexos embrionários como o âmnio e o alantóide;
- eliminação de ácido úrico o que resulta em pequena perda de água para a excreção;
- estruturas respiratórias internas, menos sujeitas à desidratação.

b) Poderíamos citar os filos seguintes:
- anelídeos;
- artrópodes;
- moluscos.

c) Como adaptação dos mamíferos terrestres à vida na água, poderíamos citar:
- forma hidrodinâmica;
- presença de tecido adiposo subcutâneo bem desenvolvido, que adapta o animal a ambientes frios e auxilia na flutuação;
- presença de mioglobina nos músculos, que adapta o animal a longos períodos submerso.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:Os animais podem ou não apresentar simetria. Considere os seguintes animais: planária, esponja, medusa (água-viva), minhoca, coral e besouro.

a) Quais deles apresentam simetria radial? E quais apresentam simetria bilateral?

b) Caracterize esses dois tipos de simetria.

c) Por que a simetria radial da estrela-do-mar é considerada secundária?

resposta:a) Simetria radial: medusa (água-viva) e o coral. Esponjas apresentam simetria radial ou são assimétricas. Os que têm simetria bilateral são a planária, a minhoca e o besouro.

b) Na simetria bilateral, existe um eixo principal que divide o animal em duas partes. No caso da simetria radial, esse eixo não existe, podendo o animal ser dividido em múltiplos planos de corte que passam pelo centro geométrico do corpo.

c) A larva da estrela-do-mar apresenta simetria bilateral. Na fase adulta, a estrela-do-mar tem simetria do tipo radial.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:A pele é o maior órgão do corpo humano, revestindo toda sua superfície e protegendo-o contra as radiações solares, particularmente os raios ultravioletas.

a) Por que as pessoas de pele clara que se expõem muito ao sol têm maior probabilidade de desenvolver câncer de pele?

b) Cite um efeito benéfico imediato da exposição ao sol.

c) Indique os tecidos que compõem a pele e suas respectivas origens embriológicas.

resposta:a) Menor quantidade de melanina, pigmento pardo-avermelhado que protege a pele dos efeitos mutagênicos da radiação ultravioleta.

b) Síntese de vitamina D, importante para a deposição de cálcio nos ossos e dentes.

c) As camadas da pele são:
- epiderme, tecido epitelial pavimentoso derivado da ectoderme;
- derme, tecido conjuntivo fibroso originado da mesoderme;
- tela subcutânea (ou hipoderme), tecido conjuntivo adiposo de origem mesodérmica.

origem:Unicamp
tópico:
Biologia

sub-grupo:

pergunta:"Ciência ajuda natação a evoluir"

Com esse título, uma reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo" sobre os jogos olímpicos (18/09/00) informa que: "Os técnicos brasileiros cobiçam a estrutura dos australianos: a comissão médica tem 6 fisioterapeutas, nenhum atleta deixa a piscina sem levar um furo na orelha para o teste do lactato e a Olimpíada virou um laboratório para estudos biomecânicos - tudo o que é filmado em baixo da água vira análise de movimento".

a) O teste utilizado avalia a quantidade de ácido láctico nos atletas após um período de exercícios. Por que se forma o ácido láctico após exercício intenso?

b) O movimento é a principal função do músculo estriado esquelético. Explique o mecanismo de contração da fibra muscular estriada.

resposta:a) Menor disponibilidade de oxigênio nos músculos durante exercícios intensos. A energia, nessas condições, é obtida pelo processo anaeróbio da fermentação láctica. O ácido Iáctico, portanto, é um subproduto desse processo bioenergético.

b) Durante a contração muscular, ocorre o deslizamento das moléculas de actina entre as moléculas de miosina, segundo a teoria dos miofilamentos deslizantes. Esse processo é dependente de íons cálcio e de energia fornecida pelo ATP.

 


Próxima Página »

Página 1 de 2